Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Forum
Papo Aberto   
Michelle Bolsonaro ABANDONA Avó em Favela
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens respostas e Visualizações visitas.
1, 2  Próximo


[email protected]é, 15/4/19, 9:21       
anos | Ago 2012 | Mensagens: 1345 | São Paulo - SP
     

Relação de Michelle Bolsonaro com a avó que mora numa favela não é apenas um problema da moral cristã, mas legal. Por Joaquim de Carvalho

fonte: DCM https://www.diariodocentrodomundo.com.br/

A situação de abandono material a que foi submetida a avó de Michelle Bolsonaro não é apenas um problema moral, especialmente para quem confessa a moral cristã, como é o caso da primeira-dama, mas é uma questão legal, passível de multa e indenização.

A revista Veja desta semana descreve a situação de Maria Aparecida Firmo Ferreira. Ela tem 79 anos, sofre de osteoporose, é cardíaca e portadora de Mal de Parkinson. Mora num casebre da favela Sol Nascente, no Distrito Federal, que seria a segunda maior do Brasil, atrás apenas da Rocinha, no Rio de Janeiro.

Dona Maria Aparecida tem que cuidar de um filho, que é deficiente auditivo, e de muletas tem que ir a um posto de saúde, para buscar remédios.

De acordo com o Estatuto do Idoso, instituído pela Lei nº 10.741 de 2003, dona Maria Aparecida poderia reivindicar pensão alimentícia da filha, mãe de Michelle, que também é carente, ou da própria neta, a primeira-dama, naturalmente em condições financeiras melhores.

O artigo 229 da Constituição determina que, assim como os pais devem cuidar dos filhos menores, estes também devem ampará-los na velhice.

Pela jurisprudência, a obrigação se estende a todos os ascendentes e descentes. Ou seja, avós são obrigados a pagar pensão alimentícia a netos, quando os pais não têm condições.

Da mesma maneira, os netos são obrigados legalmente a amparar os avós. O estatuto do idoso tornou essa obrigação mais clara.

Para reivindicar alimentos, não é necessário nem ter uma relação afetiva, embora esta seja também uma determinação legal.

Logo no artigo primeiro, o estatuto do idoso estabelece que a família deve viabilizar “formas alternativas de participação, ocupação e convívio do idoso com as demais gerações”.

Também afirma que o atendimento ao idoso deve se dar, prioritariamente, pela família, “em detrimento do atendimento asilar, exceto dos que não a possuam ou careçam de condições de manutenção da própria sobrevivência.”

Muitos filhos e netos que abandonam pais e avós alegam que não têm tempo e recursos nem para si e sua descendência. Se não podem consigo mesmo, como cuidariam dos ascendentes?

Não é o caso de Michelle, que teria condições de ajudar e de conviver com a avó.

Como conta o repórter Nonato Viegas, dona Aparecida, no entanto, ela não tem contatos com a avó há seis anos. Não foi convidada para a posse de Jair Bolsonaro — nem ela, nem a filha, Maria das Graças, mãe de Michele.

A julgar pelo que informa a reportagem, Michelle mandou pelo menos um recado a avó. Dona Maria Aparecida conta um filho, tio de Michele, avisou para que ela não desse entrevista.

Dona Maria Aparecida não cogita visitar a neta no Palácio do Alvorada, onde mora Michele.

“Aprendi que só vamos a pessoas importantes quando somos convidados. É minha neta, cresceu lá em casa, mas agora ela é a primeira-dama.”

Também se sente constrangida

“Se eu chegar assim (diz apontando para as próprias roupas), posso ser destratada, e isso vai me magoar. Eu não tenho roupa, sapato, nada disso, para frequentar esses lugares”.

A esperança de dona Aparecida é que um dia seja convidada para ir ao palácio, mas não pela neta ou o marido da neta, mas pelo apresentador Ratinho.

“Se eu falar com o Ratinho, ele vai me levar lá no Planalto… Porque, se você me levar lá, eles vão botar a gente para correr. Mas o Ratinho, não. Eu vi na TV que ele é amigo do Jair. E um dia eu quero ir lá.”

Enquanto isso não acontece, ela continuará driblando o esgoto a céu aberto que passa em frente à sua casa, no ponto mais remoto da favela, com a ajuda de seu par de muletas.

