Você está lendo um tópico
Novo Tópico Responder Mensagem 

Forum
Papo Aberto   
Câmara já concedeu 155 passaportes diplomáticos a deputados e seus familiares
As mensagens são de responsabilidade de seus autores.
Este tópico possui Mensagens respostas e Visualizações visitas.


Paulo.es, 9/3/19, 17:06       
anos | Dez 2006 | Mensagens: 2276 | Vitória - ES
     

Câmara já concedeu 155 passaportes diplomáticos a deputados e seus familiares

Metade dos passaportes da Câmara é para parentes

Câmara concede passaportes especiais aos parentes de deputados; prática é irregular

BRUNO GÓES E EDUARDO BRESCIANI – O GLOBO

Com pouco mais de um mês de trabalho, a Câmara, formada por um número inédito de deputados estreantes, eleitos com o discurso a favor de novas práticas na política, registra uma corrida por antigos privilégios. Nas últimas semanas, a Casa já concedeu, a pedido de parlamentares, 155 passaportes diplomáticos a deputados e seus familiares. Os documentos foram destinados a 78 representantes eleitos e, em uma violação das regras do governo, a 77 filhos e cônjuges dos congressistas.

Além de um decreto de 2006, uma portaria do Itamaraty de 2011 regula a emissão do documento. A regra diz que a concessão e a utilização do passaporte especial para parentes “estará vinculada à missão oficial do titular e, portanto, terá validade pelo prazo da missão”.

Se um deputado passar 15 dias em visita oficial a algum país, é esse o período de validade do passaporte de seus familiares. Na prática, porém, a regra é ignorada, com documentos expedidos por até quatro anos de validade. E nem todos os requerentes utilizam o passaporte para compromissos oficiais.

Os passaportes diplomáticos oferecem privilégios a quem viaja ao exterior, como a dispensa de filas e visto para alguns países e tratamento menos rigoroso de autoridades. Enquanto o cidadão comum precisa arcar com o custo da emissão do documento de R$ 257,25, o passaporte diplomático sai de graça para autoridades, seus filhos e cônjuges.

Incluindo na conta os passaportes que ainda possuem validade e foram emitidos em anos anteriores, são 917 documentos na mão de deputados, ex-parlamentares e seus filhos e cônjuges.

A segunda secretaria da Câmara é responsável por pedir ao Itamaraty os passaportes solicitados pelos parlamentares. De acordo com o segundo secretário Mário Heringuer (PDT-MG), o direito de deputados e parentes para obter o documento é irrestrito. Ele diz desconhecer a regra de que parentes precisam estar em missão oficial para utilizar o documento.

— Esta é uma notícia que você está me dando. O que eu sempre soube é que os parlamentares e os filhos sempre puderam usar para qualquer situação, inclusive férias. Eu tenho um filho, por exemplo, que usou. Eu cheguei na segunda secretaria há duas semanas, vou verificar direitinho isso aí — diz o parlamentar.

Em nota, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ao GLOBO que a emissão do passaporte diplomático “é um direito de todo parlamentar, assim como de seu cônjuge e filhos”. Ele acrescentou que “fazer essa solicitação ao Itamaraty é uma decisão administrativa da Câmara a fim de que todos os parlamentares disponham do documento adequado para quando precisarem viajar oficialmente”.

Desde 2014, Rodrigo Maia, além de ter o próprio passaporte, requereu o documento para os cinco filhos. Maia já viajou sete vezes ao exterior em missão oficial.

Neste ano, o ministro da CasaCivil, Onyx Lorenzoni, renovou o documento. Em 2014, pediu dois passaportes a dependentes, que ainda não tiveram a validade expirada. Desde 2014, Onyx só esteve em missão oficial no exterior apenas uma vez, em 2018. No fim de fevereiro daquele ano, acompanhou o então pré-candidato Jair Bolsonaro ao Japão.

O CAMPEÃO DE PEDIDOS

Ministro do Turismo e reeleito deputado federal, Marcelo Álvaro Antônio pediu, em 2015, o próprio passaporte e mais quatro documentos para dependentes. No site da Câmara, entretanto, não há registros de missões oficiais ao exterior feitas pelo parlamentar.

Segundo assessoria do ministro, “não houve nenhuma viagem ao exterior feita pelo então deputado federal ou qualquer familiar e as solicitações foram feitas pelo gabinete parlamentar com base na legislação vigente à época”.

