Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Papo Aberto   
Quem perde com a reforma trabalhista?
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens 8 respostas e Visualizações 511 visitas.


Larry.Tate em 10 Nov 2017 - 21:36       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2348 | São Paulo - SP
  
 

O texto é longo, mas vale a pena ler.

A reforma trabalhista trará mudanças importantes na regulamentação do mercado de trabalho, afetando empresas, trabalhadores, sindicatos e a Justiça do Trabalho (JT) e todos os que orbitam nas suas proximidades.

Hélio Zylberstajn *, O Estado de S.Paulo
27 Outubro 2017 | 05h00
Comecemos pelas empresas. O aspecto mais importante para o mundo empresarial e, principalmente, para micro e pequenos empreendedores, serão as mudanças nas regras processuais na JT. As regras atuais incentivam reclamações exageradas e até descabidas. A reforma inibirá o comportamento oportunista nas reclamações e simplificará e introduzirá alguma racionalidade no processo trabalhista. As empresas que buscam cumprir a legislação terão menos problemas e a litigiosidade nas relações de trabalho deverá cair.

Quanto aos trabalhadores, há quem sustente que a reforma eliminará e/ou reduzirá seus direitos. Esse discurso tem grande apelo, mas não convence quem se dispuser a ler com cuidado a exposição de motivos e o texto da Lei 13.467/17. Não há eliminação nem redução de nenhum direito. Ao contrário, a reforma oferece ganhos importantes aos trabalhadores. Por exemplo, os que trabalham em empresas com 200 empregados ou mais elegerão representantes com a função de dialogar com a direção da empresa em seu nome. A Comissão de Representantes é uma conquista relevante, que não tem sido valorizada na discussão da reforma. Para os trabalhadores, pois, há ganhos concretos, como esta comissão, e ganhos potenciais, que poderão ser concretizados com o uso do princípio da prevalência da negociação sobre a legislação.

Para os sindicatos, a reforma terá impactos positivos e negativos. De um lado, perderão o financiamento garantido pela contribuição sindical compulsória. Para sobreviver, terão de se reinventar. Haverá fusões de pequenos sindicatos não representativos e, provavelmente, um movimento de verticalização que poderá reverter a fragmentação induzida pela CLT e reforçada pela Constituição. Os 12 mil sindicatos de trabalhadores, na maioria de âmbito municipal, poderão ser substituídos por entidades de abrangência regional e talvez nacional. O País poderá ter poucos sindicatos, mas com mais força. Para convencer os trabalhadores a pagar suas contribuições voluntariamente, terão de prestar serviços e representá-los efetivamente. De outro lado, a prevalência da negociação lhes oferecerá oportunidades importantes. Muitas empresas quererão negociar a aplicação de normas legais e isso ensejará a proposição de trocas vantajosas para os trabalhadores, que só os sindicatos poderão concretizar. A ampliação do espaço da negociação pode aumentar o poder dos sindicatos.

Os sindicatos patronais terão desafio semelhante. Também poderão perder sua contribuição sindical se não se tornarem úteis para as empresas, oferecendo-lhes apoio técnico, informações, treinamento, assessoria, além da representação de seus interesses.

Os perdedores definitivos, com certeza, estão no campo da judicialização das relações de trabalho: a Justiça do Trabalho, os Promotores Públicos do Trabalho e os operadores do Direito do Trabalho. As medidas na área do processo trabalhista diminuirão a enxurrada de reclamações, que este ano podem chegar a 3 milhões só na 1.ª instância. Além disso, como a comissão dos empregados nas empresas poderá se tornar um mecanismo de solução de conflitos, haverá uma redução adicional na litigiosidade e, pois, no uso da JT. Por outro lado, a reforma restringirá os graus de liberdade dos juízes nos critérios para julgar e na capacidade de emitir súmulas e produzir normas, que têm transformado a JT num Poder Legislativo trabalhista.

Países com sistemas negociais de relações trabalhistas raramente usam o litígio nas Cortes, já que a negociação e os mecanismos alternativos solucionam a maior parte das reclamações. Com a reforma, o Brasil caminhará para esse modelo, eliminando o custo desnecessário e injusto da litigiosidade excessiva. Não deve ser coincidência que a resistência mais feroz à reforma se concentre especialmente nos setores que vivem da judicialização das relações de trabalho. A oposição dessas áreas é proporcional às perdas que a reforma lhes deverá trazer.

*PROFESSOR FEA/USP, COORDENA O PROJETO SALARIÔMETRO DA FIPE

http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,q...hista,70002062233


Responder com Citação    




CRISPIM em 10 Nov 2017 - 21:45       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 7398 | Itajaí - SC
  
 

Vai ter advogado pedindo bolsa auxílio na OAB, porque tem muitas causas trabalhistas atualmente que ambos os advogados das partes , fazem acordos e se beneficiam com polpudas indenizações que as empresas pagam nestes acordos.

Soube disso com fonte segura de empregados que nem tinham motivo de entrar com uma ação contra a empresa que saiu, e conseguem testemunhas fake e rolou muita grana.


Sorriso amarelo


Responder com Citação    

Ademir em 11 Nov 2017 - 10:52       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 3844 | Paranavaí - PR
  
 

A reforma trabalhista, feita a toque de caixa, sem discussão com os trabalhadores e com a sociedade, foi feita para atender o interesse das grandes empresas nacionais e estrangeiras.

