Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Papo Aberto > Política   
Governo deveria acabar com o ensino superior gratuito, aponta Banco Mundial
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens 14 respostas e Visualizações 1035 visitas.
1, 2  Próximo


ardoss em 22 Nov 2017 - 5:41       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 1023 | Craíbas - AL
  
 



BRASÍLIA - Para cortar gastos sem prejudicar os mais pobres, o governo deveria acabar com a gratuidade do ensino superior. Essa é uma das sugestões apresentadas no relatório “Um ajuste justo - propostas para aumentar eficiência e equidade do gasto público no Brasil”, elaborado pelo Banco Mundial. A ideia é que o governo continue subsidiando os estudantes que estão entre os 40% mais pobres do País. Porém, os de renda média e alta poderiam pagar pelo curso depois de formados. Durante a faculdade, eles acessariam algum tipo de crédito, como o Fies.
Essa proposta se baseia no fato que 65% dos estudantes das instituições de ensino superior federais estão na faixa dos 40% mais ricos da população. Como, após formadas, essas pessoas tendem a ter um aumento de renda, a suspeita dos técnicos é que a gratuidade “pode estar perpetuando a desigualdade no País.”
O Brasil tem aproximadamente 2 milhões de estudantes nas universidades e institutos federais, ao passo que nas universidades privadas são 8 milhões de estudantes. Porém, o custo médio de um aluno numa faculdade privada é de R$ 14.000,00 por ano. Nas universidades federais, esse custo salta para R$ 41.000,00 e nos institutos federais o valor é ainda maior: R$ 74.000,00 ao ano.
Esse gasto, diz o estudo, é “muito superior” ao de países como a Espanha e a Itália, por exemplo. No entanto, o valor agregado em termos de conhecimento dos estudantes não é muito diferente do das
faculdades privadas. Esse critério considera o que o aluno aprendeu em comparação ao que se esperava que ele tivesse aprendido. Os gastos do governo com ensino superior são equivalentes a 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) e crescem, em termos reais, 7% ao ano, acima da média mundial. “As despesas com ensino superior são, ao mesmo tempo, ineficientes e regressivas”, diz o relatório. Uma reforma poderia economizar aproximadamente R$ 13 bilhões ao ano nas universidades e institutos federais. No nível estadual, a economia poderia ser de R$ 3 bilhões. + Entre graduados, brancos ganham quase 30% a mais que negros Além da cobrança de mensalidades, o estudo sugere que os gastos por aluno tenham como limite o valor gasto pelas instituições mais eficientes. As menos eficientes teriam, assim, de ajustar suas despesas à nova realidade. Se as escolas do ensino fundamental e médio atingissem o nível das melhores do sistema, o desempenho na prova do Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico (Ideb) subiria 40% para o nível fundamental e 18% no médio. No entanto, aponta o relatório, o Brasil gasta perto de R$ 56 bilhões a mais do que seria necessário para ter o atual desempenho. + Dona do Ibmec vai lançar faculdade popular com ensino à distância A principal proposta para enxugar gastos nessas esferas é aumentar a quantidade de alunos por professor. O estudo diz que a quantidade de estudantes está caindo devido à redução das taxas de natalidade, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A proposta é não repor os professores que deixam o sistema. Só com isso, a economia seria de R$ 22 bilhões. Saúde. Enquanto no ensino fundamental a nova realidade do crescimento demográfico está esvaziando salas, nos postos de saúde a tendência é contrária: a demanda por atendimento aumenta devido ao envelhecimento da população. Também nesse caso, o estudo sugere soluções para ajudar a reduzir os gastos que, segundo o banco, não trariam prejuízo ao atendimento. Se todo o sistema atingisse o nível das unidades mais eficientes, poderiam ser economizados R$ 22 bilhões. Entre as propostas, está o fechamento de hospitais de pequeno porte, que custam proporcionalmente mais do que os grandes, se for considerado o valor por atendimento prestado. O relatório sugere também o fortalecimento do atendimento primário que filtraria os casos mais complexos para enviar aos hospitais. E que o atendimento dos casos mais simples possa ser feito por profissionais de saúde não médicos, deixando-os liberados para os casos mais complexos. O governo poderia ter ganhos também, com acréscimo na arrecadação tributária, da ordem de 0,3% do PIB, se fosse eliminada a dedução no Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). Segundo o relatório, esse mecanismo beneficia os mais ricos de maneira “desproporcional” e “constitui um subsídio para as despesas de saúde privada.”

fonte: http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,p...ndial,70002091613


Responder com Citação   




ardoss em 22 Nov 2017 - 5:43       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 1023 | Craíbas - AL
  
 

Jamais pensei que chegaria a mensagem de número 1000 comentado algo tão inacreditável quanto isso. O Golpe tá saindo muito mais caro que o imaginado.

Responder com Citação   

Ademir em 22 Nov 2017 - 9:23       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 3926 | Paranavaí - PR
  
 

ardoss, Será que reduziriam os impostos na mesma proporção que deixaria de ser gasto com o Ensino Superior?

Responder com Citação   

CRISPIM em 22 Nov 2017 - 9:54       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 7501 | Itajaí - SC
  
 

Nestes cursos superior das Universidades federais tem muitas injustiças mesmo.
Filhos de ricos não pagam nada e atualmente são uns 40% dos alunos e outros 60% são de classe média e inferiores da sociedade.
Estes dados vi na internet, apesar que o relatório acima também se aproxima da espantosa de alunos com poder aquisitivo, estudando de graça.

Fomentar a bolsa de estudos para quem não tiver condições financeiras, para os alunos de menor poder aquisitivo. Fazer uma triagem.


Abs.



