"No Rastro do Crime", a nova série do +Globosat é uma coprodução com o AfroReggae, acompanha a unidade de operações especiais da Polícia Civil do Rio na captura de criminoso.

- Publicidade -

Regina Múrmura, de 70 anos, foi morta ao entrar por engano na comunidade do Caramujo, em Niterói, região metropolitana do Rio, guiada por um aplicativo de celular. Esse e outros crimes vêm levando a polícia a conduzir operações na favela desde o ano passado. O foco das ações policiais é a captura do traficante Tineném, chefe do tráfico de drogas na localidade.

“No Rastro do Crime” mostra a rotina da Core tendo como ponto de partida todo o planejamento estratégico na captura de Rodrigo da Silva Rodrigues, o Tineném. As câmeras mostram o anúncio da operação especial, que é de apoio à Delegacia de Homicídios de Niterói e às delegaciais distritais da região – 76ª (Niterói) e 77ª (Icaraí) DPs. Essas unidades têm informações sobre o paradeiro do assassino de Regina Múrmura, e também de Tineném, o “0-1” do contrabando local.

“No Rastro do Crime” estreia dia 10 de março, às 21h no +Globosat.

- Publicidade -