É o supremo projeto de engenharia: como é que se constrói, na prática, um planeta, um sistema solar e uma galáxia, assim do nada? E o que acontece se alguma parte dessa mistura sair errada? O empolgante especial inédito Como Construir um Planeta, que o canal HISTORY estreia no sábado, é apresentado pelo divertido e brilhante Richard Hammond (astro da série Top Gear) e se baseia em entrevistas filmadas especialmente para a ocasião, com os mais importantes cientistas do mundo.

- Publicidade -

Mas, afinal, como é que se constrói um planeta? O apresentador Richard Hammond está no deserto, possivelmente em Nevada ou em algum local similar dos Estados Unidos, junto de uma altíssima torre feita por computação gráfica. E os efeitos especiais criados por computação gráfica são o principal ingrediente neste especial. Richard tem também materiais brutos: ferro, oxigênio, magnésio e silício – trazidos por uma horda de gigantescos caminhões, dirigidos por enormes caminhoneiros.

Primeiro, porém, todo esse material precisará ser sugado até os céus – novamente com ajuda da computação gráfica –, onde será misturado até formar uma nuvem de “poeira” que irá girar em volta daquela grande torre. O próximo passo, então, será juntar esse material novamente. Usando gravidade, certo? Errado. Usando forças eletroestáticas. Richard embarca em um avião especial, saindo de Cabo Canaveral, na Flórida, para poder mostrar o efeito que a gravidade “zero” exerce sobre nós – e sobre qualquer elemento ou objeto com massa.

- Publicidade -