Em homenagem ao centenário de Nelson Rodrigues, o Viva reexibe a minissérie "Engraçadinha". A segunda reprise da minissérie no canal acontece partir do dia 23 de agosto, às 23h15. Adaptação de Leopoldo Serran, a história é baseada em "Asfalto Selvagem: Engraçadinha, Seus Amores e Seus Pecados". O folhetim foi o primeiro assinado pelo escritor com seu nome verdadeiro no jornal "Última Hora", entre agosto de 1959 e fevereiro de 1960. A minissérie é marcada pelo estilo polêmico, erótico e realista dos textos de Nelson Rodrigues e ainda apresenta a atriz Alessandra Negrini em seu primeiro papel na TV.


Alessandra Negrini e Paulo Betti em "Engraçadinha"
Divulgação/Rede Globo

A produção é dividida em duas fases. O começo é em 1940, na conservadora Vitória, Espírito Santo. A família é tradicional, onde o patriarca é o moralista deputado Dr. Arnaldo (Cláudio Correa e Castro), homem acima do bem e do mal, justo, com um promissor futuro político. Engraçadinha (Alessandra Negrini, na primeira fase) já tem 18 anos, embora, como Rodrigues afirma no romance, desde os 13 já seja uma mulher de fato. Ela é noiva de Zózimo (Pedro Paulo Rangel), rapaz correto e apaixonadíssimo. Sílvio (Ângelo Antônio) começa a história como sobrinho de Arnaldo e noivo de Letícia (Maria Luísa Mendonça), a melhor amiga de Engraçadinha. Um perigoso triângulo amoroso, que entra em conflito quando o Dr. Arnaldo descobre a relação e, desesperado, revela que Sílvio é também seu filho. Como se não bastasse, Letícia assume a sua paixão por Engraçadinha, e tudo se encaminha para uma tragédia: Sílvio se mata ao descobrir que dormiu com sua irmã. Mesmo após a morte de Sílvio, Engraçadinha vê-se obrigada a sair do Espírito Santo e fugir para o Rio de Janeiro.

A segunda fase se passa no Rio de Janeiro e tem Cláudia Raia como personagem principal. Dezessete anos depois, Engraçadinha (Cláudia Raia, na segunda fase) é uma mulher recalcada pela vida. Agora, protestante, está casada com o antigo noivo Zózimo e cuidando de seus filhos com o rigor da religião. Apesar de muito simples, sua vida seria normal se não carregasse o arrependimento do passado e se sua filha Silene (Mylla Christie) não fosse tão exuberante e simpática como ela era na sua juventude.

A minissérie foi exibida originalmente pela Rede Globo em 1995 e foi dirigida por Carlos Gerbase, João Henrique Jardim e Denise Saraceni. O elenco ainda conta com nomes como Nicette Bruno, Zilka Salaberry, Arlete Sales, Alexandre Borges, Hugo Carvana, Paulo Betti, entre outros. "Engraçadinha: Seus Amores e Seus Pecados" reestreia dia 23 de agosto, às 23h15 com exibições de segunda à sexta-feira.