Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Papo Aberto > Esportes   
Elefantes brancos: estádios da Copa pedem socorro
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens 5 respostas e Visualizações 781 visitas.


Larry.Tate em 29 Jan 2017 - 10:15       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2393 | São Paulo - SP
  
 

Mané Garrincha, em Brasília, e as arenas Pantanal (em Cuiabá) e da Amazônia (em Manaus) não conseguem pagar suas contas de manutenção mensal


Arena da Amazônia não cobra taxa dos times locais

Das doze arenas da Copa do Mundo, três se desdobram em estratégias para diminuir o prejuízo mensal com o baixo número de partidas nos últimos dois anos. No Campeonato Amazonense, a Arena da Amazônia não cobra aluguel dos clubes que jogam lá. A diária dos funcionários também fica “na faixa”. Desde o ano passado, o Mané Garrincha (Distrito Federal), que só tem três jogos confirmados do Candangão até agora, passou a alojar dois órgãos da administração estadual, economizando aluguel do orçamento do governo. Por mês, o saldo negativo é de R$ 500 mil. No Mato Grosso, os gestores da Arena Pantanal defendem uma ação federal, com a participação da CBF e do Governo, para salvar os estádios da Copa que estão no vermelho.
O apelo dos mato-grossenses se justifica. E o pedido de socorro é geral. Com custos médios de R$ 700 mil por mês, a arena não consegue cobrir nem 10% disso, ou seja, R$ 70 mil. Os números são da Secretaria Adjunta de Esportes e Lazer. O estádio é bancado pelo governo estadual. Até o momento, estão confirmados 20 jogos da primeira fase do campeonato local, o que não significa lá grande coisa. Os clubes pagam pela utilização da Arena Pantanal uma taxa de 8% da renda bruta. A final do torneio de 2016, por exemplo, teve uma renda pífia, de R$ 167 mil.


Com poucos jogos, shows esporádicos e público quase sempre baixo, o Mané Garrincha dá prejuízo e virou até sede de secretarias distritais

Para resolver essa situação de penúria, o secretário Leonardo Oliveira vê duas saídas emergenciais: concessão à iniciativa privada e uma ação federal. “A CBF e o governo federal poderiam desenvolver uma ação conjunta, a nível nacional, para fomentar o esporte nas arenas da Copa que possuem poucas partidas”, defende o secretário.
Em Brasília, Jaime Recena, secretário de Turismo do Distrito Federal, rejeita o rótulo de elefante branco para o Mané Garrincha. “O nosso estádio é um elefante, mas não é branco, não. Ele está corado”, defende.
Para sustentar a afirmação, Recena abre as contas do estádio mais caro do Mundial de 2014. O custo de manutenção mensal é parecido com o do colega mato-grossense (R$ 700 mil); a arrecadação gira em torno de R$ 200 mil. No ano passado, o estádio recebeu 28 partidas de futebol, dez da Olimpíada. O show do grupo norte-americano Guns N' Roses ajudou a diminuir o prejuízo – o aluguel para grandes eventos oscila entre R$ 150 mil e R$ 500 mil.

Para compensar o rombo, a arena se tornou o endereço de três órgãos da administração estadual. Nos números do secretário, a economia com aluguel alcançou R$ 10 milhões entre junho de 2015 e junho de 2016, quando a arena foi entregue para os Jogos Olímpicos. Hoje, estão no estádio a Secretaria de Cidades e um departamento da Terracap (Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal).
Para 2017, só estão confirmados três jogos no estádio do campeonato estadual. Os clubes reclamam que é caro jogar ali. De acordo com a negociação, o time tem de pagar entre 8% e 13% da bilheteria. “A média de público nos nossos jogos é de duas, três mil pessoas. Se a gente jogar lá, teremos prejuízo”, afirma Paulo Henrique Lorenzo, gerente de futebol do Brasiliense.
As arenas ainda enfrentam um problema adicional visível pela tevê. Quando as partidas são realizadas, elas ficam vazias, pois são muito grandes para a realidade local. No ano passado, 70% dos lugares das arenas da Copa ficaram desocupados. Sete dos doze estádios tiveram ocupação menor que 30%.
SOLUÇÃO
Para contornar o problema do valor do aluguel, os administradores da Arena da Amazônia não cobram a taxa dos clubes locais. Para times de outros estados, ela gira em torno de 7 a % 10%. A final de 2016 atraiu 1.574 pessoas que deixaram na bilheteria R$ 17.580,00. “A renda da bilheteria vai para os clubes. É uma forma de incentivar o futebol local”, diz o secretário estadual de Juventude, Esporte e Lazer, Fabrício Lima.


http://esportes.estadao.com.br/noticias/futebol...corro,70001644556


Responder com Citação   




CyberBattery em 29 Jan 2017 - 13:42       
anos | Out 2015 | Mensagens: 1426 | Carapicuíba - SP
  
 



Responder com Citação   

holygod 10 em 29 Jan 2017 - 13:58       
anos | Nov 2006 | Mensagens: 2393 | Contagem - MG
  
 

Todos já sabiam o que iria acontecer após a Copa dos 7 a 1 e depois da mentirosa Olimpíadas.
Vamos agradecer ao ''melhor'' Presidente que o Brasil já teve, ''melhor'' em gastos, em corrupção, em engano, em etc...