Osmar Terra, ministro da Cidadania, teve o passaporte renovado em 2018. Em 2015, conseguiu um documento para a mulher.

Neste ano, o campeão em solicitação de passaportes diplomáticos é o deputado Celso Sabino (PSDB-PA): seis documentos. Em seguida, com cinco solicitações cada, estão Arthur Lira (PP-AL), Gelson Azevedo (PHS-Rj) e Odair Cunha (PT-MG). Nenhum deles registra missão oficial, segundo os dados da Câmara.

De acordo com a assessoria de Odair Cunha, a requisição e o uso dos passaportes seguiram a legislação. Sobre não haver registro de missão diplomática realizada pelo deputado, na legislatura anterior, afirma que isso se dá pelo fato de o parlamentar ter se licenciado do mandato para assumir a secretaria de Estado em Minas Gerais.

O GLOBO entrou em contato com as assessorias dos ministros Onyx Lorenzoni e Osmar Terra, mas não houve resposta. Os deputados Celso Sabino (PSDB-PA), Arthur Lira (PP-AL) e Gelson Azevedo (PHS-RJ) também foram procurados e não responderam.

ITAMARATY: RESTRIÇÃO EXISTE

Autora de um projeto para dispensar o pronome de tratamento “Vossa Excelência” para autoridades, a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) recebeu seu passaporte diplomático na semana passada. E contou que já solicitou um passaporte diplomático também para seu filho.

— Não é algo que vai trazer benesse para eu viajar pelo mundo. É algo que faz parte da função do cargo de deputada, porque uma das funções é fazer relações exteriores. Esse passaporte nada mais é que um documento que ajuda a facilitar o visto em alguns países. Eu não tenho visto para os Estados Unidos, por exemplo. Já fui convidada e não pude ir — justifica Zambelli, que defende a concessão de passaporte para o filho:

— Vejo meu filho muito pouco. No mês passado só o vi dois dias. Em algumas viagens eu vou levá-lo, onde der para conciliar a agenda — disse.

Questionado sobre a validade da portaria, de 2011, que restringe a concessão do documento para familiares de parlamentares, o Itamaraty confirmou que a regra continua valendo.

http://www.pps.org.br/2019/03/09/camara-ja-concedeu-155-passaportes-di plomaticos-a-deputados-e-seus-familiares/


Responder com Citação   




Paulo.es, 9/3/19, 17:11       
anos | Dez 2006 | Mensagens: 2276 | Vitória - ES
     

O povo (menos eu) acreditou que estaria vindo a nova política, pra acabar com os privilégios e a corrupção.

Mas os iludidos continuam acreditando e aplaudindo.


Responder com Citação   

leco, 9/3/19, 19:54       
anos | Abr 2006 | Mensagens: 2106 | Curitibanos - SC
     

O mal já é institucional, aliás foi um herança verde oliva. Todos os super salários, as mordomias e e desbunde dos poderes , das forças armadas e todos os escalões administrativos da federação tiveram seu gênese na ditadura. Essa cultura do se dar bem é cultural e enraizada. Mas a ladainha é eterna , o PT é o mentor dessa bandalheira.

Responder com Citação   










Enviar Mensagens Novas: Proibído
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído
Excluir Mensagens: Proibído
Votar em Enquetes: Proibído




VCVIP
Usuário:  
Senha:  
Lembrar 

Cadastre-se!
Agora na TV revista eletronica
Deportes En Reportes
13:30 - 14:00
ESPN AGORA
13:30 - 14:00
Powerplay! This Week..
13:00 - 15:00
Um Amor de Família
13:53 - 14:18
Seleção SporTV - Viv..
12:45 - 15:45

 
Sinal aberto
Comedy Central
18/03 a 26/03
SKY Pré-pago
TNT Series
22/03 a 31/03
Vivo

RGS
E shop Satelite

SIGA-NOS

Facebook   Twitter   Youtube

VCFAZ.TV NO CELULAR

Telegram

FALE CONOSCO

E-mail    Fórum Ajuda

ACESSO RÁPIDO

Na Televisão: Últimas Notícias |  Sinal Aberto |  TV Ao vivo |  FabioTV |  Guia de TV
Fóruns de Debate: Equipamentos |  Esportes |  Feeds |  NET Claro |  Oi |  Papo Aberto |  Promoções |  Satélite |  SKY |  TV |  Vivo | 
Sobre o Vcfaz: Fale Conosco |  Regras de Participação |  Ajuda |