A ANATEL está discutindo a possibilidade de obrigar as operadoras de TV por assinatura a trocarem seus conversores por um modelo híbrido, capaz também de captar o sinal de satélite e os canais abertos locais. A ideia é fortalecer a universalização da informação e diversificação da TV no Brasil através de alteração no Regulamento do Serviço de Acesso Condicionado (SeAC). A iON TV já está preparada para atender à nova possível regra.

- Publicidade -

Esta condição será possível porque a iON TV foi criada para atender a esta necessidade dos assinantes, uma vez que sua origem está no plano dos pequenos provedores de Internet (ISPs) e operadores regionais de telecomunicações (OTRs) de oferecer aos assinantes de todo o país a capacidade de acessar os canais digitais abertos e gratuitos de suas cidades, além dos tradicionais canais inclusos nos pacotes básicos das operadoras de TV por assinatura.

A proposta de troca do conversor ainda está em estudo na ANATEL e deverá impulsionar o debate entre o governo federal, por meio do Ministério das Comunicações, entidades representativas do setor de TV Paga e Rádio Difusores.

- Publicidade -