Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Papo Aberto   
Professor de 40 horas em Alagoas recebe menos do que o de 20 horas no Maranhão
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens 8 respostas e Visualizações 803 visitas.


ardoss em 10/5/18, 11:50       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 1275 | Craíbas - AL
  
 

Deixo claro que o problema não é apenas de Alagoas. Mas é também de Alagoas, estado em que 80% dos alunos do ensino fundamental são considerados analfabetos funcionais, e que ainda acumula um dos piores IDEBs do país.

O governador Renan Filho encaminhou à Assembleia o aguardado projeto de reajuste dos servidores, de 2,95% – o IPCA de 2017 – para todas as categorias (inclusive os militares).

Ficam fora, apenas, os professores da rede estadual, que já tiveram o piso salarial reajustado em janeiro deste ano, passando a receber R$ 2.445,00 por 40 horas semanais.

É o que se paga em praticamente todo o país – São Paulo paga R$ 2.585,00 -, com exceção do Maranhão, como já mostramos aqui.

Na terra onde os Sarney mandaram por mais de 40 anos, a situação mudou, pelo menos nessa seara, radicalmente.

Desde o início deste ano, o piso salarial dos professores da rede pública do Maranhão, para 40 horas semanais, passou para R$ 5.750,00.

Mas não apenas isso: um professor em início de carreira, com 20 horas semanais recebe R$ 2.875,21.

(Também a polícia recebe mais por lá.)

Não dá para imaginar que os cofres públicos no Maranhão estejam abarrotados, regurgitando dinheiro.

Mas o governador Flávio Dino, que enfrenta problemas – inclusive com servidores -, demonstra que tem uma visão estratégica, futurista, humanista.

Priorizar a Educação, na prática, é coisa de gente grande.

Esta é a única área de atuação do Estado que muda, efetivamente, o perfil de um povo.

Aumentar salários de professores não é tudo e não deve ser um fim em si, mas é um ótimo começo para que o Maranhão dê um salto de qualidade na vida da sua população: é a grande chance para crianças e adolescentes não sucumbirem ao assédio do tráfico de drogas.

A fórmula é antiga, é verdade, mas deu certo em todos os lugares do mundo em que ela foi adotada.

Para fazê-lo, no entanto, é preciso muito mais do que dinheiro: necessita de coragem e de visão estratégica – só disponível para os verdadeiros líderes políticos, vanguardistas na essência.

(E isso está em falta no Brasil.)

fonte: http://blog.tnh1.com.br/ricardomota/2018/05/09/...oras-no-maranhao/


Responder com Citação   




masilmo em 10/5/18, 12:28       
anos | Fev 2006 | Mensagens: 198 | São Paulo - SP
  
 

ardoss escreveu
Deixo claro que o problema não é apenas de Alagoas. Mas é também de Alagoas, estado em que 80% dos alunos do ensino fundamental são considerados analfabetos funcionais, e que ainda acumula um dos piores IDEBs do país.

O governador Renan Filho encaminhou à Assembleia o aguardado projeto de reajuste dos servidores, de 2,95% – o IPCA de 2017 – para todas as categorias (inclusive os militares).

Ficam fora, apenas, os professores da rede estadual, que já tiveram o piso salarial reajustado em janeiro deste ano, passando a receber R$ 2.445,00 por 40 horas semanais.

É o que se paga em praticamente todo o país – São Paulo paga R$ 2.585,00 -, com exceção do Maranhão, como já mostramos aqui.

Na terra onde os Sarney mandaram por mais de 40 anos, a situação mudou, pelo menos nessa seara, radicalmente.

Desde o início deste ano, o piso salarial dos professores da rede pública do Maranhão, para 40 horas semanais, passou para R$ 5.750,00.

Mas não apenas isso: um professor em início de carreira, com 20 horas semanais recebe R$ 2.875,21.

(Também a polícia recebe mais por lá.)

