O canal de TV por assinatura GNT exibe na próxima quarta-feira, dia 10 de março, a partir da meia-noite, o documentário "Homem à venda". A atração investiga a rotina de prostitutos.

Durante séculos, os homens contrataram mulheres para fazer sexo. Estariam as mulheres começando a ver os homens como objetos sexuais? É a questão levantada pelo documentário inédito "Homem à Venda". O filme questiona o que as mulheres esperam desses homens e desse mercado, que movimenta cada vez mais dinheiro.

Para conhecer esse trabalho a produção entrevistou três michês. Frederico é um ex-modelo italiano que chega a ganhar 400 libras por hora de trabalho e fatura um total de dez mil libras por mês, algo em torno de 15 mil dólares. Outro profissional do sexo, que não gosta de ser reconhecido como prostituto, é John, que oferece serviços de acompanhante, motorista, e chega a passar dias inteiros com as clientes – todas do sexo feminino. O último deles é Rico, que viajou de Milão para a Inglaterra para ganhar a vida como garoto de programa. Mulheres que contratam esse serviço também são ouvidas.