Ellen Oléria, Fefito e Mel Gonçalves recebem a cantora e compositora Paula Lima no programa Estação Plural da TV Brasil, nesta sexta, dia 8 de abril, às 23h. Durante o papo, a artista discute temas como gordofobia, a fronteira da ética no humor e o casamento homoafetivo.

A conversa começa em torno de um assunto que os três apresentadores conhecem muito bem: o preconceito. A abordagem é sob uma perspetiva que afeta muita gente, sem distinção de sexo, cor ou orientação sexual: a gordofobia. O programa reflete sobre a discriminação contra quem está acima do peso ou fora do padrão de beleza estabelecido como o ideal.

Fefito vai para a rua conversar com o público sobre episódios de preconceito contra gordos. A modelo plus size Carla Manso dá seu depoimento sobre como sobreviver no mundo da moda sendo uma mulher de curvas generosas.

No segundo bloco do Estação Plural, o assunto é humor e a fronteira da ética: quando é que a graça passa da conta e excede o limite da provocação? Paula Lima analisa com os apresentadores da TV Brasil em que momento as piadas se tornam agressivas. "Eu me ofendo quando vejo o negro representado de uma maneira caricata, falando de uma forma estranha, pobre, mal vestido, bêbado, safado e malandro", explica a cantora.

Para a artista, é comum existir um desequilibrio na relação entre as partes envolvidas na comédia de mau gosto. "As pessoas se sentem fortes para humilhar a minoria ou quem tem menos poder". No teste do dicionário Aurélia, em que os convidados tentam descobrir o significado de expressões do universo LGBT, Paula Lima é desafiada a falar sobre o sentido da palavra "chuchu" no pajubá.

O escritor e humorista Gregório Duvivier dá seu depoimento sobre a polêmica relacionada à comédia. Para ele, o humor tem de ser politicamente responsável. "Gosto muito do humor que ajuda a viver e explica a vida; que une as pessoas e não separa. Empatia é fundamental. Sou defensor e apaixonado pela liberdade. As pessoas tem direito de falar o que quiserem, mas são obrigadas a se responsabilizar por isso".

No terceiro bloco, a atração aborda o casamento homoafetivo e a crítica que alguns representantes da comunidade LGBT fazem aos casais do mesmo sexo que querem se casar – e, na visão dos detratores, repetir a fórmula opressora dos casamentos heterossexuais.

O Estação Plural também é veiculado pelas ondas do rádio. Às sextas, às 23h, a Rádio Nacional FM de Brasília transmite o programa no mesmo horário que a TV Brasil. Já pela Rádio Nacional AM de Brasília, a atração vai ao ar aos sábados, às 11h, enquanto que na Rádio MEC AM do Rio de Janeiro os ouvintes podem acompanhar o debate aos sábados, às 23h.