Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Forum
Papo Aberto   
Passagem de ônibus em SP é reajustada acima da inflação a partir de Janeiro
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens respostas e Visualizações visitas.
Anterior  1, 2, 3, 4  Próximo


Paulo.es, 30/12/18, 16:25       
anos | Dez 2006 | Mensagens: 2226 | Vitória - ES
     

Larry.Tate escreveu


Não é questão de PT, é questão da soma "Corrupção + Crise Econômica + Desemprego + Falta de Confiança + Incompetência"


Você não entendeu que a situação atual está bem pior do que naquela época. Eu citei os 20 centavos porque foi o propagado na época, mas hoje vemos o porque realmente começou aquilo.

Hoje a situação do país está muito pior em todas as áreas. Por isso, se naquela época havia motivo para manifestações, hoje tem muito mais.

Curiosamente, os movimentos que incitavam a população a ir às ruas estão todos com seus cargos garantidos. E olha que se diziam apolíticos.


Responder com Citação   




Rafa!, 30/12/18, 21:56       
anos | Mai 2006 | Mensagens: 3334 | São Paulo - SP
     

Também acho lamentável este aumento e ainda mais por ser acima da inflação. Além dos combustíveis, o que também está pesando é os pomposos subsídios que a prefeitura dá as empresas. Depois que a prefeitura resolveu dar passe livre para estudantes, aí os subsídios foram maiores. Por isso sou a favor da volta de propagandas em ônibus, aí aliviaria um pouco pra prefeitura e, talvez, não haveria este aumento absurdo.

Responder com Citação   

Ademir, 31/12/18, 6:57       
anos | Abr 2008 | Mensagens: 5226 | Paranavaí - PR
     

Citação
[email protected]é, Esse Covas está fazendo as mesmas bobagens do Doria, uma gestão para os ricos.



Os paulistanos devem ter aprovado o aumento, pois não vi nenhuma convocação de manifestação na mídia contra o aumento acima da inflação.


Deve ser todo mundo rico!

Que sejam felizes com as escolhas que fizeram!


Responder com Citação   

ardoss, 31/12/18, 11:42       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 1428 | Craíbas - AL
     

Paulo.es escreveu
Passagem de ônibus em SP é reajustada acima da inflação e sobe para R$ 4,30 em 7 de janeiro

Gestão Covas anunciou aumento do valor da tarifa básica e alegou que reajuste foi necessário para reduzir o desequilíbrio financeiro do sistema.

A Prefeitura de São Paulo anunciou na noite desta sexta-feira (28) que o valor da passagem de ônibus será reajustado para R$ 4,30 a partir do dia 7 de janeiro. Atualmente, o valor da tarifa básica é de R$ 4.

O aumento da tarifa na gestão Bruno Covas foi de 7,5%, índice maior do que a inflação que deve fechar 2018 em 3,69%, segundo projeção do Banco Central"

A Prefeitura argumentou que o aumento foi baseado na inflação acumulada dos últimos três anos, de acordo com o IPC-Fipe, de 13,06%. “Por dois anos, em 2016 e em 2017, a tarifa não sofreu qualquer reajuste, mantendo-se no valor de R$ 3,80, impactando significativamente o orçamento da Prefeitura. Em 2018, houve um aumento abaixo da inflação, elevando o valor para R$ 4,00. Agora, a Prefeitura realiza uma necessária adequação da receita para reduzir o desequilíbrio do sistema”, disse em nota.

Normalmente, a Prefeitura anuncia o aumento da passagem de ônibus em conjunto com o governo do estado o reajuste das tarifas dos trens do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). O governador Márcio França (PSB) ainda não se manifestou.

Com o Bilhete Único, o passageiro tem o direito de fazer três viagens de ônibus no intervalo de três horas na capital paulista. Diariamente, 9,5 milhões de passageiros utilizam os 14 mil ônibus que circulam pela cidade.

A tarifa integrada com os trens custa R$ 6,96 e não teve o novo valor divulgado.

Os passageiros que carregarem seus bilhetes até 23h59 do dia 6 de janeiro poderão viajar com o valor da tarifa antiga, enquanto o crédito do bilhete não terminar.

O Bilhete Mensal somente ônibus passa de R$ 194,30 para R$ 208,90. Já o Bilhete Diário, que é válido por 24 horas, sobe de R$ 15,30 passa para R$ 16,40.

A administração municipal decidiu manter a política de subsídio apenas para o passageiro. As gratuidades para idosos, estudantes e pessoas com deficiência serão mantidas.

Já o vale-transporte para as empresas deixará de ser subsidiado pelos impostos municipais pagos pela população. O valor a ser pago pelo empregador passará a ser de R$ 4,57. O fim do subsídio alcança apenas as empresas. Para o trabalhador, o desconto de 6% em folha, conforme define a Legislação Trabalhista, não sofrerá alteração. A mudança no vale-transporte deve entrar em vigor em 30 dias.

