Estreia no Brasil no sábado, dia 7 de agosto, às 23h, exclusivamente pelo Globosat HD, a série “Spartacus: Blood and Sand”, dando vida ao clássico conto do mais conhecido rebelde da República Romana. A história gira em torno de Spartacus e seu treinamento no Ludus de Batiatus – uma espécie de centro de aperfeiçoamento de gladiadores – e apresenta uma nova visão do personagem para uma geração de telespectadores que cresceu com histórias em quadrinhos e tecnologia de ponta. Serão ao todo 13 episódios com uma hora de duração, sempre nos sábados, às 23h e com reprise as quintas-feiras, meia-noite.

Traído pelos romanos, forçado à escravidão e renascido como gladiador, Spartacus é tirado de sua terra natal, afastado de sua mulher e condenado ao brutal mundo das arenas, onde o sangue e a morte são os principais objetivos. No elenco principal estão Andy Whitfield (Spartacus), John Hanna (Batiatus) e Lucy Lawless (Lucrécia), com produção executiva de Sam Raimi (trilogia Homem-Aranha).

“O Globosat HD é pioneiro no mercado de alta definição. E a oferta de ‘Spartacus: Blood and Sand’, uma das séries mais brilhantes e bem produzidas dos últimos anos no mercado internacional, é certamente um símbolo deste posicionamento de vanguarda e qualidade”, afirma Pedro Garcia, diretor do Globosat HD.

“Spartacus: Blood and Sand” é um ambicioso projeto do canal americano Starz e foi definido como uma mistura de “300” com “Gladiador” e “Sin City” devido à combinação única de ação, fortes efeitos gráficos e sequências de batalha que fizeram da série um marco na televisão americana quando lançada, em janeiro deste ano. Ela apresenta uma visão completamente nova da tradicional lenda e foi filmada em ambientes virtuais. Esse processo dá ao show um estilo graphic novel, uma narrativa moderna e um olhar hiper-realista diferente de tudo o que já se viu na televisão.

“Ao utilizarmos as últimas técnicas de filmagem digital para criar o visual da série, pudemos contar a história de uma maneira nunca antes vista”, afirma o produtor executivo Rob Tapert. Sam Raimi concorda: “Foi muito emocionante pegar o mais inspirador e amado personagem de todos os tempos, reinventá-lo e trazer à vida para uma nova geração de telespectadores”, conclui.

“Spartacus: Blood and Sand” apresenta o ator Andy Whitfield como o personagem-título, um guerreiro Trácio que luta para retornar à sua esposa depois de ser vendido como escravo para uma escola de gladiadores. Nascido na Inglaterra e atualmente morando na Austrália, Whitfield é novato nos Estados Unidos e ganhou elogios por sua atuação em séries dramáticas como McLeod’s Daughters, Packed to the Rafters, The Strip e Out of the Blue e por filmes como Gabriel e The Clinic, todas produções australianas.

Lucy Lawless interpreta Lucrécia, dona do Ludus com seu marido Batiatus. O casal passa por momentos financeiros difíceis e compra Spartacus com a esperança de que seu talento irá ajudá-los a recuperar o status no brutal mundo das competições entre gladiadores. A atriz ficou conhecida no Brasil ao interpretar a personagem principal do sucesso Xena: A Princesa Guerreira, e também participou da aclamada série de ficção científica Battlestar Galactica.

O elenco também inclui John Hanna (trilogia A Múmia) como o ganancioso Batiatus; Erin Cummings (Dollhouse) como a sacerdotisa Sura, esposa de Spartacus; Peter Mensah (300, Avatar) como Doctore, o mais leal e confiável escravo de Batiatus; Manu Bennett (30 Dias de Noite, Os Condenados) como Crixus, principal gladiador de Batiauts; Antonio Te Maioha (Xena: A Princesa Guerreira) como Barca, um homem grande e bruto que é guarda-costas de Batiatus e seu assassino particular; Craig Parker (trilogia O Senhor dos Anéis, Legend of the Seeker) como Glaber, um comandante romano que culpa Spartacus pelo fracasso de sua campanha militar; e Nick E. Tarabay (Crash, Os Sopranos) como Ashur, ex-gladiador que é agora o responsável pelas apostas do Ludus.

Além de Raimi e Rob Tapert (O Grito, Xena: A Princesa Guerreira e Hércules), a produção executiva da série conta com Joshua Donen (Rápida e Mortal) e Steven S. DeKnight (Buffy, a Caça-Vampiros). Steven também é o principal escritor e um dos profissionais mais procurados como produtor, diretor e roteirista da televisão americana.

“Spartacus: Blood and Sand” é inspirada na história do escravo da República Romana que, em 73 A.C, liderou uma revolta envolvendo mais de 120 mil homens, entre gladiadores e escravos sem experiência militar. Desafiando as legiões de soldados romanos, fizeram uma campanha durante dois anos que quase causou um colapso na economia do território que hoje é a Itália.