A TV Globo emitiu comunicado lamentando a morte de Ulisver João Baptista Linhares, conhecido como Tutuca, falecido na tarde da última quinta-feira, dia 3 de dezembro, no Rio de Janeiro, aos 83 anos. O comediante estava internado no Hospital Barra D’or, na zona oeste do Rio de Janeiro, onde deu entrada para tratamento de uma pneumonia. O ator morreu após evolução do quadro com uma infecção generalizada. O velório acontece neste sábado, dia 5 de dezembro, a partir das 9h, no Cemitério São Francisco Xavier, o Caju. A cremação acontecerá às 14h30.

Na Globo, Tutuca fez o humorístico ‘Riso Sinal Aberto’ (1966), onde participava do quadro ‘Coral dos Bigodudos’. Na atração, idealizada pelo cronista e humorista Sérgio Porto, Tutuca se juntava a outros grandes nomes da comédia para cantar as mazelas do Brasil. Em 1968, integrou o elenco de ‘Balança Mas Não Cai’, programa que reeditou um dos maiores sucessos da Rádio Nacional nos anos 1950, com quadros consagrados pelo público. Foi no humorístico que deu vida a Clementino, um inocente faxineiro que despertava paixão na secretária do escritório onde trabalhava. Da divertida trama resultou o conhecido bordão “Como é boa essa secretária! Ah, se ela me desse bola!”. Como Clementino, o humorista participou também do ‘Zorra Total’, na Globo, onde fez ainda participações em diferentes programas.

No SBT o humorista era visto no programa "A Praça é Nossa" e foi o criador de bordões como "bicha não morre, vira purpurina".