O valor do subídio que a Prefeitura gasta vem subindo ano a nao. Em 2013, as empresas de ônibus recebiam R$ 1,6 bilhão para arcar com as gratuidades. Em 2017, o valor foi de R$ 2,9 bilhões. O valor do subisídio de 2018 não foi informado. No entanto, a previsão de gastos para 2019 é de R$ 2,7 bilhões.

Novos Valores
Veja como ficam as novas tarifas de transporte público na cidade de São Paulo.

Tarifa dos ônibus municipais (SPTrans): de R$ 4,00 para R$ 4,30

Bilhete Diário comum (24 horas): de R$ 15,30 para R$ 16,40

Bilhete Mensal comum: de R$ 194,30 para R$ 208,90

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2018/12/29/passagem-de-onibu s-em-sp-e-reajustada-acima-da-inflacao-e-sobe-para-r-430-em-7-de-janei ro.ghtml


Cadê o camaleão (sumido - aliás depois do impeachment, ele sumiu), Crispim e sua turma para justificar esse aumento?
Cadê o movimento apartidário (MBL) criado para defender o direito da população?


Responder com Citação   

Rafa!, 31/12/18, 15:01       
anos | Mai 2006 | Mensagens: 3334 | São Paulo - SP
     

ardoss escreveu
Paulo.es escreveu
Passagem de ônibus em SP é reajustada acima da inflação e sobe para R$ 4,30 em 7 de janeiro

Gestão Covas anunciou aumento do valor da tarifa básica e alegou que reajuste foi necessário para reduzir o desequilíbrio financeiro do sistema.

A Prefeitura de São Paulo anunciou na noite desta sexta-feira (28) que o valor da passagem de ônibus será reajustado para R$ 4,30 a partir do dia 7 de janeiro. Atualmente, o valor da tarifa básica é de R$ 4.

O aumento da tarifa na gestão Bruno Covas foi de 7,5%, índice maior do que a inflação que deve fechar 2018 em 3,69%, segundo projeção do Banco Central"

A Prefeitura argumentou que o aumento foi baseado na inflação acumulada dos últimos três anos, de acordo com o IPC-Fipe, de 13,06%. “Por dois anos, em 2016 e em 2017, a tarifa não sofreu qualquer reajuste, mantendo-se no valor de R$ 3,80, impactando significativamente o orçamento da Prefeitura. Em 2018, houve um aumento abaixo da inflação, elevando o valor para R$ 4,00. Agora, a Prefeitura realiza uma necessária adequação da receita para reduzir o desequilíbrio do sistema”, disse em nota.

Normalmente, a Prefeitura anuncia o aumento da passagem de ônibus em conjunto com o governo do estado o reajuste das tarifas dos trens do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). O governador Márcio França (PSB) ainda não se manifestou.

Com o Bilhete Único, o passageiro tem o direito de fazer três viagens de ônibus no intervalo de três horas na capital paulista. Diariamente, 9,5 milhões de passageiros utilizam os 14 mil ônibus que circulam pela cidade.

A tarifa integrada com os trens custa R$ 6,96 e não teve o novo valor divulgado.

Os passageiros que carregarem seus bilhetes até 23h59 do dia 6 de janeiro poderão viajar com o valor da tarifa antiga, enquanto o crédito do bilhete não terminar.

O Bilhete Mensal somente ônibus passa de R$ 194,30 para R$ 208,90. Já o Bilhete Diário, que é válido por 24 horas, sobe de R$ 15,30 passa para R$ 16,40.

A administração municipal decidiu manter a política de subsídio apenas para o passageiro. As gratuidades para idosos, estudantes e pessoas com deficiência serão mantidas.

Já o vale-transporte para as empresas deixará de ser subsidiado pelos impostos municipais pagos pela população. O valor a ser pago pelo empregador passará a ser de R$ 4,57. O fim do subsídio alcança apenas as empresas. Para o trabalhador, o desconto de 6% em folha, conforme define a Legislação Trabalhista, não sofrerá alteração. A mudança no vale-transporte deve entrar em vigor em 30 dias.

O valor do subídio que a Prefeitura gasta vem subindo ano a nao. Em 2013, as empresas de ônibus recebiam R$ 1,6 bilhão para arcar com as gratuidades. Em 2017, o valor foi de R$ 2,9 bilhões. O valor do subisídio de 2018 não foi informado. No entanto, a previsão de gastos para 2019 é de R$ 2,7 bilhões.

Novos Valores
Veja como ficam as novas tarifas de transporte público na cidade de São Paulo.

