A exemplo do que ocorre no Brasil, o processo de fusão entre Disney e FOX está longe de acabar também no México. Na última semana, um juiz concedeu ao Grupo Televisa uma ordem judicial contra o processo de fusão.

- Publicidade -

A Televisa alegou que o Instituto Federal de Telecomunições (IFT, em espanhol) desconsiderou os argumentos do grupo mexicano sobre as ameaças ao mercado de TV por assinatura com a fusão.

A ordem judicial prevê nova investigação sobre o caso e consideração sobre os argumentos apresentados pela Televisa. Em março deste ano, o IFT anunciou que a fusão entre Disney (ESPN) e FOX (FOX Sports) resultaria em um processo de concentração de mercado, deixando a Televisa como única competidora concorrente sobre programação esportiva. Assim como no Brasil, a fusão foi aprovada com a condição do grupo Disney vender os canais FOX Sports e os direitos de programação.

- Publicidade -