Vcfaz.tv
Agora na TV Pequenas Grandes Mulheres
08:15 - 09:00
Programação Paga
08:30 - 09:00
VT de Futebol
07:00 - 10:00
revista eletronica  
Moderador O Vcfaz está com inscrições abertas para novos moderadores e colaboradores. Veja aqui como fazer parte da equipe!
    Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Papo Aberto > Política   
Reforma da Previdência
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens 16 respostas e Visualizações 769 visitas.
Anterior  1, 2


Quiz
Você é a favor ou contra a proposta do governo para a Reforma da Previdência ?
A favor
30.77%
 30.77%
Contra
69.23%
 69.23%

holygod 10 em 18 Mar 2017 - 4:55       
anos | Nov 2006 | Mensagens: 2370 | Contagem - MG
  
 

Eu sou contra a reforma da Previdência, até que provem e me convençam pra que e por que da reforma.
No momento atual político brasileiro precisamos URGENTE é de uma reforma politica.


Responder com Citação    




Larry.Tate em 18 Mar 2017 - 11:09       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2144 | São Paulo - SP
  
 

holygod 10 escreveu
Eu sou contra a reforma da Previdência, até que provem e me convençam pra que e por que da reforma.
No momento atual político brasileiro precisamos URGENTE é de uma reforma politica.


A mim e a você o deficit da previdência não atrapalhará em nada nossas aposentadorias, ainda haverá dinheiro num futuro próximo.

O problema está para aqueles que estão a pouco tempo no mercado e para aqueles que ainda entrarão no mercado de trabalho, esses estão ferrados.

Os aposentados brasileiros de hoje são sustentados por quem está trabalhando, o problema é que o número de aposentados cresce e o número de gente trabalhando está cada vez menor com o baixo crescimento demográfico da população brasileira, agravado ainda pela maior crise econômica jamais vivida pelo Brasil.


Responder com Citação    

ardoss em 18 Mar 2017 - 12:48       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 853 | Craíbas - AL
  
 

Proposta apresentada por deputado prevê que as regras que o governo quer aplicar a todos os cidadãos só serão válidas para os parlamentares eleitos após a mudança na Constituição Emenda apresentada pelo deputado Carlos Eduardo Cadoca (PDT-PE) à PEC da reforma da Previdência mantém as regras vigentes para os atuais deputados. A sugestão do deputado assegura aos parlamentares filiados ao plano de previdência dos congressistas que ainda não cumpriram os requisitos para a aposentadoria – 35 anos de contribuição e 60 anos de idade – o direito ao benefício pelas regras vigentes na promulgação da emenda constitucional quando cumprirem as exigências.

Eles terão, ainda, a possibilidade de pagamento das contribuições durante o atual mandato parlamentar, observadas uma das seguintes condições: idade igual ou superior a 54 anos ou pelo menos quatro anos de mandato como deputado federal ou oito anos de mandato como senador.

Aos segurados que não se enquadram nas condições anteriores, fica garantido o direito à aposentadoria pelas regras vigentes, desde que cumpram período adicional de contribuição (pedágio) equivalente a 50% do tempo que faltava para atingir os limites previstos na legislação.

As regras de transição asseguram um direito que já estava acertado nas negociações com o Palácio do Planalto, mas não estava expressamente previsto na PEC 287/2016. Cadoca salienta que a emenda constitucional se limita a estabelecer o regime geral de Previdência Social para os parlamentares eleitos a partir da sua promulgação, mas remete à legislação infraconstitucional as regras de transição para os atuais mandatários.

Transição

“Não nos parece a melhor alternativa, uma vez que se deve respeitar o direito daqueles que já ingressaram no sistema e cumpriram com suas obrigações financeiras no tempo correto”, argumenta o deputado. “Assim, o objetivo desta emenda é inserir no texto o regramento de transição para quem já for filiado ao Plano de Seguridade Social dos Congressistas (PSSC).”

A emenda de Cadoca assegura ainda aos que cumpriram todos os requisitos para aposentadoria até a data de promulgação desta emenda o gozo do benefício a qualquer tempo, bem como a pensão aos seus dependentes, no caso dos falecidos.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, havia revelado ao Congresso em Foco, em entrevista exclusiva concedida em 31 de janeiro, que seriam mantidas as regras vigentes para os atuais deputados: “Temos que ver como será a transição desse sistema para o sistema geral, porque quem tem direito adquirido poderá usar”.

Padilha também deixou claro que apenas os parlamentares eleitos após a promulgação da PEC seriam enquadrados nas novas regras: “Como os parlamentares são equiparados a servidores públicos para esses efeitos, aplicam-se as regras por inteiro. Ter-se-á que fazer uma transição do atual regime para o novo regime, tem que ser estudado. Mas o certo é que se aplicam as regras para todos que venham a ter mandato a partir de agora”, disse o ministro.

Privilégios

A emenda de Cadoca mantém para quem está no mandato os privilégios revelados em reportagem do Congresso em Foco publicada no dia 7 de fevereiro. Bem mais flexíveis e brandas, as normas do PSSC permitem que um deputado se aposente a partir de apenas um ano de exercício do cargo, desde que faça averbações de outros mandatos ou contribuições ao INSS.

