ae "Investigação Criminal", uma das séries nacionais de maior repercussão do A&E, está de volta ao canal para sua segunda temporada. Com linguagem documental e apuração objetiva, o programa apresenta a cronologia dos fatos, a motivação dos criminosos, o contexto e os detalhes técnicos e científicos das investigações. E por meio de entrevistas com delegados, peritos criminais e legistas envolvidos nos casos – que os explicam de forma didática, com o auxílio de imagens inéditas – a produção monta com exatidão a ordem dos fatos e apresenta detalhes desconhecidos dos inquéritos dos crimes.

- Publicidade -


O delegado Dr. Marcos Carneiro está no primeiro episódio de "Investigação Criminal"
Divulgação/A&E

Os assassinatos do cartunista Glauco, Mércia Nakashima, Gil Rugai, Ives Ota, Bianca Consoli e Magda Roncati estão entre os crimes hediondos recentes e que mexeram com a opinião pública, esmiuçados na nova temporada. Além destes, também os casos do serial killer de Itaquaquecetuba (jovem feirante que matava homens entre 20 e 50 anos), dos irmãos asfixiados (João Victor e Igor, de 13 e 12 anos), de Bragança (quatro pessoas assassinada por familiares depois de assalto) e da Oscar Freire (Eugênio Bozola e Murilo Rezende).

Coprodução do A&E e da Medialand, "Investigação Criminal" tem o objetivo de mostrar ao telespectador um panorama completo de uma investigação criminal, do começo ao fim – desde a análise do local do crime, passando pelas suposições de quem são os criminosos, até o desenho de toda a sequência de ações que levaram ao estágio final do delito.

A nova temporada de "Investigação Criminal" será exibida a partir do dia 19 de novembro, às 22h30 no A&E.

- Publicidade -