Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Papo Aberto   
Após reforma trabalhista, sindicatos demitem para sobreviver
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens 21 respostas e Visualizações 1235 visitas.
1, 2, 3  Próximo


Larry.Tate em 26 Nov 2017 - 15:43       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2392 | São Paulo - SP
  
 

Dieese estima que, até o ano que vem, pelo menos 100 mil trabalhadores diretos e indiretos ligados a atividades sindicais devem ser afetados

O fim da contribuição sindical obrigatória, extinta com a reforma trabalhista, forçou centrais e sindicatos a se adaptarem aos novos tempos de vacas mais magras. Eles têm demitido, vendido ativos e organizado planos de demissão voluntária (PDV) para se adequar a uma perda estimada em um terço da receita. Até 2018, 100 mil trabalhadores diretos e indiretos devem ser afetados, estima o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

A estrutura sindical reúne cerca de 300 mil trabalhadores em todo o País, segundo o Dieese. Desse total, 115 mil são funcionários diretos e o restante presta serviços às entidades. Os cortes devem ser diluídos no próximo mês e ao longo do ano que vem. Mas eles já começaram.



O Sindicato dos Comerciários de São Paulo, que tinha 600 empregados, organizou há dois meses um PDV, que teve adesão de 67 deles. Mas isso não evitou outras 35 demissões. “Se a perda é estimada em um terço da receita, cerca de 100 mil trabalhadores podem ser afetados até o fim de 2018. O sindicato vai ser obrigado a demitir e a transformar funcionários diretos em prestadores”, avalia Clemente Ganz Lúcio, diretor técnico do Dieese.


A estrutura sindical reúne cerca de 300 mil trabalhadores em todo o País Foto: Nilton Fukuda/Estadão

A própria instituição, mantida com recursos sindicais, espera um orçamento menor para 2018. Neste ano, é de R$ 45 milhões. Em 2018, no cenário mais otimista, será de R$ 30 milhões. O Dieese, que compila estatísticas de emprego e custo de vida, estuda que pesquisas conseguirá manter a partir de 2018.

Associados. Além da perda da contribuição sindical, as entidades já tinham de trabalhar com uma realidade mais dura. O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de São Paulo (Sintracon-SP), por exemplo, viu seu número de associados desabar com a perda de postos da construção na crise. A entidade tinha 230 funcionários no início do ano. Agora, são 158.

Uma das estratégias das entidades é “voltar para a rua”, para aumentar a receita com novas filiações, inclusive transferindo parte dos funcionários da sede para as equipes que vão até os locais de trabalho e têm contato direto com os trabalhadores. “O impacto é grande, mas a contribuição obrigatória tinha de acabar mesmo. Não era uma coisa justa e só servia para alimentar alguns sindicatos que faziam muito pouco. A contribuição precisa ser discutida”, diz Antonio de Sousa Ramalho, presidente do Sintracon-SP.

As principais centrais apoiam um projeto de lei que regulariza a contribuição negocial em substituição ao imposto sindical. Elas também sentem o fim do recurso obrigatório. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) organiza um PDV e a União Geral dos Trabalhadores (UGT) demitiu funcionários e vai para uma sede menor.

http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,a...viver,70002097236


Responder com Citação   




Larry.Tate em 26 Nov 2017 - 15:46       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2392 | São Paulo - SP
  
 

E ai moçada!!! Acabou a mamata, hein?

Agora o negócio é se desencostar o sindicado e cada um por si a procurar trabalho de verdade.


Responder com Citação   

Paulo.es em 26 Nov 2017 - 18:24       
anos | Dez 2006 | Mensagens: 1343 | Vitória - ES
  
 

Isso. Agora vai ficar muito mais fácil para os patrões faturarem em cima dos empregados. Vai sobrar até pra comprar candidatos e políticos. Tá tudo dominado.
Vamos comemorar!!
Alegre


Responder com Citação   

CRISPIM em 26 Nov 2017 - 19:13       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 7493 | Itajaí - SC
  
 

Acabou a mamata da CUT que explorava as contribuições compulsória dos Trabalhadores.
Conheci muitas pessoas que foram demitidas nas Fábricas devido a ganância dos Sindicatos filiados a CUT, durante as imposições das greves.

