Salve, salve, pessoal! Vim correndo pra postar a coluna desta semana antes de virar a meia-noite e levar uma chamada de atenção da chefia quando percebi que finalmente o novo visual do site foi liberado. Curti, e você, gostou também?

Viram aqui do lado os mascotes do Rio 2016? Os canais SporTV, Globo e ESPN são os mais empenhados no evento. Band e Record ainda não disseram como serão as transmissões, nem o quanto vão se dedicar aos Jogos Olímpicos. Ficamos na expectativa para não ficarem na mesmice e apresentarem um conteúdo realmente competitivo.

Números que assustam

Os canais ESPN ainda não divulgaram se vão abrir canais especiais, mas o concorrente já começou impressionando. A rede esportiva SporTV já pediu o credenciamento na Ancine de nada menos que 16 canais! Isto mesmo, DEZESSEIS canais e em alta definição. Se a gente somar as versões SD e HD dão 32 canais com a marca.

Onde há fogo…

Há fumaça? Bem, este ditado nem sempre vale para o mercado de televisão por assinatura. Lembram da época de lançamento do FOX Sports? Surgiram várias notícias especulando que a FOX estaria interessada em comprar o Bandsports para facilitar sua entrada nas principais operadoras.

Esta semana a mesma notícia voltou a circular depois que o jornalista Flávio Ricco divulgou que a Turner estaria interessada em comprar um canal esportivo para facilitar a entrada do Esporte Interativo nas grandes operadoras. Adivinha que canal estariam "negociando"? Pois é, novamente voltaram a especular sobre uma possível venda do Bandsports.

Está tudo pronto

A operadora DIRECTV deverá iniciar suas transmissões para o Paraguai nas próximas semanas. A licença foi renovada (era de 2011, porém sem atividades) pela Comissão Nacional de Telecomunicações em junho deste ano. A operadora tem até fevereiro de 2016 para começar a operar, caso contrário perderá a licença. Até o momento, a AT&T (nova proprietária da marca) não confirmou o início das atividades ou deu maiores detalhes. De acordo com o Prensario Internacional, a operadora ainda não tinha iniciado suas atividades por "problemas técnicos".

Mais esportes

É, a coluna está meio esportiva nesta semana. O canal colombiano Win Sports acabou de fechar um grande acordo com as gigantes Claro, Movistar e Une-Tigo para transmissão de seus sinais. O canal possui os direitos de transmissão dos principais campeonatos colombianos.

Hermanos

Mais notícias internacionais chegando. Começa nesta terça-feira, dia 11 de agosto, a Asunción Media Show. O evento realizado na capital paraguaia vai discutir os serviços de OTT (como Netflix), internet e televisão por assinatura naquele mercado e demais países latino-americanos.

Mais do mesmo?

Você leu aqui no VCFAZ.TV na última semana que o mercado de televisão tem registrado queda no número de assinantes das plataformas de DTH (via satélite) e um crescimento na oferta do serviço via Fibra. Os números revelam que não basta transmitir o básico em vídeo e áudio. Os assinantes querem conteúdos diferenciados e tecnologias funcionais.

Enquanto, os principais serviços via satélite pecam em questões básicas como a oferta de áudio dublado/original e legendas eletrônicas (raras), as empresas de fibra já chegam oferecendo maior controle ao assinantes sobre o modo que ele prefere assistir. Sem falar na crescente oferta de conteúdo de vídeo sob demanda que enriquece o produto assinado.

Com isto, fica a dúvida: os serviços via satélite conseguirão se manter sem investir em novidade, conteúdo diferenciado e oferta de recursos tecnológicos realmente funcionais?

Discreto

A SKY, por exemplo, começou nesta semana a testar o recurso de legendas eletrônicas em alguns canais. A gente espera que finalmente a empresa resolva a tal "incompatibilidade técnica" que sempre alegou para evitar o recurso.

Estamos na europa?

É curioso analisar o line-up das grandes empresas. Um desavisado poderia dizer que o Brasil faz fronteira com países da Europa e não da América Latina. Encontramos facilmente canais como Sic Internacional (Portugal), TV5 (França), DW (Alemanha) e TVE (Espanha). Mas nunca versões internacionais de canais "vizinhos". Telefé Internacional (Argentina) é um dos exemplos entre vários que seguem ignorados.

Ficam de fora

Também ficam de fora outros canais que nem precisariam de adaptação (legendas ou dublagens) para o Brasil. A Turner tem dois canais que poderiam ser transmitidos facilmente para o país como os musicais HTV e MuchMusic. Estes dois até já foram transmitidos no Brasil, mas sumiram há alguns anos.

Educação

Grande parte das escolas do interior do país convive diariamente com inúmeros desafios, como a existência de alunos de diferentes séries e níveis aprendendo na mesma sala de aula. Dentro desse contexto, a Fundação Telefônica Vivo, em parceria com o Instituto Chapada de Educação e Pesquisa (ICEP), lança a coleção Classes Multisseriadas em Escolas do Campo, já disponível para download no site da fundação.

De volta às origens

Oops, coluna atualizada. Diferente do que publicamos anteriormente, a grade de programação do canal Infinito recheada de programas esotéricos não é pro mercado latino. Uma pena. O canal encerrou suas atividades no início deste ano.

***

Bom, por hoje é só. Boa semana, pessoal.