Vcfaz.tv
Agora na TV Dance Moms
18:30 - 19:30
171 - Negócio De Família
19:00 - 20:00
Programação AMC
18:10 - 20:55
revista eletronica  
Moderador O Vcfaz está com inscrições abertas para novos moderadores e colaboradores. Veja aqui como fazer parte da equipe!
    Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Papo Aberto   
Governo de Cuba envia médicos para ilhas do Caribe atingidas pelo furacão Irma
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens 13 respostas e Visualizações 681 visitas.
1, 2  Próximo


ardoss em 29 Set 2017 - 9:23       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 962 | Craíbas - AL
  
 

Cuba enviou médicos para várias ilhas caribenhas devastadas pelo furacão Irma.

Mais de 750 profissionais de saúde chegaram em Antígua, Barbuda, São Cristóvão, Nevis, Santa Lúcia, Bahamas, República Dominicana e Haiti. Eles devem seguir as orientações do Ministério da Saúde Pública e contribuir para a recuperação das regiões atingidas A nação de 11 milhões de pessoas tem uma história de envio de pessoal médico quando outras nações estão em necessidade, tendo agido assim durante a crise do Ebola na África Ocidental em 2014 e 2015. Uma brigada de mais de 600 cubanos foi para a Serra Leoa em 2014 para ajudar a enfrentar a tragédia. Eles também enviaram 1 200 homens e mulheres para o Haiti depois que o país foi atingido com um terremoto em 2010. (Do The Independent/Yahoo Internacional – tradução DCM)

fonte:http://www.contraponto.blog.br/artigos/984/governo-de-cuba


Responder com Citação    




Ademir em 29 Set 2017 - 10:06       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 3756 | Paranavaí - PR
  
 

Artistas americanos estão cobrando do Presidente Trump que enviei socorro a milhares de pessoas em Porto Rico, que é uma espécie de estado associados aos EUA.

Porto Rico foi devastada por furacões.


Responder com Citação    

Paulo Frank em 29 Set 2017 - 12:02       
anos | Set 2014 | Mensagens: 1609 | Ijuí - RS
  
 

Ademir escreveu
Artistas americanos estão cobrando do Presidente Trump que enviei socorro a milhares de pessoas em Porto Rico, que é uma espécie de estado associados aos EUA.

Porto Rico foi devastada por furacões.



Lição de SOLIDARIEDADE!
Enquanto isso o Pato Donald acorda e dorme pensando numa guerra contra a Coréia.....


Responder com Citação    

ardoss em 30 Set 2017 - 7:37       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 962 | Craíbas - AL
  
 

Pelo visto não é apenas o pato Donald que pensa desse jeito, não!

Responder com Citação    

CRISPIM em 30 Set 2017 - 11:12       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 7296 | Itajaí - SC
  
 

Muitos destes Médicos, mais Jovens, não devem voltar mais para Cuba, como ocorreu quando vieram para o Brasil.

Responder com Citação    

ardoss em 30 Set 2017 - 15:26       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 962 | Craíbas - AL
  
 

Lembrei-me de um desenho infantil antigo que tinha o personagem "leão da montanha"

Responder com Citação    

Larry.Tate em 30 Set 2017 - 19:57       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2303 | São Paulo - SP
  
 

Notícia de hoje 30/09/2017

Cubanos movem ações: ‘cansa ser escravo’

No último ano, 150 profissionais que vieram ao Brasil após acordo com Cuba entraram na Justiça por salário integral e contrato independente



Injustiça. Maireilys, médica cubana convocada para trabalhar no interior do Estado do Maranhão, relata desconforto com os termos do contrato Foto: Dado Galdieri/The New York Times
Em um gesto de resistência coletiva, dezenas de médicos cubanos que trabalham no exterior estão processando o governo de Cuba, exigindo a libertação diante daquilo que um juiz brasileiro chamou de “forma de trabalho escravo”.

Milhares de médicos cubanos trabalham no exterior, sob contrato com as autoridades de Cuba. Os profissionais ficam com apenas uma pequena parte do salário. No último ano, ao menos 150 cubanos entraram com ações judiciais contra o acordo nos tribunais brasileiros, exigindo ser tratados como contratados independentes, com salários integrais, e não como agentes de Cuba.

No caso do Brasil, o País paga a Cuba cerca de US$ 3.620 por mês para cada médico, quase quatro vezes o que os cubanos recebem pelo programa.

Aproximadamente 18 mil profissionais cumpriram contratos no Brasil e cerca de 8,6 mil continuam trabalhando pelo programa Mais Médicos.

