Em julho, o Infinito Docs exibe um especial imperdível de documentários que revela que, por trás do glamour, dos flashes e dos holofotes, as histórias dos grandes artistas do mundo da música contêm episódios pessoais emocionantes que combinam sacrifícios e fracassos com sucesso. O especial será exibido sempre aos domingos, a partir das 20h com reapresentação aos sábados, à 1h.

- Publicidade -

Domingo, 03 de julho
AMAZING JOURNEY: THE STORY OF THE WHO

Tudo o que você pode esperar de um documentário de rock. Um retrato preciso, detalhado e fiel de um dos grupos que mais fez barulho dentro e fora do palco: The Who. Daltrey, o vocalista, e Townshend, guitarrista e compositor, repassam em entrevistas os primeiros anos desta banda de Londres considerada uma das mais inovadoras e poderosas da história do rock. Além disso, lembram o baterista Keith Moon e o baixista John Entwistle (ambos já falecidos), e gravam músicas novas – as primeiras em mais de 20 anos. Eles vão tocar no Japão pela primeira vez.

O documentário traz muito material inédito, imagens originais de shows e entrevistas exclusivas em que a banda e seus amigos compartilham reflexões e lembranças sobre o The Who. Desde o início, como banda que fazia covers em pubs na década de 1960, passando pelos sucessos e fracassos, as reviravoltas da vida, o final e o recomeço, Amazing Journey: a História do The Who, acompanha a evolução desses artistas ao longo de quatro décadas de rock.

Domingo, 10 de julho
P-STAR RISING

O talento de uma menina latina e a obsessão do pai por transformá-la em cantora de rap profissional são a matéria-prima deste grande documentário dirigido por Gabriel Noble. Priscilla Star é uma artista inata que começou no rap com o nome de P-Star, antes dos 10 anos, e agora é uma das estrelas da reedição da bem-sucedida série de televisão The Electric Company.

Durante quatro anos, o documentarista Gabriel Noble conseguiu captar a incrível transformação na vida desta dupla de pai e filha enquanto eles passavam de um abrigo de um quarto no Harlem para um apartamento de quatro quartos, de receber cupons de comida a comprar sem parar e de cantar rap nas esquinas do Harlem a se apresentar para salas lotadas em Nova York. Um documentário emocionante e inspirador que consegue captar as luzes e as sombras da chegada à fama.

Domingo, 17 de julho
GUERREIRO DA PAZ: EMMANUEL JAL

"Eu saí de casa aos 7 anos. Um ano depois, parti com um AK-47.” O cantor de hip-hop Emmanuel Jal é mais um entre as dezenas de milhares de "meninos perdidos" na guerra do Sudão. Em um acampamento para refugiados na Etiópia, ele se tornou o porta-voz dos meninos e se incorporou ao Exército Popular de Libertação do Sudão. Depois de quase cinco anos, ele e seus amigos desertaram e embarcaram em uma viagem terrível em que poucos sobreviveram. Agora Jal está usando sua música para conscientizar sobre a crise humanitária no Sudão e o sofrimento dos meninos-soldados no mundo.

A câmera inquieta do diretor C. Karim Chrobog acompanha Jal enquanto ele toca em uma sessão de arrecadação de fundos, quando se reúne com estudantes em Washington e quando volta ao Sudão pela primeira vez em 18 anos para rever a família. Um documentário impactante e comovente que recebeu o Prêmio do Público no Festival de Cinema de Tribeca.

Domingo, 24 de julho
ANVIL! A HISTÓRIA DE ANVIL

Com apenas 14 anos, dois canadenses fizeram a mesma coisa que muitos outros jovens: formaram uma banda de rock e selaram um pacto de que iam vencer e ficar juntos para sempre. Quarenta anos depois, "Lips" Kudlow e Robb Reiner continuam juntos e perseguem o sucesso. No caminho, eles se tornaram um dos grupos pioneiros do thrash metal, um elo perdido entre bandas como Iron Maiden e Metallica e um dos principais promotores do uso do pedal duplo na bateria. O diretor Sacha Gervasi (roteirista de O Terminal, de Steven Spielberg) acompanha o grupo durante sua turnê europeia e a gravação do seu 13º álbum, mostrando o lado mais humano, mas também resgatando essa mística de grupo influente que esteve "no momento e no lugar errados", por meio de depoimentos de famosos como Lemmy (Motorhead), Slash (Guns and Roses) e Lars Ulrich (Metallica). Um documentário que recebeu mais de 15 prêmios internacionais.

Domingo, 31 de julho
MÚSICA CUBANA

Os mais talentosos e representativos músicos de Havana foram reunidos pelo motorista de táxi Barbaro Marín, que tinha um objetivo muito claro: ser o fundador e empresário do melhor grupo musical cubano. Primeiro ele convidou Pío Leiva, o músico de prestígio que fez parte do Buena Vista Social Club. Depois chamou músicos mais jovens. Sua ideia é que a banda, liderada pelo mestre Leiva, execute todos os estilos do acervo musical da ilha, misturando os mais tradicionais com os novos.

- Publicidade -