Vcfaz.tv
Agora na TV The Tonight Show com Jimm...
01:00 - 02:00
Brasileirão
00:00 - 01:45
Valentin
00:15 - 01:45
revista eletronica  
Moderador O Vcfaz está com inscrições abertas para novos moderadores e colaboradores. Veja aqui como fazer parte da equipe!
    Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Papo Aberto > Política   
Governo liberou R$ 134 milhões em emendas a deputados pró-Temer
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens 9 respostas e Visualizações 346 visitas.


Paulo.es em 14 Jul 2017 - 22:39       
anos | Dez 2006 | Mensagens: 1152 | Vitória - ES
  
 

Governo liberou R$ 134 milhões em emendas a deputados pró-Temer

Levantamento da ONG Contas Abertas aponta que o governo federal liberou em junho R$ 134 milhões em emendas parlamentares a 36 dos 40 deputados que votaram a favor do presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Os deputados que votaram contra o presidente tiveram liberados no mesmo mês R$ 66 milhões em emendas (metade do valor dos pró-Temer).

O Palácio do Planalto declarou que as emendas são uma imposição legal e que o governo só está cumprindo a lei.

Nesta quinta (13), depois de recusar por 40 votos a 25 o relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) que recomendava ao plenário o prosseguimento da denúncia de corrupção passiva da Procuradoria Geral da República contra Temer, a CCJ aprovou por 41 a 24 o relatório alternativo do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomenda a rejeição da denúncia.
SAIBA COMO VOTOU CADA DEPUTADO NA CCJ

Quatro dos deputados que votaram a favor de Temer na CCJ não tiveram emendas parlamentares liberadas em junho: Arthur Lira (PP-AL), Domingos Neto (PSD-CE), Maia Filho (PP-PI) e Elizeu Dionizio (PSDB-MS).

Emendas parlamentares são recursos previstos no Orçamento, cuja aplicação é indicada pelo parlamentar. Esse dinheiro tem de ser obrigatoriamente empregado em projetos e obras nos estados e municípios. A liberação dos recursos é obrigatória, e o governo tem todo o ano para realizar os repasses.

De acordo com o secretário-geral da ONG, Gil Castello Branco, os R$ 134 milhões liberados em junho representam um valor “absolutamente atípico para o período”.
“Isso não é uma ilegalidade", disse Castello Branco, mas, segundo ele, neste ano o governo concentrou um grande volume de recursos no mês de junho. Antes, afirmou, "não tinha sido empenhado praticamente nada”.

Para efeito de comparação, entre janeiro e maio, o governo liberou, ao todo, pouco mais de R$ 102 milhões a todos os parlamentares. Somente em junho, foram R$ 2,02 bilhões, empenhados para parlamentares de 27 partidos e bancadas estaduais. O partido de Temer, o PMDB, recebeu R$ 284,2 milhões.

evantamento da ONG Contas Abertas aponta que o governo federal liberou em junho R$ 134 milhões em emendas parlamentares a 36 dos 40 deputados que votaram a favor do presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Os deputados que votaram contra o presidente tiveram liberados no mesmo mês R$ 66 milhões em emendas (metade do valor dos pró-Temer).

O Palácio do Planalto declarou que as emendas são uma imposição legal e que o governo só está cumprindo a lei.
Nesta quinta (13), depois de recusar por 40 votos a 25 o relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) que recomendava ao plenário o prosseguimento da denúncia de corrupção passiva da Procuradoria Geral da República contra Temer, a CCJ aprovou por 41 a 24 o relatório alternativo do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomenda a rejeição da denúncia.
SAIBA COMO VOTOU CADA DEPUTADO NA CCJ
Quatro dos deputados que votaram a favor de Temer na CCJ não tiveram emendas parlamentares liberadas em junho: Arthur Lira (PP-AL), Domingos Neto (PSD-CE), Maia Filho (PP-PI) e Elizeu Dionizio (PSDB-MS).

Emendas parlamentares são recursos previstos no Orçamento, cuja aplicação é indicada pelo parlamentar. Esse dinheiro tem de ser obrigatoriamente empregado em projetos e obras nos estados e municípios. A liberação dos recursos é obrigatória, e o governo tem todo o ano para realizar os repasses.

De acordo com o secretário-geral da ONG, Gil Castello Branco, os R$ 134 milhões liberados em junho representam um valor “absolutamente atípico para o período”.
“Isso não é uma ilegalidade", disse Castello Branco, mas, segundo ele, neste ano o governo concentrou um grande volume de recursos no mês de junho. Antes, afirmou, "não tinha sido empenhado praticamente nada”.

