Em resposta à nota divulgada pela Rede Record na tarde desta sexta-feira, dia 5, (leia aqui), onde a emissora questiona a imparcialidade do International Emmy Awards, a Rede Globo soltou comunicado à imprensa no início da noite, onde dá sua versão sobre o caso. Confira a íntegra:

"A TV Globo tem muita honra de ter sido, em 1969, uma das empresas fundadoras da Academia Internacional de Televisão, Artes e Ciências – IATAS, organizadora do prêmio de maior reconhecimento do mercado audiovisual, o Emmy Awards.

Há três anos a TV Globo é também uma das patrocinadoras do evento anual da premiação (Festa de Gala) e gostaria de fazer dois esclarecimentos:

– Pelo regulamento do prêmio, uma emissora de televisão ou seus representantes jamais podem votar nas categorias em que estejam concorrendo. A Academia não participa do julgamento. Quem avalia os programas inscritos são cerca de 600 profissionais de televisão, de 40 países. Todo o processo é auditado pela Ernst&Young.

– No período em que é patrocinadora do evento de gala, a TV Globo não ganhou nenhum prêmio. Em 1981, ganhamos um Emmy com o musical “Vinicius para Crianças”, na categoria Performing Arts. Em 1982, o caso especial “Morte e Vida Severina” levou o Emmy de Popular Arts. Finalmente, em 1983, Dr. Roberto Marinho recebeu um Emmy pois foi homenageado como Personalidade do Ano.

A TV Globo gostaria de reafirmar sua total confiança na independência e isenção da Academia e comunicar que continuaremos competindo duramente, todo ano, com as melhores emissoras do mundo em busca do reconhecimento da qualidade de nossa produção".