Mostramos o caso do ex-deputado Manuel Rosa Neca (PR-RJ), que chegou à Câmara como suplente, em janeiro de 2013. Cinco meses mais tarde, ingressou no plano de previdência dos congressistas. Completou apenas dois anos de mandato como deputado federal. Com o aproveitamento (averbação) de parte de mandatos anteriores de vereador e prefeito em Nilópoles (RJ), além de mais 26 anos de contribuição ao INSS, conseguiu a aposentadoria e recebe, hoje, R$ 8,6 mil.

O ex-deputado Junji Abe (PSD-SP) exerceu o cargo por apenas quatro anos, entre 2011 e 2015. Conseguiu a averbação de mandados de deputado estadual, vereador e prefeito de Mogi das Cruzes que somavam 20 anos, mais 12 anos de contribuições ao INSS. Pagou a averbação e aposentou-se com R$ 23 mil.

O parlamentar paga R$ 3,7 mil por mês ao PSSC – parcela igual àquela pela Câmara. Isso representa 11% do salário, que está em R$ 33,7 mil. Se comprovar os 35 anos de exercício de mandatos – federais, estaduais ou municipais – e 60 anos de idade, recebe aposentadoria integral.

Leia o texto da emenda de Carlos Eduardo Cadoca:

O artigo 6º da Proposta de Emenda à Constituição nº 287/2016 passa a vigorarcom a seguinte redação:

“Art. 6º As alterações estabelecidas no art. 40, § 13, da Constituição, aplicam-se aos titulares de novos mandatos eletivos que, após a promulgação desta emenda, forem diplomados pela primeira vez nos cargos em que serão investidos.

§ 1º Aos deputados federais e senadores que, até a data de promulgação desta emenda, optaram pelo Plano de Seguridade Social dos Congressistas e realizaram as contribuições devidas, aplicam-se as seguintes regras:

I – aos que cumpriram todos os requisitos para aposentadoria até a data de promulgação desta emenda ficam assegurados o gozo do benefício a qualquer tempo,bem como, em caso de falecimento, a pensão aos seus dependentes;

II – aos que não forem abrangidos pelo inciso anterior, quando cumprirem os requisitos, ficam assegurados o direito à aposentadoria pelas regras vigentes à data de promulgação desta emenda, bem como a possibilidade de pagamento das contribuições durante a investidura no mandato parlamentar, observadas na data de promulgação desta emenda, uma das seguintes condições: a) idade igual ou superior a cinquenta e quatro anos; oub) pelo menos quatro anos de mandato como Deputado Federal ou oito anos de mandato como Senador da República.

III – aos segurados que não se enquadram nas condições dispostas no inciso II, fica garantido o direito à aposentadoria pelas regras vigentes à data de promulgação desta emenda, além da possibilidade de pagamento das contribuições durante a investidura no mandato parlamentar, desde que cumpram período adicional de contribuição equivalente a 50% (cinquenta por cento) do tempo que faltava para atingir os limites previstos na legislação.

§ 2º Aos aposentados e pensionistas do extinto Instituto de Previdência dos Congressistas, bem como aos do Plano de Seguridade Social dos Congressistas, fica garantida a paridade de remuneração com os membros do Congresso Nacional,observando-se inclusive o disposto no artigo 7º, inciso VIII da Constituição”. (NR)

fonte: http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/emen...ados-e-senadores/


Editado pela última vez por ardoss em 18 Mar 2017 - 12:51. Editado 1 vez.
Responder com Citação    

ardoss em 18 Mar 2017 - 12:49       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 853 | Craíbas - AL
  
 

Se isso não é motivo de panelas!

Responder com Citação    

STOLEDO em 18 Mar 2017 - 15:06       
anos | Dez 2010 | Mensagens: 911 | Borda da Mata - MG
  
 

ficamos sem saber o que dizer.já está cansativo os descaminhos de nossos parlamentares. palmada nas bundas deles.

Responder com Citação    

CRISPIM em 18 Mar 2017 - 16:03       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 7009 | Itajaí - SC
  
 

ardoss escreveu
Se isso não é motivo de panelas!



É livre a qualquer brasileiro contra a corrupção, bater panelas!




Abs. Sorriso amarelo


Responder com Citação    

thelo em 18 Mar 2017 - 23:24       
anos | Dez 2004 | Mensagens: 193 | Cruz das Almas - BA
  
 





Responder com Citação    

Anterior  1, 2






Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído






VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 
Cadastre-se!
Mundosat
E shop Satelite
RGS

Compare no BuscapÉ



SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

App Android   Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Novelas |  Guia de TV
Colunas: Agenda de estreias |  Entrevista |  FabioTV |  No Controle
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  NET Claro |  Oi |  On Demand |  Papo Aberto |  Política |  Promoções |  Satélite |  SKY |  Tech |  TV |  Vivo | 
Sobre o vcfaz.tv: Fale Conosco |  Parcerias |  Regras de Participação |  Ajuda | 
Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group