[creditos:96e6544cb9]
Gired mantém fim da transmissão analógica em São Paulo para 29 de março (Divulgação)[/creditos:96e6544cb9]O Grupo de implantação da TV Digital (Gired) decidiu, hoje (31), em Brasília, que não proporá ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) a alteração do cronograma da TV Digital em São Paulo. Assim, ficou mantido para 29 de março de 2017 o desligamento da TV Analógica na capital paulista e em 38 municípios vizinhos.

Pesquisa do Ibope, solicitada pela Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização (EAD) e divulgada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), constatou que se a TV analógica fosse desligada hoje somente 8% da população ficaria sem o sinal digital.

A pesquisa também constatou que 95% da população da cidade de São Paulo já ouviu falar da TV digital, enquanto no entorno da capital paulista o percentual é ainda maior, chegando a 98%. O Ibope também verificou que cerca de 88% das famílias (87% na capital e 88% nos municípios vizinhos) têm conhecimento de que a TV analógica será desligada.

No Distrito Federal, segundo o presidente do Gired e da Anatel, Juarez Quadros, 98,1% das residências contam com o sinal digital. Brasília foi a primeira capital a ter recepção unicamente digital no país a partir de 26 de outubro.

A Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização (EAD) apresentou proposta, durante a reunião de hoje do Gired, para o adiamento do cronograma de desligamento do sinal analógico em outras regiões do país. Porém, elas somente serão analisadas na próxima reunião do Grupo, marcada para o dia 20 de fevereiro.