A pandemia de coronavírus que assolou o Brasil e o mundo gerou histórias de perdas, resiliência e superação. Histórias contadas todos os dias por jornalistas que deixaram suas casas em pleno isolamento social para registrar o avanço do vírus, as decisões das autoridades e o trabalho incansável de cientistas e profissionais da saúde. Os desafios da imprensa brasileira em uma cobertura sem precedentes estão no documentário original “Cercados”, disponível no Globoplay a partir desta quinta-feira (03);

Dirigido por Caio Cavechini , “Cercados” apresenta um retrato dos bastidores da cobertura jornalística da pandemia. Em cerca de duas horas, o documentário transita de hospitais a cemitérios; da portaria do Alvorada, onde jornalistas se acostumaram a ouvir entre grades a palavra do presidente, a reuniões de pauta de veículos como o Jornal Nacional/TV Globo, O Globo, Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo. O filme detalha como as redações lidaram com o crescimento exponencial de casos, a demissão de sucessivos ministros da saúde, a proliferação de fake news e a conturbada relação do presidente com a imprensa. “Cercados” foi gravado em cinco cidades – Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Manaus e Fortaleza – e mostra os desafios do jornalismo profissional em tempos de crise e desinformação.

“Cercados” é a segunda produção documental do Jornalismo da Globo para o Globoplay. A primeira foi a série “Marielle – o documentário”, lançado em março. “Cercados” é um original Globoplay e estreia dia 03 de dezembro.