Para efeito de comparação, entre janeiro e maio, o governo liberou, ao todo, pouco mais de R$ 102 milhões a todos os parlamentares. Somente em junho, foram R$ 2,02 bilhões, empenhados para parlamentares de 27 partidos e bancadas estaduais. O partido de Temer, o PMDB, recebeu R$ 284,2 milhões.

Além de Abi-Ackel, outros parlamentares ligados à "tropa de choque" do Palácio do Planalto figuram na lista de maiores beneficiários das emendas liberadas pelo governo.
Depois do tucano, os dois deputados que mais receberam verbas foram Carlos Marun (PMDB-MS) e um dos vice-líderes do governo na Casa, Beto Mansur (PRB-SP).

De acordo com o levantamento, os dois receberam R$ 5 milhões cada. Os parlamentares foram dois dos principais defensores de Temer nos últimos dias.
Dentre os deputados que votaram contra Temer, os que obtiveram os maior valores em emendas liberadas foram Marcos Rogério, do DEM-RO (R$ 5,3 milhões), e Silvio Torres, do PSDB-SP (R$ 5,1 milhões).

http://g1.globo.com/politica/noticia/governo-pa...mer-diz-ong.ghtml


Responder com Citação    




Larry.Tate em 14 Jul 2017 - 23:06       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2094 | São Paulo - SP
  
 

Dilma libera lote recorde de emendas para congressistas
GUSTAVO PATU
BRENO COSTA
DE BRASÍLIA

19/08/2013 03h00


Sob pressão dos partidos aliados e ameaça de derrotas no Congresso, o governo Dilma Rousseff promove neste mês uma liberação inédita de verbas de interesse direto de deputados e senadores.

Apenas nos primeiros nove dias de agosto, as autorizações para despesas incluídas por congressistas no Orçamento -conhecidas como emendas parlamentares- já atingiram o maior montante mensal do ano, com folga.

Análise: Ameaça à reeleição fez Dilma acelerar abertura de cofres

Segundo levantamento feito pela Folha, as 20 iniciativas orçamentárias que mais concentram emendas receberam, no curto período, R$ 1,2 bilhão, pouco abaixo do R$ 1,4 bilhão autorizado ao longo dos sete meses anteriores.

Desde o início da atual administração, tal volume só tem precedentes nos meses de dezembro, quando o governo inscreve gastos atrasados para execução no ano seguinte, e em julho do ano passado, por ser prazo limite definido pela lei eleitoral para operações do gênero.

Os dados evidenciam uma nova postura da articulação política do Planalto, que, até a queda dos índices de popularidade de Dilma, submetia os partidos da base de apoio a uma ração modesta de recursos orçamentários.

Antes de agosto, as autorizações de verbas para emendas se concentravam em apenas dois dias atípicos: 28 de maio, quando a presidente ouviu queixas de líderes petistas, e 3 de junho, quando ela prometeu ao PMDB acelerar a liberação de dinheiro.

A insatisfação do mundo político coincidiu com o enfraquecimento do Executivo e deu impulso à proposta, já aprovada em primeiro turno pela Câmara, que torna obrigatória a execução da maior parte das emendas individuais -aquelas apresentadas por deputados e senadores.



TENSÃO

Mesmo agora, com a maior generosidade do Planalto, há sinais da tensão no trato com os congressistas aliados.

Líder do PMDB na Câmara e um dos parlamentares mais influentes da base aliada, Eduardo Cunha (RJ) não teve sequer uma emenda empenhada até o último dia 9. Ele comanda insatisfeitos da base governista e chega a ser chamado, no Congresso, de "líder da oposição".

Enquanto isso, personagens do baixo clero conseguem verbas. Caso do deputado Zoinho (PR-RJ), aliado de um dos rivais de Cunha, o líder do PR, Anthony Garotinho. Zoinho conseguiu R$ 1,5 milhão para ações de infraestrutura urbana em Barra Mansa (RJ). Cunha apresentara emenda de R$ 400 mil para o mesmo fim, mas nada foi liberado.

André Figueiredo (CE), líder do PDT, fez emendas suas avançarem depois de negociar um acordo com o Planalto em torno do projeto que define o destino dos recursos futuros do petróleo do pré-sal.

Relator do texto na Câmara, Figueiredo teve pelo menos R$ 950 mil em emendas autorizadas nos primeiros dias de agosto. O dinheiro vai para obras como a construção de açudes em seus redutos eleitorais, no interior cearense. Cada congressista tem direito a R$ 15 milhões em emendas ao Orçamento.