Também continuará tendo habilidade para não ser obstáculo aos criminosos que dominam a área e se virando como pode para conseguir remédio de graça no posto de saúde e a cesta básica do governo do Distrito Federal.

Tem um único temor: ser sequestrada. “Meu filho mais velho disse que se me sequestrarem a ordem é não pagar o resgate e, aí, vão me matar”, afirmou.

Pela forma como se refere à neta, não se imagina que um dia vá recorrer à justiça para ter atenção afetiva e material da neta.

Mas que teria direito, não há dúvida.




Responder com Citação   




leco, 15/4/19, 10:24       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 2227 | Curitibanos - SC
     

Comovente o teatro na posse, mas a prática é outra. Hipocrisia e farisaísmo.

Responder com Citação   

Antenor, 15/4/19, 10:24       
anos | Jun 2012 | Mensagens: 3029 | São Paulo - SP
     

https://www.google.com/amp/s/www.diariodocentrodomundo.com.br/relacao- de-michelle-bolsonaro-com-a-avo-que-mora-numa-favela-nao-e-apenas-um-p roblema-da-moral-crista-mas-legal-por-joaquim-de-carvalho/amp/

Responder com Citação   

leco, 15/4/19, 11:44       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 2227 | Curitibanos - SC
     

Pudia ao menos colocar aos cuidados do Queiróz...

Responder com Citação   

[email protected]é, 15/4/19, 15:46       
anos | Ago 2012 | Mensagens: 1345 | São Paulo - SP
     

Santinha do pau oco, isso sim. Vive de aparências, mas não cuida nem dos parentes mais próximos. Sorriso amarelo

Responder com Citação   

Rafa!, 15/4/19, 17:10       
anos | Mai 2006 | Mensagens: 3590 | São Paulo - SP
     

Que coisa: ate agora não vi esta noticia em grandes portais de noticias e nem em telejornais, e o incrivel que nem foram procurar a Michele para falar sobre isto.



Editado pela última vez por Rafa! em 15/4/19, 19:27. Editado 1 vez.
Responder com Citação   

Antenor, 15/4/19, 18:31       
anos | Jun 2012 | Mensagens: 3029 | São Paulo - SP
     

Rafa!,

Realmente inacreditável é que nada fizeram pra proteger esse telhado de vidro, não é mesmo? Ou o telhado não é de vidro.


Responder com Citação   

Rafa!, 15/4/19, 19:28       
anos | Mai 2006 | Mensagens: 3590 | São Paulo - SP
     

Antenor escreveu
Rafa!,

Realmente inacreditável é que nada fizeram pra proteger esse telhado de vidro, não é mesmo? Ou o telhado não é de vidro.

As vezes as pedras estão coladas(infiltradas) na própria vidraça


Responder com Citação   

robert_wadt, 15/4/19, 21:37       
anos | Ago 2005 | Mensagens: 1002 | Manaus - AM
     

[email protected]é escreveu
Relação de Michelle Bolsonaro com a avó que mora numa favela não é apenas um problema da moral cristã, mas legal. Por Joaquim de Carvalho

fonte: DCM

A situação de abandono material a que foi submetida a avó de Michelle Bolsonaro não é apenas um problema moral, especialmente para quem confessa a moral cristã, como é o caso da primeira-dama, mas é uma questão legal, passível de multa e indenização.

A revista Veja desta semana descreve a situação de Maria Aparecida Firmo Ferreira. Ela tem 79 anos, sofre de osteoporose, é cardíaca e portadora de Mal de Parkinson. Mora num casebre da favela Sol Nascente, no Distrito Federal, que seria a segunda maior do Brasil, atrás apenas da Rocinha, no Rio de Janeiro.

Dona Maria Aparecida tem que cuidar de um filho, que é deficiente auditivo, e de muletas tem que ir a um posto de saúde, para buscar remédios.

De acordo com o Estatuto do Idoso, instituído pela Lei nº 10.741 de 2003, dona Maria Aparecida poderia reivindicar pensão alimentícia da filha, mãe de Michelle, que também é carente, ou da própria neta, a primeira-dama, naturalmente em condições financeiras melhores.

O artigo 229 da Constituição determina que, assim como os pais devem cuidar dos filhos menores, estes também devem ampará-los na velhice.