Uma boa reforma do Governo Temer em corrigir esta contribuição indevida e o Sindicato poderá obter recursos oferecendo algum benefício para quem for Sindicalizado.

Nunca obtive nenhum benefício do Sindicato, mesmo faturando milhões dos Trabalhadores. Este dinheiro é usado para financiar políticos, invasões de terras e outras contravenções.

Abs.


Responder com Citação   

Larry.Tate em 26 Nov 2017 - 21:08       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2392 | São Paulo - SP
  
 

Paulo.es escreveu
Isso. Agora vai ficar muito mais fácil para os patrões faturarem em cima dos empregados. Vai sobrar até pra comprar candidatos e políticos. Tá tudo dominado.
Vamos comemorar!!
Alegre


Mas o objetivo do patrão é lucrar com o empregado e quanto mais lucro o empregado der melhor para o patrão.
O empregado deve procurar o emprego que melhor lhe pague e que lhe traga mais benefícios possíveis.

O patrão precisa do empregado e o empregado precisa do patrão, a relação entre patrão e empregado no fim das contas fica equilibrada.

O patrão fica com os riscos da empresa e o empregado com o seu salário e benefícios.


Responder com Citação   

Ademir em 27 Nov 2017 - 9:10       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 3916 | Paranavaí - PR
  
 

O número de sindicatos irá diminuir com certeza.

O sindicatos que irão desaparecer são aqueles que tem pouca representatividade.

Terão que se juntar a outros sindicatos maiores!


Responder com Citação   

CRISPIM em 27 Nov 2017 - 14:20       Moderação
anos | Fev 2006 | Mensagens: 7493 | Itajaí - SC
  
 

Irá terá uma grande mudança nas estruturas sindicais com o fim da obrigatoriedade de contribuição forçada anual.
- Os dirigentes sindicais terão que oferecer alguma vantagem para os Trabalhadores continuarem sindicalizados e novos adeptos, porque até hoje eles só tem tirado dinheiro e forçando greves para as negociações; para aumentarem seus caixas.

Isso muda tudo.

Sorriso amarelo


Responder com Citação   

Ademir em 27 Nov 2017 - 14:45       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 3916 | Paranavaí - PR
  
 

CRISPIM, Vai mudar com certeza!

Talvez agora, com a contribuição espontânea, aqueles que resolverem pagar e contribuir com um sindicato tenham mais compromisso com ele, participando das reuniões, cobrando e fiscalizando os dirigentes.

O brasileiro é muito tranquilo, gosta sempre de repassar a responsabilidade para terceiros.


Responder com Citação   

ARAF61 em 27 Nov 2017 - 17:50       
anos | Jun 2011 | Mensagens: 388 | Teresina - PI
  
 

Fico observando o esforço dos coxinhas pra concordarem com tudo que os golpistas fazem.
Mesmo que seja a destruição de conquistas trabalhistas por séculos, prevalecer a negociação sobre a lei minguando os sindicatos.
Quanta insensatez e fanatismo.


Responder com Citação   

holygod 10 em 27 Nov 2017 - 19:35       
anos | Nov 2006 | Mensagens: 2393 | Contagem - MG
  
 

Hora de trabalhar né cambada, se eu trabalho 12hs por dia por que estes vermelhinhos não podem???

Responder com Citação   

1, 2, 3  Próximo






Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído






VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 
Cadastre-se!
Agora na TV revista eletronica
Bate-Bola Na Veia - ..
18:00 - 20:00
Rio Cigano
17:25 - 18:55
Conexão EI - Vivo
17:00 - 19:00
Prime Edition Week-E..
18:00 - 18:16
Defiance
17:40 - 18:30
Mundosat
RGS
E shop Satelite

Compare no BuscapÉ



SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

App Android   Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Novelas |  Sinal Aberto |  Ao vivo |  Guia de TV
Colunas: Estreias |  Ubaldo |  FabioTV |  No Controle
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  NET Claro |  Oi |  On Demand |  Papo Aberto |  Política |  Promoções |  Satélite |  SKY |  Tech |  TV |  Vivo | 
Sobre o vcfaz.tv: Fale Conosco |  Parcerias |  Regras de Participação |  Ajuda | 
Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group