Não dá para imaginar que os cofres públicos no Maranhão estejam abarrotados, regurgitando dinheiro.

Mas o governador Flávio Dino, que enfrenta problemas – inclusive com servidores -, demonstra que tem uma visão estratégica, futurista, humanista.

Priorizar a Educação, na prática, é coisa de gente grande.

Esta é a única área de atuação do Estado que muda, efetivamente, o perfil de um povo.

Aumentar salários de professores não é tudo e não deve ser um fim em si, mas é um ótimo começo para que o Maranhão dê um salto de qualidade na vida da sua população: é a grande chance para crianças e adolescentes não sucumbirem ao assédio do tráfico de drogas.

A fórmula é antiga, é verdade, mas deu certo em todos os lugares do mundo em que ela foi adotada.

Para fazê-lo, no entanto, é preciso muito mais do que dinheiro: necessita de coragem e de visão estratégica – só disponível para os verdadeiros líderes políticos, vanguardistas na essência.

(E isso está em falta no Brasil.)

fonte: http://blog.tnh1.com.br/ricardomota/2018/05/09/...oras-no-maranhao/


Lembrando que o governador do Maranhão é de esquerda. A direita que tanto fala e nada faz, nesse sentido, precisa aprender e muito.


Responder com Citação   

Markusguedes em 10/5/18, 15:02       
anos | Mai 2008 | Mensagens: 62 | Belo Horizonte - MG
  
 

Então o problema da educação no Brasil se resolve aumentado o salário de professor?
Então quer dizer que eles não ensinam adequadamente porque não recebem "bem"?
Então quer dizer que posso reclamar aumento de salário mesmo sem aumento de qualidade e produtividade?

Professores merecem sim ganhar mais, mas apenas se houver qualidade no seu ensino. Não se pode pagar mais para um professor medíocre. Será que há formas eficientes de avaliação? Será que o professor incompetente pode ser demitido antes de destruir o futuro dos jovens?


Responder com Citação   

ardoss em 11/5/18, 12:24       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 1275 | Craíbas - AL
  
 

Com esse aumento vai ser complicado passar num concurso lá, além claro de desincentivar as exonerações. Concurseiro "rabo de catenga" não passa mais não, tem que estudar muito. Quem ganha com isso é a população que terá servidor melhor capacitado. Até a rede privada vai sentir esse impacto.

Responder com Citação   

ardoss em 11/5/18, 12:25       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 1275 | Craíbas - AL
  
 

Markusguedes escreveu
Então o problema da educação no Brasil se resolve aumentado o salário de professor?
Então quer dizer que eles não ensinam adequadamente porque não recebem "bem"?
Então quer dizer que posso reclamar aumento de salário mesmo sem aumento de qualidade e produtividade?

Professores merecem sim ganhar mais, mas apenas se houver qualidade no seu ensino. Não se pode pagar mais para um professor medíocre. Será que há formas eficientes de avaliação? Será que o professor incompetente pode ser demitido antes de destruir o futuro dos jovens?


Afinal, você é contra ou a favor pagar um salário justo aos professores? Só faltou dizer que era contra.


Responder com Citação   

Ricardo em 11/5/18, 12:35       Administração
anos | Ago 2003 | Mensagens: 6654 | Pontes e Lacerda - MT
  
 

Citação
Então o problema da educação no Brasil se resolve aumentado o salário de professor?


Em parte sim... com salários melhores os professores podem reduzir cargas horárias, se dedicar a um único emprego e com isto a tendência é que a qualidade do trabalho oferecido também melhore.

Não dá pra exigir muito de um professor que muitas vezes chega a ficar mais de 40 horas em sala (diferente de outras profissões, a educação não termina quando bate o sinal). Daí se soma as horas atividades (preparação, correção, revisão, reforço, serviços administrativos e etc).

A propósito, Markusguedes, você é professor? Trabalha na educação?


