O canal por assinatura Globo News apresenta neste domingo (27), às 20h30, programa inédito que mostra o crescimento do islamismo na periferia de São Paulo. Brasileiros que, mesmo sem qualquer ascendência árabe, decidem se converter ao islamismo são personagens do "GloboNews Especial", que mostra o crescimento do número de muçulmanos no país: entre 2010 e 2017, passaram de 600 mil para 1,5 milhão.

Moradores de bairros periféricos de São Paulo usam a religião como arma contra o racismo, enquanto as mulheres defendem o direito de usar a roupa que quiserem. O programa visita a primeira mesquita aberta dentro de uma comunidade, na cidade de Embu das Artes, região metropolitana da capital. O líder é um ex-rapper e os frequentadores moram nas vielas próximas.

Em todas as histórias, um ponto em comum é o preconceito gerado pela escolha religiosa. “Muitas pessoas me perguntaram sobre o uso do hijab (véu islâmico) durante as entrevistas. A regra dentro de uma mesquita é o uso da vestimenta, e é fundamental respeitar o espaço do outro. Eu sou jornalista e busco histórias. Ao me aproximar e respeitar o espaço, as pessoas se sentiram mais à vontade para contar a própria vida no microfone”, conta Thais Fascina, roteirista do especial.