O National Geographic Channel registra o drama de uma estimulação cerebral profunda (ECP) com um paciente acordado. "Cirurgia Ao Vivo" combina a transmissão ao vivo de uma sala de cirurgia do Centro Médico do Hospital Universitário Case, em Cleveland (Ohio), pela primeira vez na televisão, com material já produzido que mostra o que a ciência e a medicina tem nos ensinado sobre o cérebro ao longo da história e o que ainda temos que descobrir.

O programa leva ao público à uma sala de cirurgia de alta complexidade durante uma cirurgia de ECP, uma intervenção efetiva em que se perfura o crânio para acessar o cérebro. A intervenção se realizará com o paciente acordado para que possa falar com os neurocirurgiões. Com o paciente consciente, os neurocientistas podem saber onde colocar os eletrodos e fazer as provas necessárias para determinar se localizarão ou não a área do cérebro afetada. O paciente será identificado, mas depois de passar por uma série de análises, testes e inspeções.

Dois cinegrafistas com câmeras de mão e várias câmeras robóticas registram a equipe cirúrgica diretamente. Por consequência, ao longo da emissão ao vivo, o público verá exatamente o que a equipe da neurocirurgia vê: imagens de perto, ao vivo, a medida que se realiza a operação em tempo real. O especial apresenta as tecnologias avançadas utilizadas na cirurgia e mostra como a realidade virtual está mudando a medicina, que pode deduzir a ciência do estudo de cérebros famosos, como se comparam ao cérebro masculino e feminino, como influencia o cérebro na criatividade e como atua com o resto do corpo humano.

O Nat Geo apresenta "Cirurgia ao Vivo" é um especial de duas horas ao vivo que será exibido no domingo, dia 25 de outubro, às 23h em 171 países ao redor do mundo e em 45 idiomas.