Responder com Citação   

Markusguedes em 11/5/18, 12:40       
anos | Mai 2008 | Mensagens: 62 | Belo Horizonte - MG
  
 

ardoss escreveu
Markusguedes escreveu
Então o problema da educação no Brasil se resolve aumentado o salário de professor?
Então quer dizer que eles não ensinam adequadamente porque não recebem "bem"?
Então quer dizer que posso reclamar aumento de salário mesmo sem aumento de qualidade e produtividade?

Professores merecem sim ganhar mais, mas apenas se houver qualidade no seu ensino. Não se pode pagar mais para um professor medíocre. Será que há formas eficientes de avaliação? Será que o professor incompetente pode ser demitido antes de destruir o futuro dos jovens?


Afinal, você é contra ou a favor pagar um salário justo aos professores? Só faltou dizer que era contra.



A resposta logo acima.


Responder com Citação   

Markusguedes em 11/5/18, 12:53       
anos | Mai 2008 | Mensagens: 62 | Belo Horizonte - MG
  
 

Ricardo escreveu
Citação
Então o problema da educação no Brasil se resolve aumentado o salário de professor?


Em parte sim... com salários melhores os professores podem reduzir cargas horárias, se dedicar a um único emprego e com isto a tendência é que a qualidade do trabalho oferecido também melhore.

Não dá pra exigir muito de um professor que muitas vezes chega a ficar mais de 40 horas em sala (diferente de outras profissões, a educação não termina quando bate o sinal). Daí se soma as horas atividades (preparação, correção, revisão, reforço, serviços administrativos e etc).

A propósito, Markusguedes, você é professor? Trabalha na educação?



Não Ricardo, não sou professor. Para avaliação utilizo método de produtividade/Qualidade/Resultado. Sei que a educação não termina em sala de aula, sei que professor no Brasil não ganha um bom salário, mas antes de tudo, acredito que exista bons e maus profissionais. Aumentar salário na canetada sem antes fazer uma "limpa" para tirar os maus profissionais, não vai adiantar de nada. Apenas formação acadêmica não é indício de qualidade no trabalho, tem muito mais envolvido.

O maior problema é que não se cria dinheiro do nada, para aumentar salário do funcionalismo público, ou aumenta impostos ou aumenta a dívida do estado, se ele se arriscar não triando os profissionais da educação que irão ganhar estes salários vai acabar premiando a incompetência dos maus profissionais, colocando o futuro dos jovens em perigo, e não fazendo seu estado crescer economicamente no futuro, e portanto não conseguindo pagar este investimento.


Responder com Citação   

Larry.Tate em 11/5/18, 20:59       
anos | Out 2007 | Mensagens: 2928 | São Paulo - SP
  
 

Tem que ver também o que está sendo ensinado nessas escolas do Maranhão.
Aqui em São Paulo tem muito professor "ensinando" política para os seus alunos ao invés de português e matemática.

A iniciativa é boa, mas vindo de um governo de esquerda tenho minhas dúvidas quanto as reais intenções.


Responder com Citação   







Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído




VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 
Cadastre-se!
Agora na TV revista eletronica
Cães de Guerra
09:45 - 11:45
Modern Family
11:35 - 12:00
GloboNews Painel
11:05 - 12:00
Meu Primeiro Amor 2
10:09 - 11:49

 
Sinal aberto
Nick e Nick Jr
11/10 a 24/10
SKY Pré-pago
Nat Geo Kids
11/10 a 24/10
Vivo

RGS
E shop Satelite

SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

App Android   Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Novelas |  Sinal Aberto |  TV Ao vivo |  Guia de TV
Colunas: Estreias |  Ubaldo |  FabioTV |  Cinema
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  Filmes e Séries |  NET Claro |  Oi |  Papo Aberto |  Política |  Promoções |  Satélite |  SKY |  TV |  Vivo | 
Sobre o Vcfaz: Fale Conosco |  Parcerias |  Regras de Participação |  Ajuda | 

Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group