Há oito décadas, o jornalista e escritor português, Raul Brandão, se aventurou em uma expedição pelas ilhas que rodeavam seu país. Com mais coragem do que recursos financeiros, partiu em busca daquilo que estava escondido nesses paraísos a fim de dividi-lo com seus compatriotas em seu livro As Ilhas Desconhecidas, lançado em 1926.

Mais de 80 anos depois da aventura original, o Eurochannel apresenta no dia 13 de agosto, segunda-feira, às 20h, o documentário homônimo ao livro e mostra o que mudou e o que permanece igual nos Arquipélagos dos Açores e da Madeira, alguns dos paraísos naturais mais conservados na Terra.

A aventura moderna de As Ilhas Desconhecidas é liderada pelo cineasta português Vicente Jorge Silva que decidiu seguir os passos de Brandão e descobriu, no meio do Atlântico, terras de vulcões perpétuos, florestas profundas e escuras, lagoas azuis e baleeiros corajosos.

O primeiro episódio segue a mesma rota que Brandão seguiu em 1924, quando partiu para as ilhas em um navio a vapor. Munido de um espírito corajoso e colecionador de detalhes excepcionais, o português escreveu um dos grandes clássicos de viagem da literatura de seu país.