viva O que levou Hilda Müller, moça bem nascida, rica e educada para viver na alta sociedade mineira, a abandonar o noivo no dia do casamento e transformar-se na prostituta conhecida como Hilda Furacão? Uma das minisséries de maior sucesso da televisão brasileira está de volta à grade do VIVA a partir de 19 de novembro, às 23h10 (e 20h10 em Rio Branco). No papel principal, a bela Ana Paula Arósio, então com 23 anos, realizava seu primeiro trabalho na TV Globo.

- Publicidade -

Escrita por Glória Perez e dirigida por Wolf Maia, a trama tem como pano de fundo a história do país nas décadas de 1950 e 1960, e acompanha a trajetória de três amigos que deixam a pequena cidade de Santana dos Ferros rumo a Belo Horizonte, no início da vida adulta. O seminarista Malthus – personagem que rendeu muitos elogios a Rodrigo Santoro – busca a santidade e quer entrar para o Convento dos Dominicanos na capital mineira. Aramel (Thiago Lacerda) sonha ser artista de cinema em Hollywood, enquanto Roberto (Danton Mello) quer participar da revolução comunista.

Quando os caminhos de Frei Malthus e Hilda se cruzam, o seminarista enfrenta uma dolorosa luta interna entre seus ideais e sentimentos. Outros personagens da minissérie que marcaram época foram o travesti Cintura Fina, vivido por Matheus Nachtergaele, e Maria Tomba Homem (Rosi Campos), amigos de Hilda no Maravilhoso Hotel, onde ela mora em sua nova vida.

- Publicidade -