Caro leitor, nesta semana a coluna terá uma publicação extraordinária nesta segunda. E para isto, não é possível deixar de comentar alguns acontecimentos da semana passada.

- Publicidade -

Neste último domingo, dia 28 de junho, o jornalista Zeca Camargo "cutucou onça com vara curta" (como a gente costuma dizer no interior) ao criticar a exposição e cobertura da mídia sobre a morte do cantor Cristiano Araújo. Apenas para tentar resumir o que Zeca disse ao canal Globo News podemos dizer que ele defendeu que o cantor não merecia a comoção que sua morte teve, alegando que se tratava de um grande desconhecido. O jornalista não se contentou com isto e ainda provocou dizendo que os fãs de Cristiano tem alma pobre de cultura.

Centro X Margem

O que fica mais latente neste lamentável acontecimento, a morte do cantor, é que mais uma vez surge indícios de um intragável suposto elitismo que desmerece tudo aquilo que desconhece ou que faz sucesso fora dos grandes centros.

Cristiano Araújo talvez não fosse tão conhecido em metrópoles como São Paulo ou Rio de Janeiro, mas no grande interior do país sua música era ouvida diariamente e seus shows sempre lotados. Não dá mais pra ser tão inocente de acreditar que só se mede a fama de alguém pela própria fama ou pelos seus círculos de amizade.

Bará berê

Talvez Zeca, em sua ignorância e falta de pesquisa, se lembre apenas da polêmica música Bará Berê (Cristiano era um dos autores). Ok, a música não diz muita coisa. Mas Cristiano, na grande "margem" do país mostrava que era cantor de mais de uma música.

Ok, o novo sertanejo não é um estilo muito rebuscado, repleto de palavras difíceis e construções sintáticas complexas. Mas que movimento social isto representa? O que é esta estética de simplicidade em oposição à uma estética considerada de elite? Como podemos entender o homem a partir deste estilo?

Como podemos romper com nossos preconceitos?

Sem perdão

O público e profissionais do meio sertanejo não perdoaram os comentários e começaram esta segunda-feira lotando as redes sociais com críticas e notas de repúdio.

Excesso?

A cobertura da morte foi excessiva? Talvez para quem não conhecia o cantor. Talvez necessária para que acompanhava seus passos e conhecia os principais sucessos.

Talvez faltasse um maior apuro na forma de cobrir o acontecimento, para evitar a exploração vazia do sofrimento de fãs e familiares.

Bastidores

Fato a se considerar é que a opinião de Zeca Camargo pegou fogo nos bastidores e a TV Globo terá muito que resolver para limpar a imagem do apresentador. Após ser "rebaixado" do Fantástico para o Vídeo Show (está bem melhor hoje sem ele), Zeca sofreu com rejeição e deixou a atração.

Agora está prestes a estrear em uma nova atração aos sábados na emissora.

Ruim começar um projeto novo envolvido em polêmica e com tendência a crescimento de rejeição

Cadê?

A ainda por falar em margem ("periferia" parece pejorativo e vou evitar para não criar mais caso), o que houve com o "Festival Folclórico de Parintins"? As TVs brasileiras se esqueceram da diversidade do nosso país e continuam tentando massificar tudo a partir do que é "plastificado" em uma só região.

Tão rico quanto os desfiles das escolas de samba, o evento foi completamente ignorado neste ano. A Record se limitou a transmitir localmente o evento. Quem quisesse assistir tinha como opção uma péssima transmissão em baixíssima qualidade de vídeo no canal oficial da TV A Crítica no Youtube.

Poderiam ter transmitido pelo menos em Alta Definição na internet.

Queremos

Todo dia aparece alguém pedindo este ou aquele canal, mas uma coisa é clara: todo mundo quer acesso a conteúdo menos plasmado de centro. TV Com, no sul do país, TV Diário, no nordeste, e Amazon Sat, no norte, são exemplos de emissoras "regionais" que fazem grande sucesso de público e sempre são esperadas como novidades nas operadoras, principalmente as de DTH (via satélite).

Quando?

Resta saber quando os empresários vão começar a olhar para esta demanda. Por enquanto, a TV Diário está apenas na Oi TV, em grande parte do país. A TV Com somente no cabo e no sul do país. A Amazon Sat está quase desaparecida. Durante um tempo participou de uma ação que liberava mediante cartão de acesso sua sintonia via parabólica. Hoje já não se tem mais notícia.

Horrível

Agora mudando um pouco o foco. A gente espera ansiosamente pelo dia que a Claro hdtv resolver mudar seu canal de entrada, o Canal Claro. O formato, horrível, já é usado há alguns anos sem muita renovação estética. O canal ficou parado no tempo e lembra aquelas velhas operadoras a cabo da era analógica.

Sumiu

E por falar no Canal Claro, vocês já perceberam que sumiu o logo do canal "Glitz*" lá no miniguia que fica rolando na tela? Será que finalmente chegaram a um acordo para substituir este canal pelo novo TNT Séries?

Não funciona

E já tem mais de uma semana que os assinantes tem reclamado que não conseguem mais autenticar nos serviços sob demanda como Globosat Play e HBO Go. O problema é na Claro e por enquanto segue sem solução.

Adeus

Entrou em contagem regressiva o canal Sports+, disponível na SKY. O canal deve deixar de existir a partir do dia 31 de julho.

Escondido

Por falar em esportes, sabe aquele canal de esportes da Globo, o tal Spo.. Ops, a gente vai esconder o nome também! Depois que o mercado esportivo cresceu com a chegada do Fox Sports e reforço do Esporte Interativo, aumentando a concorrência, o Spo.., Canal de Esporte da Globo, se escondeu. Hoje é praticamente impossível conseguir contato com a diretoria dos canais ou mesmo com a assessoria de imprensa.

Será que pensam que só o nome garante divulgação? Uma hora a gente esquece do.. do.. Spoene? Spoterativo? Como era mesmo o nome daquele canal que se escondeu?

– Não lembro.

***

Sexta a gente volta, ok? Se aparecer alguma novidade antes a gente avisa.

- Publicidade -