Sorriso amarelo


Responder com Citação   

Ademir em 22 Nov 2017 - 10:49       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 3926 | Paranavaí - PR
  
 

CRISPIM, Se de fato acontecesse dessa forma eu não seria contra!

Além disso, que o dinheiro arrecadado pela Instituição de Ensino ficasse na Instituição para investimento em infra-estrutura e outras necessidades.


Responder com Citação   

waltersandes em 22 Nov 2017 - 11:41       
anos | Fev 2006 | Mensagens: 1674 | São Paulo - SP
  
 

ardoss escreveu
Jamais pensei que chegaria a mensagem de número 1000 comentado algo tão inacreditável quanto isso. O Golpe tá saindo muito mais caro que o imaginado.


O Golpe??? Que Golpe??? Onde teve Golpe??? Não ouvi falar nada disso. Onde teve esse Golpe???

As maiores Universidades de ensino do mundo, estão em que países??? No Brasil??? São de graça???
Basta pensar que Ensino bom e de ALTA qualidade, não é de graça.
Além disso, como disse o CRISPIM, só rico entra nas Universidades Públicas do país, para o papai do filhinho(a) não ter que pagar nada por isso.

Quem vai mudar isso??? Se são os políticos que querem que seus filhos estudem de graça nos cursos Superiores.

O Brasil nunca vai ser um exemplo de país com Ensino de Qualidade. Porque aqui ensino não é prioridade. É vaidade mesmo, só para dizer que se estudou em Universidade Pública.

Abs,
Walter - thumbright


Responder com Citação   

CRISPIM em 22 Nov 2017 - 14:36       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 7501 | Itajaí - SC
  
 

ardoss escreveu
Jamais pensei que chegaria a mensagem de número 1000 comentado algo tão inacreditável quanto isso. O Golpe tá saindo muito mais caro que o imaginado.



Se tiver reforma das universidades públicas, melhor. Então você prefere que pagamos os estudos dos ricos?

O Brasil é um País capitalista.

Abs.

Sorriso amarelo


Responder com Citação   

jeison em 22 Nov 2017 - 22:34       
anos | Nov 2004 | Mensagens: 270 | Criciuma - SC
  
 

Faz tempo que tenho a opinião de fechar ou vender as universidades publicas.

Dinheiro gasto com elas pode bancar muitas bolsas de estudo nas universidades particulares, atendendo muito mais alunos do que as publicas atendem hoje.


Responder com Citação   

Larry.Tate em 22 Nov 2017 - 22:44       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2393 | São Paulo - SP
  
 

ardoss escreveu
Jamais pensei que chegaria a mensagem de número 1000 comentado algo tão inacreditável quanto isso. O Golpe tá saindo muito mais caro que o imaginado.


Golpe em quem?

Talvez ai nas alagoas as coisas funcionem melhor do que aqui em São Paulo e o ensino superior tenha uma distribuição melhor entre todas as camadas sociais.

Como não conheço as alagoas só posso falar de São Paulo que conheço e onde moro.

Aqui no estado de São Paulo 5% do ICMS arrecadado vai para os cofres da USP.
5% brutos.

A grande maioria dos alunos da USP estudaram em escolas particulares onde as mensalidades giram em torno de 3, 4, 5 mil reais.
O típico aluno da USP vai para a escola motorizado, com carro zero que ganhou por ter entrado na USP. Há exceções.

Quem paga para a mensalidade de um filhinho de papai que estuda na USP é o porteiro do prédio, o motorista de ônibus, o peão de obra que consomem mercadoria e pagam o ICMS.

Se você acha que é correto o pobre pagar para o rico estudar o problema é seu, talvez vocês seja rico e quer que as coisas fiquem como estão.

Eu acho que a USP (que eu conheço) deveria ser paga.
Não confunda Universidade Pública com Universidade Gratuita.
Que se faça cotas para pobres, mas que os ricos paguem pelo ensino superior.


Responder com Citação   

mostazal em 23 Nov 2017 - 14:26       
anos | Mai 2008 | Mensagens: 2 | Porto Alegre - RS
  
 

Os dados analisados pelo estudo do Banco Mundial são de que ano? Pergunto porque o perfil dos estudantes universitários tem mudado significativamente na última década. Quando fiz graduação em universidade pública federal na década de 1990 realmente, o ambiente era elitizado e branco. No entanto, não percebo o mesmo perfil atualmente (sou estudante de pós-graduação na mesma instituição). Salta os olhos ver negros, trabalhadores, estudantes de escola pública alcançando o ensino superior numa quantidade muito maior do que vi em tempos anteriores. Se existem distorções, que elas sejam corrigidas, todos concordam. No entanto, retirar o estado do seu papel constitucional de prover a educação acredito ser um erro. A premissa de que o mercado poderia resolver por si só todas as distorções é ingênua.

Responder com Citação   

1, 2  Próximo






Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído






VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 
Cadastre-se!
Agora na TV revista eletronica
Seven - Os Sete Crim..
02:25 - 04:35
Camilo
03:00 - 04:00
The 100
03:27 - 04:17
Lanchonetes Clássica..
03:30 - 04:00
A História de Gabby ..
03:00 - 04:30
Mundosat
RGS
E shop Satelite

Compare no BuscapÉ



SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

App Android   Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Novelas |  Sinal Aberto |  Ao vivo |  Guia de TV
Colunas: Estreias |  Ubaldo |  FabioTV |  No Controle
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  NET Claro |  Oi |  On Demand |  Papo Aberto |  Política |  Promoções |  Satélite |  SKY |  Tech |  TV |  Vivo | 
Sobre o vcfaz.tv: Fale Conosco |  Parcerias |  Regras de Participação |  Ajuda | 
Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group