“Quando você sai de Cuba pela primeira vez, descobre muitas coisas que não enxergava antes”, disse Yaili Jiménez Gutierrez, uma das médicas que entraram na Justiça. “Chega um momento em que você se cansa de ser escravo.”

As ações são ainda mais importantes pelo fato de os médicos terem perdido um plano B muito comum: ir para os Estados Unidos. Em janeiro, o então presidente Barack Obama encerrou o programa que permitia que médicos cubanos lotados em outros países obtivessem vistos de residência permanente nos Estados Unidos. “O fim do programa foi um baque”, disse Maireilys Álvarez Rodríguez, outra das médicas que entraram na Justiça no Brasil. “Era a nossa saída.”

Isso significa que o futuro desses médicos agora está nas mãos dos tribunais brasileiros. Em geral, as decisões foram contrárias aos profissionais, mas alguns juízes lhes deram ganho de causa, permitindo que trabalhem por conta própria e sejam pagos diretamente. O movimento dos médicos, no entanto, os coloca sob risco de graves reações do governo cubano, que podem até impedi-los de voltar à ilha e às suas famílias.

Início
As sementes da rebelião foram plantadas há um ano, durante uma conversa entre uma médica cubana e um pastor em uma cidade do Nordeste. Anis Deli Grana de Carvalho estava chegando ao fim de um contrato de três anos. Mas, como se casara com um brasileiro, queria ficar e continuar trabalhando no País.

O pastor ficou indignado ao saber que, sob os termos do contrato, os médicos cubanos ganham somente um quarto do montante que o Brasil paga a Cuba. Ele imediatamente a colocou em contato com um advogado em Brasília. No fim de setembro do ano passado, ela recorreu a um tribunal federal para trabalhar como autônoma.

Nas semanas seguintes, dezenas de médicos cubanos seguiram o caminho de Anis e moveram ações judiciais. O governo brasileiro está recorrendo e acredita que terá ganho de causa. “Não há injustiça”, disse o ministro da Saúde, Ricardo Barros. “Quando esses médicos se inscreveram no programa, concordaram com as condições.”

No fim do ano passado, juízes emitiram liminares que concederam a alguns médicos cubanos o direito de trabalhar como contratados autônomos e ganhar salários integrais. Um juiz federal de Brasília declarou que os contratos eram uma “forma de trabalho escravo” que não poderia ser tolerada.

Mas o juiz federal responsável pelo caso de Anis não lhe deu ganho de causa, argumentando que permitir que médicos cubanos descumprissem os contratos representava “riscos indevidos nas esferas política e diplomática”. Para Barros, os médicos cubanos não devem sentir que são mal remunerados porque seus salários se assemelham aos dos médicos brasileiros em período de residência.

“Até hoje ninguém veio reclamar comigo sobre as condições de trabalho”, disse ele. As autoridades cubanas não responderam aos pedidos de comentários.

http://saude.estadao.com.br/noticias/geral,cuba...cravo,70002021829


Responder com Citação    

CRISPIM em 30 Set 2017 - 20:03       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 7296 | Itajaí - SC
  
 

ardoss escreveu
Lembrei-me de um desenho infantil antigo que tinha o personagem "leão da montanha"


O que isso tem com o assunto em pauta, com estas parábolas?


Responder com Citação    

Larry.Tate em 30 Set 2017 - 20:10       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2303 | São Paulo - SP
  
 

CRISPIM escreveu
ardoss escreveu
Lembrei-me de um desenho infantil antigo que tinha o personagem "leão da montanha"


O que isso tem com o assunto em pauta, com estas parábolas?


Acho que é porque o leão estava sempre falando " saída pela esquerda", "saída pela direita", "saída pela porta dos fundos". O leão dava sempre um jeito de escapar.


Responder com Citação    

Ademir em 1 Out 2017 - 11:25       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 3756 | Paranavaí - PR
  
 

Da mesma forma que no Brasil, quem precisa de um médico, tá pouco se importando de onde vieram os médicos.

O importante é que o médico esta ali para atender quem precisa!


Responder com Citação    

1, 2  Próximo






Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído






VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 
Cadastre-se!
Mundosat
E shop Satelite
RGS

Compare no BuscapÉ



SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

App Android   Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Novelas |  Guia de TV
Colunas: Agenda de estreias |  Entrevista |  FabioTV |  No Controle
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  NET Claro |  Oi |  On Demand |  Papo Aberto |  Política |  Promoções |  Satélite |  SKY |  Tech |  TV |  Vivo | 
Sobre o vcfaz.tv: Fale Conosco |  Parcerias |  Regras de Participação |  Ajuda | 
Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group