Pela jurisprudência, a obrigação se estende a todos os ascendentes e descentes. Ou seja, avós são obrigados a pagar pensão alimentícia a netos, quando os pais não têm condições.

Da mesma maneira, os netos são obrigados legalmente a amparar os avós. O estatuto do idoso tornou essa obrigação mais clara.

Para reivindicar alimentos, não é necessário nem ter uma relação afetiva, embora esta seja também uma determinação legal.

Logo no artigo primeiro, o estatuto do idoso estabelece que a família deve viabilizar “formas alternativas de participação, ocupação e convívio do idoso com as demais gerações”.

Também afirma que o atendimento ao idoso deve se dar, prioritariamente, pela família, “em detrimento do atendimento asilar, exceto dos que não a possuam ou careçam de condições de manutenção da própria sobrevivência.”

Muitos filhos e netos que abandonam pais e avós alegam que não têm tempo e recursos nem para si e sua descendência. Se não podem consigo mesmo, como cuidariam dos ascendentes?

Não é o caso de Michelle, que teria condições de ajudar e de conviver com a avó.

Como conta o repórter Nonato Viegas, dona Aparecida, no entanto, ela não tem contatos com a avó há seis anos. Não foi convidada para a posse de Jair Bolsonaro — nem ela, nem a filha, Maria das Graças, mãe de Michele.

A julgar pelo que informa a reportagem, Michelle mandou pelo menos um recado a avó. Dona Maria Aparecida conta um filho, tio de Michele, avisou para que ela não desse entrevista.

Dona Maria Aparecida não cogita visitar a neta no Palácio do Alvorada, onde mora Michele.

“Aprendi que só vamos a pessoas importantes quando somos convidados. É minha neta, cresceu lá em casa, mas agora ela é a primeira-dama.”

Também se sente constrangida

“Se eu chegar assim (diz apontando para as próprias roupas), posso ser destratada, e isso vai me magoar. Eu não tenho roupa, sapato, nada disso, para frequentar esses lugares”.

A esperança de dona Aparecida é que um dia seja convidada para ir ao palácio, mas não pela neta ou o marido da neta, mas pelo apresentador Ratinho.

“Se eu falar com o Ratinho, ele vai me levar lá no Planalto… Porque, se você me levar lá, eles vão botar a gente para correr. Mas o Ratinho, não. Eu vi na TV que ele é amigo do Jair. E um dia eu quero ir lá.”

Enquanto isso não acontece, ela continuará driblando o esgoto a céu aberto que passa em frente à sua casa, no ponto mais remoto da favela, com a ajuda de seu par de muletas.

Também continuará tendo habilidade para não ser obstáculo aos criminosos que dominam a área e se virando como pode para conseguir remédio de graça no posto de saúde e a cesta básica do governo do Distrito Federal.

Tem um único temor: ser sequestrada. “Meu filho mais velho disse que se me sequestrarem a ordem é não pagar o resgate e, aí, vão me matar”, afirmou.

Pela forma como se refere à neta, não se imagina que um dia vá recorrer à justiça para ter atenção afetiva e material da neta.

Mas que teria direito, não há dúvida.




Cadê o link da fonte ? Já que pelas regras do site tem que ter ??


Responder com Citação   

CRISPIM, 15/4/19, 21:45       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 9468 | Itajaí - SC
     

robert_wadt, DCM é do link https://www.diariodocentrodomundo.com.br/ - já adicionado na postagem.

Responder com Citação   






1, 2  Próximo




Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído




VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 

Cadastre-se!
Agora na TV revista eletronica
Whiskey Cavalier
21:40 - 22:30
This is Opera
21:00 - 22:00
Quem quer Namorar co..
21:30 - 22:15
Atlântico Norte Extr..
21:30 - 22:00
Jeremy Wade: Águas M..
21:25 - 22:16

 
Sinal aberto
Smithsonian Channel
26/04 a 30/04
NET
MTV
23/04 a 2/05
SKY Pré-pago

RGS
E shop Satelite

SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Sinal Aberto |  TV Ao vivo |  FabioTV |  Guia de TV
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  NET Claro |  Oi |  Papo Aberto |  Promoções |  Satélite |  SKY |  TV |  Vivo | 
Sobre o Vcfaz: Fale Conosco |  Regras de Participação |  Ajuda |