"Betinho – A Esperança Equilibrista" estreou nos cinemas brasileiros em outubro do ano passado e a produção chega à GloboNews poucos meses depois. O documentário mostra a vida do sociólogo Herbert de Souza que levantou a bandeira de um Brasil sem fome.

O sociólogo e ativista Betinho, já nasceu duelando com a morte. Portador de hemofilia, doença hereditária que provoca hemorragias prolongadas por traumatismos mínimos, Betinho desde muito jovem enfrentou a tuberculose e se iniciou na militância política que o levou à clandestinidade com o Golpe Militar. Em 1972, exila-se no Chile e depois Canadá. Homenageado na letra de “O Bêbado e a Equilibrista”, o irmão do cartunista Henfil se torna símbolo da Anistia e volta ao Brasil onde funda o IBASE, instituto destinado a pesquisar ações governamentais.

Nos anos 80, é contaminado pelo vírus da AIDS e perde os dois irmãos para a doença. A partir daí, aprofunda a sua militância e influência no Brasil dedicando-se ao combate à AIDS, aos direitos das crianças e adolescentes e ao Movimento Pela Ética na Política. Funda a Ação da Cidadania e inicia uma campanha contra a fome, que mobiliza milhões de brasileiros até a sua morte em 1997. No filme, Betinho narra a sua saga, entre depoimentos de amigos e parentes que nos revelam um personagem essencial na História do Brasil.

"Betinho – A Esperança Equilibrista" estreia dia 19 de dezembro, às 20h30 na GloboNews.