Tarifa dos ônibus municipais (SPTrans): de R$ 4,00 para R$ 4,30

Bilhete Diário comum (24 horas): de R$ 15,30 para R$ 16,40

Bilhete Mensal comum: de R$ 194,30 para R$ 208,90

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2018/12/29/passagem-de-onibu s-em-sp-e-reajustada-acima-da-inflacao-e-sobe-para-r-430-em-7-de-janei ro.ghtml


Cadê o camaleão (sumido - aliás depois do impeachment, ele sumiu), Crispim e sua turma para justificar esse aumento?
Cadê o movimento apartidário (MBL) criado para defender o direito da população?

Nossa, como vcs são bobos, ridículos, e mais outros termos que não vou postar aqui. Então o senhor acha que não estamos revoltados? Deixa eu te contar... lembra que o Movimento Passe Livre(movimento de esquerda) exigia a gratuidade de tarifas para estudantes mais pobres? Pois é, o seu candidato que na epóca era prefeito(o Haddad) criou o passe livre para estudantes... aí lá vai a prefeitura dar mais subsídios para as empresas. Aliás, haja subsídios para tantos benefícios. Cobre do MPL(movimento passe livre). Por isso sou a favor de que empresas privadas ajudem a subsidiar o transporte público.


Responder com Citação   

Antenor, 31/12/18, 15:35       
anos | Jun 2012 | Mensagens: 2581 | São Paulo - SP
     

Rafa!,
Lembrando que são vários serviços subsidiados. Aquele que transporta ida e volta para consultas médicas e exames clínicos pacientes que não têm autonomia de locomoção, o transporte de alunos cadeirantes, etc.
E se se observar o mapa do transporte público da região metropololitana São Paulo, como a catraca é livre entre ônibus, trens e metrôs, a integração não fica cara. Onde mais no Brasil há tantas vantagens no transporte público?


Responder com Citação   

Rafa!, 31/12/18, 18:46       
anos | Mai 2006 | Mensagens: 3334 | São Paulo - SP
     

Antenor escreveu
Rafa!,
Lembrando que são vários serviços subsidiados. Aquele que transporta ida e volta para consultas médicas e exames clínicos pacientes que não têm autonomia de locomoção, o transporte de alunos cadeirantes, etc.
E se se observar o mapa do transporte público da região metropololitana São Paulo, como a catraca é livre entre ônibus, trens e metrôs, a integração não fica cara. Onde mais no Brasil há tantas vantagens no transporte público?

No meu ver, tinha que mudar este modelo de subsídio. A prefeitura praticamente paga sozinha as empresas. Por isso sou a favor de parceria público privada para o financiamento do transporte público. Os custos andam muito caro para a prefeitura dar dinheiro sozinha para as empresas de ônibus. É o que penso.


Responder com Citação   

Antenor, 1/1/19, 8:42       
anos | Jun 2012 | Mensagens: 2581 | São Paulo - SP
     

Rafa!,
Certo. Considerei sob a perspectiva do usuário que desembolsa, sendo que a grande maioria tem vale transporte.


Responder com Citação   

thelo, 1/1/19, 16:11       
anos | Dez 2004 | Mensagens: 231 | Cruz das Almas - BA
     

Enquanto isso em Brasília...

Logo depois de receber a faixa presidencial de Michel Temer, Jair Bolsonaro assinará o decreto que reajusta o salário mínimo de R$ 954,00 para R$ 998,00.

O ato será um dos primeiros a ser assinado por Bolsonaro após ser empossado presidente. O valor é inferior aos R$ 1006,00 aprovados pelo Congresso.


Responder com Citação   

Rafa!, 1/1/19, 22:54       
anos | Mai 2006 | Mensagens: 3334 | São Paulo - SP
     

thelo escreveu
Enquanto isso em Brasília...

Logo depois de receber a faixa presidencial de Michel Temer, Jair Bolsonaro assinará o decreto que reajusta o salário mínimo de R$ 954,00 para R$ 998,00.

O ato será um dos primeiros a ser assinado por Bolsonaro após ser empossado presidente. O valor é inferior aos R$ 1006,00 aprovados pelo Congresso.

Graças ao pib baixo, o salário teve que ser este. Lástima.


Responder com Citação   






Anterior  1, 2, 3, 4  Próximo




Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído




VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 
Cadastre-se!
Agora na TV revista eletronica
Anota Aí - Os 10 Mai..
14:00 - 14:30
Cidades e Soluções
14:05 - 14:30
Mike, Lu e Og
14:00 - 15:00
Matilda
14:11 - 15:58
O Outro Lado do Circ..
14:00 - 14:30

 
Sinal aberto
Todos os canais
1/01 a 31/01

RGS
E shop Satelite



SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Sinal Aberto |  TV Ao vivo |  FabioTV |  Guia de TV
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  NET Claro |  Oi |  Papo Aberto |  Política |  Promoções |  Satélite |  SKY |  TV |  Vivo | 
Sobre o Vcfaz: Fale Conosco |  Regras de Participação |  Ajuda |