maisglobosat Sucesso na Dinamarca, "The Killing – História de um Assassinato" ("Forbrydelsen") será reprisada pelo +Globosat a partir de terça-feira, dia 30 de julho. O canal exibe duas temporadas em sequência, até o dia 07 de setembro.

- Publicidade -

A série surpreendeu ao conquistar o BAFTA de 2011 na categoria Melhor Série Internacional, batendo concorrentes como "Mad Men", "Boardwalk Empire" e "Glee". Também conquistou o Golden Nymph do Monte Carlo Festival 2013 na categoria de melhor atriz de série dramática para Sofie Grabol e foi indicada ao Emmy de 2007 (melhor série) e 2008 (melhor atriz). A primeira temporada vai ao ar entre os dias 30 de julho e 18 de agosto e a segunda entre 19 de agosto e 7 de setembro, sempre às 15h.


Protagonistas de "The Killing – História de um Assassinato"
Divulgação/+Globosat

A primeira temporada começa no último dia de Sarah (Sofie Gråbøl) como chefe de investigações no departamento de homicídios. Ela recebe uma notícia perturbadora enquanto está se despedindo e passando instruções ao seu substituto sobre os casos em aberto. Enquanto isso um alto político de Copenhague, Troels, está no meio da campanha eleitoral quando é forçado a mudar de planos subitamente. No subúrbio de Vesterbro, o casal Theis e Pernille pensa em se mudar, mas à medida em que o dia passa eles ficam aterrorizados com a chegada do seu pior pesadelo. Sua filha de 19 anos, Nanna, é encontrada violentada e morta. Os detalhes do caso devem ser apurados e Sarah adia sua mudança para a Suécia enquanto seu sucessor, Jan, promete a Theis que encontrará o culpado. Troels é envolvido no caso quando a polícia descobre que o carro em que Nanna foi encontrada foi alugado pelo seu comitê.

A segunda temporada é uma nova história e se passa dois anos após os acontecimentos da primeira. Sarah precisa desvendar um complicado caso de uma advogada encontrada morta por espancamento. No governo, o recém-nomeado Secretário de Justiça Thomas Buch (Nicolas Bro) preside intrincadas negociações políticas. Enquanto isso, o soldado e pai de família Jens Peter Raben (Ken Vedsegaard) aguarda sua liberdade condicional da ala psiquiátrica para criminosos. Thomas, Jens e Sarah não se conhecem, mas passam a ter suas vidas ligadas de repente. A morte da advogada é apenas a primeira de uma série de assassinatos violentos e, ao que parece, existe uma lista definida de alvos.

"The Killing – História de um Assassinato" reestreia no +Globosat, dia 30 de julho às 15h.

- Publicidade -