No domingo, dia 21, a partir das 21h, o NatGeo estreia a nova produção original “Profecias”, uma série que investiga em diferentes profecias o futuro do mundo e da humanidade. O homem sempre quis saber seu futuro para estar à frente dos eventos. O medo do desconhecido leva a uma busca incessante por respostas. E para aquilo que a ciência não tem com responder, surgem os profetas, com suas previsões apocalípticas.

- Publicidade -

Composta por cincos episódios de uma hora, “Profecias” expõe todos os cenários possíveis anunciados pelos profetas da América Latina: desde os que afirmam que o mundo acabará em 2012 até aqueles que dizem ter previsto o ataque às Torres Gêmeas, incluindo os que retratam acontecimentos com óvnis e seres de outra dimensão.

O primeiro episódio é “2012 e as Previsões Maias”. Há quem afirme que os maias previram o final dos tempos para o dia 21 de dezembro de 2012. O último dia de um de seus calendários mais importantes coincide com um fenômeno astronômico que, para alguns, provocará uma mudança tão importante que acabará com a vida como a conhecemos. Por este motivo, na província de Córdoba, na Argentina, duas comunidades se preparam convivendo em grupos autossustentáveis. Já em Xul, no México, está sendo construída uma cidade bunker, preparada para resistir a todo tipo de catástrofe. E na Cidade do México, os seguidores da Confederação Galáctica acreditam que um salto quântico transformará os humanos em seres da quinta dimensão.

Na sequência, às 22h, “2012: A Profecia Final”, Eles previram a chegada do Cristianismo e a colonização espanhola das Américas. Escritas há mais de 800 anos, as profecias maias também anteviram a Primeira Guerra Mundial, a ascensão de Hitler e o tsunami que devastou o Sudeste asiático em dezembro de 2006. E segundo tais profecias, em pouco tempo, mais precisamente em 21 de dezembro de 2012, um desastre natural de proporções nunca antes vistas irá destruir a Terra, eliminando toda a raça humana. Conforme o dia 21 de dezembro de 2012 se aproxima, as profecias maias ganham cada vez mais atenção em todo o mundo. Em novembro de 2009, estréia o novo e colossal filme de desastre de Roland Emmerich. O filme se baseia na previsão maia para mostrar como a destruição da Terra poderá acontecer. Existe alguma legitimidade científica nestas profecias ou o Código Maia não passa de uma grande idéia para um filme de desastre? 2012 acompanha o geólogo da Princeton, o Dr. Adam Maloof, em sua análise científica moderna sobre esta antiga profecia maia. Maloof viaja até os antigos templos maias em Yucatán, no México; confere material arqueológico em Dresden, na Alemanha; e se vê no grande deserto australiano em busca da verdade. A utilização de computação gráfica e entrevistas com cientistas nas áreas de geologia, antropologia e astronomia fornecem aos telespectadores uma explicação científica dramática para o que pode ou não acontecer em 2012.

- Publicidade -