Não foi a toa que a FIESP e demais Federações Patronais apoiaram abertamente o golpe em Dilma.

Ela jamais proporia uma reforma trabalhista feita nessas condições e para atender os interesses das Federações Patronais.


Responder com Citação    

CRISPIM em 11 Nov 2017 - 16:52       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 7398 | Itajaí - SC
  
 

Ademir escreveu
A reforma trabalhista, feita a toque de caixa, sem discussão com os trabalhadores e com a sociedade, foi feita para atender o interesse das grandes empresas nacionais e estrangeiras.

Não foi a toa que a FIESP e demais Federações Patronais apoiaram abertamente o golpe em Dilma.

Ela jamais proporia uma reforma trabalhista feita nessas condições e para atender os interesses das Federações Patronais.




As consequências do desemprego no Brasil é o resultado de um governo nefasto e corrupto do Pt por 13 anos sem nenhuma reforma importante e só criou desemprego ao País sem investimentos internos.

Logo que o Lula assumiu em 2003 tinha uma grande campanha na mídia para empréstimos no Banco do Brasil e CEF, para criação de novos investimentos ao Microempreendedor. O Banco me ligou e fiz todos tramites de P. Jurídica e pleitear o tal de empréstimo vindo do BNDES.
Quando fui assinar o tal de empréstimo miserável, o Banco me negou e disse que tinha um carro para pagar financiado pelo Itaú, como pessoa física.

Logicamente sabemos depois em alguns anos para onde foi emprestado o dinheiro do BNDES: Cuba, Venezuela, Equador, Países da África, América Central, Oi Tv, JBS, ETC...ETC...ETC.

Daí se deduz: Se tivessem investido nos pequenos empresários Brasileiros: poderia ter sido o Brasil um exemplo da China? ...onde o Governo daquele País investe no seu povo e hoje uma potencia comercial e industrial.

Abs.


Sorriso amarelo


Responder com Citação    

leco em 11 Nov 2017 - 23:00       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 843 | Curitibanos - SC
  
 

Quem começa perdendo é o William Wack , que provará do próprio veneno, caso seja demitido. Fez um jornalismo golpista e o feitiço virou contra o feiticeiro.

Responder com Citação    

Ademir em 12 Nov 2017 - 22:53       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 3844 | Paranavaí - PR
  
 

Citação
leco, Quem começa perdendo é o William Wack , que provará do próprio veneno, caso seja demitido. Fez um jornalismo golpista e o feitiço virou contra o feiticeiro.



Já vai tarde!

Já percebeu como os canalhas golpistas estão caindo um a um?


Responder com Citação    

satelital em 14 Nov 2017 - 12:40       
anos | Mai 2006 | Mensagens: 587 | Uberlândia - MG
  
 

Ja fui Funcionario, fui patrao e hoje sou funcionario.
E sei que os malandros nadavam de bracada na antiga CLT
Ela veio pra ajudar o trabalhador e acabou favorecendo os pilantras e "adevogados" sem escrupulo.
Quem pagava por isso? As empresas?

Nao, VOCÊ.

Quando uma empresa vai colocar o preco num litro de Oleo de Cozinha, ou no pacote de Arroz elas somam este tipo de despesa.

Quando um malandro rouba na justica de uma empresa, esta roubando de todos nós.

Tomara que nova CLT amenize isso.


Responder com Citação    

CRISPIM em 14 Nov 2017 - 15:05       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 7398 | Itajaí - SC
  
 

Ademir escreveu
Citação
leco, Quem começa perdendo é o William Wack , que provará do próprio veneno, caso seja demitido. Fez um jornalismo golpista e o feitiço virou contra o feiticeiro.



Já vai tarde!

Já percebeu como os canalhas golpistas estão caindo um a um?





Quanto radicalismo, amigo.

Perderam o emprego e já foram indenizados, indevidamente.


Alegre


Responder com Citação    

ARAF61 em 16 Nov 2017 - 17:23       
anos | Jun 2011 | Mensagens: 377 | Teresina - PI
  
 

"Quem perde com a reforma trabalhista"

Boa oportunidade para trocarem informações, relatarem fatos, elogiarem ou criticarem artigos, mas NADA..
Lá vem o Ódio ao PT e ao LULA.

Podem passar anos, mas a "tacada" aqui é essa...


Responder com Citação    







Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído






VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 
Cadastre-se!
Agora na TV revista eletronica
Um Salão do Barulho ..
22:03 - 23:57
Mr. Bean
22:00 - 22:30
Amistoso Internacion..
20:15 - 22:15
Milky Way
22:00 - 22:30
Paraíso dos Chimpanz..
21:48 - 22:12
Mundosat
RGS
E shop Satelite

Compare no BuscapÉ



SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

App Android   Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Novelas |  Sinal Aberto |  Ao vivo |  Guia de TV
Colunas: Estreias |  Ubaldo |  FabioTV |  No Controle
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  NET Claro |  Oi |  On Demand |  Papo Aberto |  Política |  Promoções |  Satélite |  SKY |  Tech |  TV |  Vivo | 
Sobre o vcfaz.tv: Fale Conosco |  Parcerias |  Regras de Participação |  Ajuda | 
Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group