Em outubro, a polêmica série documental "The Jinx: The Life and Deaths of Robert Durst" chega ao Brasil na HBO. Dirigida pelos indicados ao Oscar, Andrew Jarecki e Marc Smerling, a produção mostra a vida complicada do herdeiro imobiliário Robert Durst. Ele é o principal suspeito de uma série de crimes não resolvidos, sendo acusado de três assassinatos ao longo dos últimos 30 anos. Durst nunca foi condenado, nem falado publicamente sobre as acusações contra ele – até agora.

A série tem inicio em 2001, relatando a descoberta de um cadáver desmembrado encontrado boiando em sacos de lixo. A investigação leva Robert Durst à prisão, em que se livra após pagar fiança. Após meses, ele é preso novamente e monta uma equipe de advogados para sua defesa. Em 2012, os cineastas estão se preparando para o lançamento de um filme baseado na vida de Durst, "All Good Things". Quando o diretor Jarecki é contatado por Durst, que pede para ver o filme e leva o herdeiro a participar de uma extensa entrevista com Jarecki.

A polêmica se dá no final do documentário, quando Durst reconhece semelhanças na letra de uma carta que ele escreveu e outra enviada anonimamente para a polícia de Beverly Hills alertando sobre o cadáver de um amigo. Em seguida, ele foi ao banheiro, ainda usando o microfone. Durst disse, aparentemente para si mesmo, "O que eu fiz? Matei todos eles, claro". Acusado, Durst está em uma unidade prisional de saúde mental fora de New Orleans.

"The Jinx: The Life and Deaths of Robert Durst" tem seis episódios e estreia dia 05 de outubro, às 21h na HBO.