Nesta terça-feira (29), um momento raro na TV brasileira poderá ser presenciado durante o programa "Conversa com Bial". A apresentadora e culinarista Palmirinha Onofre dá suas caras na emissora carioca ao lado deBela Gil. Juntas, elas irão cozinhar e bater um papo descontraído com o apresentador Pedro Bial.

De um lado, a famosa “comida de vó”, com doces, assados e muito carinho. Do outro, a comida como símbolo de saúde, transformação e ato político. Quem vê as apresentadoras Palmirinha Onofre e Bela Gil preparando receitas tão diferentes uma da outra, mal sabe a amizade que as duas nutrem por trás das câmeras e das cozinhas. “Palmirinha sempre foi uma inspiração para mim”, diz Bela, que já acumula cinco temporadas do programa de receitas no canal pago GNT, especiais de fim de ano e um reality show culinário. A amiga, que possui 60 anos de culinária, responde à altura: “Quando assisto ao programa da Bela, vejo ela ir à horta, pegar ervas fresquinhas, salsinha, cebolinha… aquilo me atrai muito! Não consigo tirar do canal enquanto Bela está ensinando.”

Orgulhosa, Palmirinha diz que admira os hábitos saudáveis de Bela, mas que não conseguiria passar nem um mês sem açúcar. “Quando eu acabo de almoçar ou jantar, sempre pego uma colherzinha de doce de abóbora da geladeira. Meu único exercício físico é na cozinha: amassar pão, lavar louça, essa é minha ginástica todo dia”, brinca. Todo o trabalho e esforço renderam a Palmirinha o título de uma das maiores cozinheiras do Brasil, cuja carreira começou com apenas o dom de uma dona de casa aplicada, mas que se transformou em negócio frente às dificuldades. “O fogão me libertou. Me deu vida, prazer de viver e de ensinar para as pessoas que elas podem superar tudo o que elas não tem. Eu paguei a faculdade da minha filha e me mantive, tudo com a culinária”, diz. “Pensamos duas vezes para escolher e comprar uma roupa, mas no mercado a gente só chega e pega. Eu tento ensinar para as pessoas que em tudo o que fazemos devemos colocar amor e carinho”.