A Rede Globo enviou na tarde desta quinta-feira, dia 26 de junho, um comunicado à imprensa relatando a demissão de um de seus funcionários e possível ação de concorrência desleal contra a Rede Record.

No comunicado, a Rede Globo informou que um de seus funcionários estava utilizando seu e-mail corporativo para transmitir informações sigilosas a pessoas ligadas à Rede Record de Televisão.

Em resposta ao comunicado, a Rede Record, informou que até o momento não foi notificada e desconhece o teor do documento. Da mesma forma, a emissora paulista diz não poder ser responsabilizada por uma "suposta" atitude de um funcionário da emissora carioca.

Comunicado da Rede Globo

"A TV Globo enviou hoje notificação para a TV Record sobre uma possível ação de concorrência desleal.

Um funcionário da TV Globo foi desligado hoje da empresa por ter divulgado, através de seu e-mail corporativo, informações sigilosas desta emissora.

Diversas informações confidenciais, tanto de natureza comercial quanto estratégica, tais como a lista de fornecedores, foram repassadas para um funcionário da TV Record.

Como o uso de segredos comerciais e estratégicos pode causar grandes prejuízos a qualquer empresa, a TV Globo informou à TV Record de que tomou conhecimento do fato, que pode configurar inclusive um ilícito criminal, e de que está estudando as medidas legais cabíveis."

Comunicado da Rede Record

"Em resposta ao comunicado enviado pela TV Globo à Imprensa, é importante esclarecer que:

1. Até o presente momento a RECORD não foi notificada e desconhece o teor do documento;
2. A RECORD não pode ser responsabilizada pela "suposta" atitude de um funcionário da TV Globo, que por sua conta e risco, teria enviado um e-mail para um "suposto" profissional desta emissora;
3. Ao expor uma situação de caráter interno e criar uma "novela" sobre a queda do funcionário, a TV Globo adotou uma atitude precipitada e sem fundamento envolvendo indevidamente o nome da RECORD;
4. O comunicado enviado à Imprensa evidencia que a TV Globo passou um "recibo oficial" sobre a sua preocupação com o crescimento da RECORD."