A Rede Record emitiu no início da tarde desta quarta-feira, dia 19 de agosto, um comunicado sobre o suposto ataque que a emissora tem sofrido de outros meios de comunicações. Leia abaixo a íntegra da nota de esclarecimento:

- Publicidade -

"A Rede Record tem sido vítima de seguidos ataques de outros meios de comunicação. Os mais agressivos partem de um concorrente que não tolera o sucesso de outra empresa e tenta a todo custo manter o seu monopólio. A principal razão para essa postura desesperada é a tentativa de impedir que a sociedade brasileira tenha liberdade para escolher sua programação de TV preferida.

Diante dos agressivos ataques, a Record vem a público esclarecer:

1- A Record tem como um dos seus clientes a Igreja Universal do Reino de Deus, a IURD.

2- No momento, a IURD adquire contratualmente, através de cessão de horário, durante as madrugadas, aproximadamente 180 horas de programação mensal na Rede Record, com cobertura nacional; 150 horas mensais na Record Internacional, que está disponível em mais de 150 países; inserções comerciais durante o dia na programação da Record. E ainda, 180 horas de programação na Rádio Record AM.

3- Algumas publicações tentam comparar esta negociação com o faturamento comercial de nossa principal concorrente durante a madrugada. Mas esquecem de apontar que nossa concorrente, segundo a imprensa, comercializaria breaks comerciais de aproximadamente 3 minutos por hora entre uma e sete da manhã, e que, segundo as especulações, poderia faturar com isso 50 mil reais por hora. Enquanto o nosso contrato disponibiliza o grande volume de inserções previstas no item anterior. Vale ressaltar que outras redes de televisão também comercializam espaços na madrugada, durante o dia e até o chamado horário nobre para igrejas que divulgam ali mensagens e trabalhos sociais.

4- Apesar de todos os ataques, o contrato entre as duas partes segue o regime jurídico legal e comercial comum a todos os meios de comunicação. Nesta operação, são emitidos os documentos fiscais pertinentes, e todos os impostos e contribuições previstos em lei são recolhidos.

5- Como empresa, somente no ano de 2008 a Record contribuiu com mais de 120 milhões de reais em impostos, taxas e contribuições. Atualmente, gera mais de 11 mil empregos diretos em todo o país, incentiva a cultura, apoia e realiza obras sociais e investe em novos conteúdos e programas sempre em busca de contribuir para o desenvolvimento de nosso país.

6- A Record acredita na Justiça, no trabalho de seus magistrados e na isenção do Poder Judiciário do Estado de São Paulo e do Brasil.

A Record assegura que manterá a estratégia de buscar a liderança em todos os segmentos que atua. Sempre com um só objetivo: oferecer uma televisão democrática, independente, com jornalismo sério e entretenimento de qualidade para toda a família brasileira.

Record, uma TV de Primeira.

São Paulo, 19 de agosto de 2009.
REDE RECORD DE TELEVISÃO
"

- Publicidade -