Durante o mês de novembro, o GNT, na faixa das 20h30, reapresenta minisséries de sucesso que traçam o perfil de grandes personagens femininas da história, sempre de segunda a quinta-feira. A partir desta segunda, dia 1° de novembro, o assinante pode conferir a produção “Coco Chanel”, que mostra a história da francesa cujo espírito, habilidade e domínio de estilo a tornaram um sucesso. A protagonista da trama é interpretada, em duas fases da vida, por Barbara Bobulova e pela consagrada e premiada Shirley McLaine.

Na semana de 8 a 11 de novembro, o canal exibe “Callas & Onassis”. A produção conta a história da longa e tumultuada relação entre a cantora lírica Maria Callas e o milionário grego Aristóteles Onassis. O casal se conheceu em 1957 – na época, ambos eram comprometidos. Maria Callas estava no auge da carreira artística, mas queria afastar-se do trabalho para se dedicar à família e engravidar. No entanto, seu então marido, Battista Meneghini, estava mais preocupado em faturar com o sucesso da cantora. Nesse período, Callas e Onassis se encontraram e o empresário grego, casado e pai de dois filhos, vê na cantora o desafio de mais uma conquista. A paixão surge durante um cruzeiro e eles finalmente se rendem ao amor.

Do dia 15 ao dia 18, “A História de Audrey Hepburn” estará em cartaz no canal. Produzida pela atriz Jennifer Love Hewitt, a minissérie conta a trajetória de uma das mais famosas atrizes do mundo. A produção retrata desde a infância da atriz na Holanda, quando viveu sob domínio da ocupação nazista, passando pela adolescência numa escola britânica até os anos dourados de Hollywood. A minissérie mostra também o affair de Audrey com o ator William Holden e o casamento com o produtor, diretor e ator Mel Ferrer.

E finalmente no dia 22, o GNT apresenta ainda a minissérie “A Vida de Judy Garland”. Baseado no livro de Lorna Luft, filha de Judy, a série começa na infância da atriz, quando, aos dois anos, ela iniciava a carreira musical. Depois, a narrativa segue para adolescência da artista. Com 12 anos, ela assinou um contrato com a MGM e, logo depois, lidou com a perda precoce do pai. A produção retrata ainda a sua luta contra o vício em barbitúricos, o seu casamento com Vincent Minelli e a sua briga com a MGM.