No ar no VIVA desde maio, a novela “Que Rei Sou Eu?” é um clássico da dramaturgia brasileira. Por isso, o “Reviva” dedica uma edição especial ao folhetim e exibe detalhes da atração em entrevistas com o elenco. O programa conta ainda com depoimentos do pesquisador de teledramaturgia, Nilson Xavier, e dos diretores Mário Márcio Bandarra e Jorge Fernando. O “Reviva” vai ao ar na segunda-feira, dia 23, às 21h15.

O diretor Mário Bandarra confessa a sensação que tinha quando dirigia as atrizes Cláudia Abreu e Giulia Gam, responsáveis pelas personagens Juliette e Aline, respectivamente: “Eu estava fazendo uma cena entre a Cláudia Abreu e a Giulia Gam e elas eram novas, eu também era novo. Eu falei assim: gente, eu tenho a sensação que eu estou trabalhando aqui com duas que vão ser umas das maiores atrizes da televisão brasileira. E realmente elas fizeram sucessos, trabalhos incríveis”.

Os atores Edson Celulari e Tato Gabus Mendes revelam curiosidades sobre o dia a dia das gravações e contam como era trabalhar ao lado de tantos talentos. Celulari, que dá vida ao rebelde Jean Pierre, comenta: “Éramos um grupo muito feliz, todo mundo empenhado para que aquilo desse certo e deu certo”. Já Tato Gabus Mendes lembra a história da novela e as pessoas que contribuíram para toda a produção. “Me emociona, quase inacreditável aquele camarim, aquele elenco, aquele ministério, meu Deus do céu, com aqueles mestres todos”, conta Tato.

Stênio Garcia, que está no VIVA em “Que Rei Sou Eu?” e em “Carga Pesada”, também é um dos entrevistados do programa. Com a interpretação de Corcoran, o bobo da corte, o ator diz que teve o privilégio de contracenar com Tereza Rachel, a Rainha Valentine . “As cenas com a Tereza Rachel são inesquecíveis. Tereza Rachel num grande momento de trabalho dela”, elogia Stênio. A atriz também comenta o papel de destaque de sua carreira e conta como construiu os trejeitos e a forma de falar da Rainha de Avilan.