O programa "The Oprah Winfrey Show" é exibido de segunda a sexta, às 15h, pelo GNT. Toda semana, Oprah debate assuntos polêmicos e recebe convidados especiais. Os programas são reprisados de segunda a sexta, às 8h. Confira abaixo os destaques para esta semana.

Segunda-feira

Depois de 140 dias em uma prisão na Coreia do Norte, a repórter Laura Ling fala pela primeira vez sobre o que viveu. Laura Ling é irmã da correspondente do programa da Oprah, Lisa Ling. Em março do ano passado, Laura e sua colega de trabalho Euna Lee foram presas enquanto atravessavam a fronteira entre Coreia do Norte e China. Elas faziam uma reportagem sobre os milhares de coreanos que atravessavam aquela fronteira todos os anos, fugindo do regime comunista de seu país. As repórteres voltavam da travessia quando foram violentamente atacadas pelos soldados e levadas para prisão. O acontecimento chocou o mundo e deixou a relação entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte ainda mais estremecida. Com intervenção do ex-presidente Bill Clinton, elas foram libertadas quase quatro meses depois de serem presas. Ao lado da irmã, Laura lança o livro “Somewhere Inside”, em que relata as suas memórias sobre o acontecido. Na primeira entrevista que dão juntas, Lisa e Laura falam sobre os 140 dias em que Laura passou no cativeiro.

Terça-feira

Um famoso astro da TV Americana, uma bela atriz de Hollywood e uma campeã de tênis – estas três celebridades têm um segredo em comum. Todos sonham em fazer algo completamente diferente do que fazem em suas vidas. O ator Tony Danza, por exemplo, passou os últimos 30 anos no mundo do entretenimento. Conhecido por sua participação em sitcoms de sucesso, como “Taxi” e “Who’s The Boss”, Tony é capaz de fazer tudo no showbiz – interpretar, cantar e dançar. Mas para realizar o seu sonho, ele decidiu abandonar seu trabalho na televisão por um ano para se tornar um professor. Seu primeiro ano numa sala de aula foi filmado para um reality chamado “Teach”.

Quarta-feira

No programa desta terça, quatro mulheres americanas revelam a vida infernal que tiveram como esposas do líder religioso Tony Alamo. Jeanne, Amy, Nikki e Desiree decidiram sair do anonimato e contar essa história pela primeira vez. À primeira vista, elas parecem não ter nada em comum. Jeanne, de 31 anos, é recepcionista num hotel; Amy, de 26 anos, é mãe em tempo integral; Desiree, de 18 anos, sonha em se tornar uma agente do FBI e Nikki, de 26 anos, é bartender. Apesar das diferenças, elas se uniram por causa dos horrores que viveram quando crianças. Em 1980, Alamo, que declarava ser profeta de Deus, tinha milhares de devotos seguidores nos Estados Unidos, incluindo os pais dessas meninas. No auge da popularidade do culto de Alamo, muitos seguidores viviam em complexos residenciais. Tony Alamo tinha dezenas de mulheres que ele chamava de “esposas espirituais”.

Quinta-feira

O show da Oprah volta a falar sobre uma das histórias mais inesquecíveis da década de 90. O julgamento de O.J. Simpson, o atleta que se tornou ator de Hollywood e foi acusado de assassinar a própria esposa e um amigo. Uma dos personagens mais importantes nessa novela da vida real foi o detetive policial Mark Fuhrman, do Departamento de Polícia de Los Angeles. Sob juramento, Mark negou ter usado a palavra “nigger”, mas gravações revelaram que ele estava mentindo. A defesa de O.J.Simpson usou essa mentira como parte da estratégia para inocentar o acusado e, apesar de todas as evidências contra ele, O.J. foi considerado inocente.

Sexta-feira

Os astros do filme “Love Story”, de 1970, se reúnem outra vez neste show da Oprah para contar sobre o sucesso espetacular que o filme fez no passado e sobre suas vidas. Ali MacGraw e Ryan O’Neal revelam ainda o que faziam antes da fama. Baseado no romance Best-seller de Erich Segal, “Love Story” recebeu sete indicações para o Oscar. Quando Ali aceitou o papel de Jenny Cavilleri no filme sua vida mudou drasticamente. Ela começou a namorar o ator Steve McQueen, mas sua tumultuada relação com o astro acabou sem final feliz. Logo, ela resolveu desaparecer da vista do público. No programa, ela conta por que decidiu se afastar de Hollywood e viver uma vida mais calma isolada nas montanhas do Novo México. Aos 71 anos, Ali revela também como venceu sua batalha contra o álcool.