Vcfaz.tv
Moderador O Vcfaz está com inscrições abertas para novos moderadores e colaboradores. Veja aqui como fazer parte da equipe!
    Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Papo Aberto   
Complexo parado da Petrobras no Rio é tomado por ferrugem e alvo de furtos
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens 1 respostas e Visualizações 194 visitas.


Larry.Tate em 16 Abr 2017 - 11:20       
anos | Out 2007 | Mensagens: 1956 | São Paulo - SP
  
 


NICOLA PAMPLONA
LUCAS VETTORAZZO
DO RIO

16/04/2017 02h00


Com as obras totalmente paralisadas desde setembro de 2015, o Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro) tem hoje instalações deterioradas pela ferrugem e é alvo de furtos de cabos e equipamentos.

O projeto chegou a ser um dos maiores investimentos da Petrobras durante os governos PT, mas foi suspenso após o início da Operação Lava Jato, que descobriu um esquema de corrupção em obras da estatal.

A Folha teve acesso a fotos feitas dentro do complexo, que mostram tanques e outras instalações enferrujadas.

Segundo apurou a reportagem, entre 20 e 30 tanques de 15 metros de altura, que ficam nos fundos do complexo, localizado em Itaboraí, na região metropolitana do Rio de Janeiro, apresentam sinais de deterioração.

A ferrugem, que também atinge tubulações, é resultado da suspensão das obras antes da etapa de pintura externa que protegeria as instalações.

As atividades no local começaram a diminuir em 2014 e foram totalmente interrompidas em setembro de 2015. Hoje, o canteiro de obras está praticamente parado.

No escritório da Petrobras na obra são prestados serviços administrativos, de limpeza e alimentação.

No canteiro, só duas empresas atuam de fato –uma de segurança patrimonial e outra de manutenção, mas que trabalha apenas em painéis, motores e máquinas.

Cerca de 300 trabalhadores estariam presentes diariamente no local.

O projeto ocupa uma área de 45 quilômetros quadrados e, a despeito da segurança privada, tem sido alvo de furtos, principalmente de cabos de cobre e peças de painéis, e em geral cometidos à noite.

PREJUÍZO

O Comperj foi projetado durante a gestão do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, delator da Lava Jato, para ser um complexo de refinarias e unidades petroquímicas.

Em delação, ele admitiu o pagamento de propinas pelas empreiteiras responsáveis pelas obras. Segundo o Ministério Público Federal, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral também se beneficiou dos pagamentos.

No mais recente balanço, a Petrobras reduziu o valor contábil do ativo a zero, já que as refinarias e as unidades petroquímicas não constam mais dos planos da empresa no período de seu planejamento estratégico. Desde 2014, o Comperj acumula perdas contábeis de R$ 28 bilhões.

Neste momento, os planos da estatal para a área limitam-se a uma unidade de tratamento de gás para receber a produção do pré-sal, com início de operações previsto para 2020. A licitação para a obra foi lançada no início do ano e deve ser concluída até o terceiro trimestre.

OUTRO LADO

Em nota, a Petrobras diz que vem realizando serviços de preservação no Comperj e que a oxidação nas instalações é superficial e "não constitui risco imediato de dano".

Afirma ainda que os casos de furtos são pontuais e estão sendo tratados pela área de segurança patrimonial da empresa, com participação das autoridades.

Em maio de 2015, quando o ritmo de obras já havia sido reduzido por causa da Lava Jato, a polícia prendeu quatro homens acusados de pertencer a uma quadrilha especializada em furto de metais, principalmente cobre, de dentro do complexo.

A defesa de Cabral disse que só irá se pronunciar nos autos do processo.

*

ENTENDA O COMPERJ


O QUE É

Empreendimento planejado como um complexo de refinarias e unidades petroquímicas para a produção de matéria-prima para as indústrias química e de plásticos

O QUE JÁ SAIU DO PAPEL

Até agora, nada foi concluído. As refinarias e as unidades petroquímicas saíram do radar da Petrobras, que já contabilizou perdas contábeis de R$ 28 bilhões com o projeto

O QUE DEVE VAI SAIR

Nos planos atuais da estatal, está apenas a conclusão de uma unidade de tratamento de gás natural produzido no pré-sal, com operação prevista para 2020

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/04/18...o-de-furtos.shtml


Responder com Citação    




CRISPIM em 16 Abr 2017 - 11:35       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 6768 | Itajaí - SC
  
 


Obra superfaturadas pela corrupção de governos do RJ e Federal, sob administração do PT.

Como já disse, estes corruptos criam obras, para roubarem mais.

Assim são os Países corruptos: Elite rica e o povo mais pobre.






Abs. Sorriso amarelo


Responder com Citação    







Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído






VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 
Cadastre-se!
Mundosat
E shop Satelite

Compare no BuscapÉ



SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

App Android   Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Novelas |  Guia de TV
Colunas: Agenda de estreias |  Entrevista |  FabioTV |  No Controle
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  NET Claro |  Oi |  On Demand |  Papo Aberto |  Política |  Promoções |  Satélite |  SKY |  Tech |  TV |  Vivo | 
Sobre o vcfaz.tv: Fale Conosco |  Parcerias |  Regras de Participação |  Ajuda | 
Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group