Responder com Citação   

waltersandes em 29 Jan 2017 - 14:26       
anos | Fev 2006 | Mensagens: 1666 | São Paulo - SP
  
 

Eu tenho uma sugestão. Mas infelizmente não tem um Homem MACHO, com Culhões neste país para assumir isso, como fez Donald Trump nos Estados Unidos, para ganhar a próxima eleição para Presidente da República.

Se eu fosse o candidato, diria aos meus eleitores que se eleito fosse Presidente da República, mandaria IMPLODIR todos estes Estádios de Futebol, (Elefantes Brancos, legados dos governos Lula e Dilma), e que só estão dando prejuízo, para no lugar mandar construir Escolas, Hospitais, Creches, Postos de Saúde, Delegacias de Proteção à Mulher, Centros de Reabilitação aos Drogados, etc, etc, etc...

Mas o que é mais importantes nestes DESGOVERNOS Lula e Dilma???
Resposta Simples: Dê ao povo: PÃO E CIRCO.



Culhões. O mesmo que testículos, as bolas do saco, Mas no sentido de tomar decisões, engolir sapos, Enfim, aceitar desafios e aguentar revezes decorrentes da posição que ocupa.


Responder com Citação   

Rafa! em 29 Jan 2017 - 16:34       
anos | Mai 2006 | Mensagens: 2464 | São Paulo - SP
  
 

waltersandes escreveu
Eu tenho uma sugestão. Mas infelizmente não tem um Homem MACHO, com Culhões neste país para assumir isso, como fez Donald Trump nos Estados Unidos, para ganhar a próxima eleição para Presidente da República.

Se eu fosse o candidato, diria aos meus eleitores que se eleito fosse Presidente da República, mandaria IMPLODIR todos estes Estádios de Futebol, (Elefantes Brancos, legados dos governos Lula e Dilma), e que só estão dando prejuízo, para no lugar mandar construir Escolas, Hospitais, Creches, Postos de Saúde, Delegacias de Proteção à Mulher, Centros de Reabilitação aos Drogados, etc, etc, etc...

Mas o que é mais importantes nestes DESGOVERNOS Lula e Dilma???
Resposta Simples: Dê ao povo: PÃO E CIRCO.



Culhões. O mesmo que testículos, as bolas do saco, Mas no sentido de tomar decisões, engolir sapos, Enfim, aceitar desafios e aguentar revezes decorrentes da posição que ocupa.

Walter, está aí uma grande oportunidade de tu se candidatar!!! Boa ideias tu deve ter dentro das gavetas de sua casa, Sorrindo


Responder com Citação   

CRISPIM em 30 Jan 2017 - 11:03       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 7497 | Itajaí - SC
  
 

Como o Maracanã está envolvido em corrupção também, postar aqui mais um descaso com a sacanagem dos políticos do Brasil, roubando dinheiro do povo e se lixando pelo nosso bem-estar.


Luz do estádio do Maracanã é cortada por dívida de R$ 3 milhões
Empresa responsável pelo abastecimento de energia no Rio confirmou informação à Globonews.



O astecimento de energia elétrica do estádio do Maracanã, na Zona Norte do Rio, foi cortado na manhã desta quinta-feira (26) por falta de pagamento. De acordo com a Globonews, já são 5 meses de atraso, num total de R$ 3 milhões em dívida.
Em setembro e outubro, o Comitê Rio 2016 ainda era o responsável pela gestão do estádio por conta da Olimpíada. Estes dois meses, segundo o Rio-2016, serão parcelados e pagos.
Desde novembro, no entanto, a concessionária Odebrecht-Maracanã passou a administrar o estadio. Mas, de acordo com a Light, não pagou os últimos três meses.
A Light diz que, como sequer foi procurada para o pagamento da dívida, acabou cortando a luz do estádio. A dívida do consórcio seria de R$ 1,3 milhão.

FONTE: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/luz-...r-3-milhoes.ghtml



Vídeo abaixo:






Sorriso amarelo


Abs.


Responder com Citação   







Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído






VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 
Cadastre-se!
Agora na TV revista eletronica
Panorama Mundial
20:00 - 21:00
Mata Hari
20:00 - 21:00
Circular
19:00 - 20:45
Vikings
20:15 - 21:00
Bad Boys 2
18:25 - 20:55
Mundosat
RGS
E shop Satelite

Compare no BuscapÉ



SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

App Android   Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Novelas |  Sinal Aberto |  Ao vivo |  Guia de TV
Colunas: Estreias |  Ubaldo |  FabioTV |  No Controle
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  NET Claro |  Oi |  On Demand |  Papo Aberto |  Política |  Promoções |  Satélite |  SKY |  Tech |  TV |  Vivo | 
Sobre o vcfaz.tv: Fale Conosco |  Parcerias |  Regras de Participação |  Ajuda | 
Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group