Apesar do ritmo mais intenso do varejo político, ainda há potencial para uma liberação mais agressiva de verbas.

No Orçamento deste ano, as emendas parlamentares somam R$ 22,7 bilhões, dos quais R$ 8,9 bilhões são individuais e R$ 13,8 bilhões são coletivas (apresentadas por bancadas regionais ou comissões temáticas). Uma pequena parcela desse montante começou a ser liberada.

As 20 ações orçamentárias pesquisadas pela Folha somam R$ 18,7 bilhões, dos quais R$ 15,3 bilhões (82%) em emendas. Apenas 14% do total disponível nessas ações foi objeto de empenho -a primeira etapa da execução orçamentária, em que a despesa é autorizada.

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/08/1328...ngressistas.shtml


Responder com Citação    

Paulo.es em 15 Jul 2017 - 0:06       
anos | Dez 2006 | Mensagens: 1152 | Vitória - ES
  
 

Comparando os dois?
Eu defendo tratamento igual, o que dificilmente vai acontecer.
Porque quem puxou o tapete de Dilma, já aparelhou (coxinhas adoram esse termo) os três poderes.


Responder com Citação    

Larry.Tate em 15 Jul 2017 - 0:38       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2094 | São Paulo - SP
  
 

Paulo.es escreveu
Comparando os dois?
Eu defendo tratamento igual, o que dificilmente vai acontecer.
Porque quem puxou o tapete de Dilma, já aparelhou (coxinhas adoram esse termo) os três poderes.


Sim, em termos de estratégia os dois são iguais, os dois usam os mesmos métodos.


Responder com Citação    

Ademir em 15 Jul 2017 - 15:30       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 3364 | Paranavaí - PR
  
 

E os hipócritas continuam quietinhos...

As panelas, pelo jeito, seguiram o conselho da falecida dona Marisa.


Responder com Citação    

cros em 15 Jul 2017 - 18:32       
anos | Jun 2017 | Mensagens: 90 | Eldorado do Sul - RS
  
 

Essa é uma pratica muito comum que sempre existiu, se não fizer uma reforma politica ao estilo Suécia, vai ser sempre assim, está na lei.

Responder com Citação    

Ademir em 16 Jul 2017 - 1:36       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 3364 | Paranavaí - PR
  
 

Então agora pode e antes não podia.

Responder com Citação    

Larry.Tate em 16 Jul 2017 - 12:15       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2094 | São Paulo - SP
  
 

Ademir escreveu
Então agora pode e antes não podia.


Não há nada de ilegal.
Mas pode ser imoral.

A Dilma foi tão imoral quanto o Temer, com a diferença que ela era incompetente em todos os aspectos e não teve o mesmo sucesso e que o Temer teve ao fazer o mesmo que ela fez.

A questão é:
Por que o Temer é criticado agora por fazer o mesmo que e a Dilma fez no passado recente e na época que a Dilma fez o mesmo ato ela não recebeu nenhuma critica?


Responder com Citação    

STOLEDO em 17 Jul 2017 - 15:11       
anos | Dez 2010 | Mensagens: 883 | Borda da Mata - MG
  
 

se não estou enganado , no ccj são poucos deputados, e já geraram todos esse gasto.e agora que é no plenário , que tem muito mais deputados, como será ? vai ter que ter muita grana disponível.

Responder com Citação    

Ademir em 17 Jul 2017 - 16:41       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 3364 | Paranavaí - PR
  
 

Temer é um golpista e corrupto nojento....

Isso todos já sabem....

mas é pró-mercado e tá fazendo o jogo podre do capitalismo e assegurando o lucro dos grandes conglomerados financeiros e empresariais.

Então nada de pato amarelo da FIESP e nem da mídia convocando o povo para ir as ruas derrubar presidente.

Essa é a mais pura realidade. Nada além disso!


O povo foi massa de manobra, em benefício dos setores que eu citei acima.


Responder com Citação    







Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído






VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 
Cadastre-se!
Mundosat
E shop Satelite
RGS

Compare no BuscapÉ



SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

App Android   Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Novelas |  Guia de TV
Colunas: Agenda de estreias |  Entrevista |  FabioTV |  No Controle
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  NET Claro |  Oi |  On Demand |  Papo Aberto |  Política |  Promoções |  Satélite |  SKY |  Tech |  TV |  Vivo | 
Sobre o vcfaz.tv: Fale Conosco |  Parcerias |  Regras de Participação |  Ajuda | 
Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group