O Brasil comemora, em 7 de setembro, a proclamação da independência. Para não deixar a data passar em branco, a PlayTV, entre os dias 3 e 9 de setembro, coloca o tema em destaque no decorrer da sua programação semanal.

Além dos programas habituais da grade, o canal abriu uma faixa especial de 1h de duração para exibir nove documentários sobre música independente brasileira. Organizados como Documentários do Udigrudi (Udigrudi é o programa da casa especializado em clipes independentes) a faixa especial exibirá 1 ou 2 documentários por dia, todos inéditos na TV brasileira. As estreias acontecem às 21 horas, com reprises no dia seguinte da exibição, às 5h30 e 15h30.

Já na segunda-feira, dia 3, será exibido “Três ou quatro riffs”, de 2007, sobre o que a cena musical independente: como funciona e o que as bandas pensam. Com Ludovic, Forgotten Boys, Vanguart, Matanza, Kid Vinil, entre outros, o documentário mostra como as bandas conseguem sobreviver nesse meio.

Na terça-feira, dia 4, é a vez do cult “Francis em Formol”, produzido por Sérgio Dantas, conta a história das bandas pernambucanas “Conservados em Formol” e “Paulo Francis Vai Pro Céu”, que agitavam a cena pré mangue beat. No mesmo dia, será exibido também o documentário “Solaris Discos – 10 Anos de Independência”, dando uma geral nas bandas do selo paraibano Solaris. Bandas obscuras como Movement, Chronic Missing, Florbela Espanca, Snooze, Mellotrons, Automatics, Montgomery têm a chance de mostrar seu som e falar de suas carreiras.

Os festivais também serão representados na série de documentários. A edição de 2011 do Festival Goiânia Noise Festival e o filme “RecBeat, Ritual”, mais musical, e também sobre a edição de 2011 do festival pernambucano, mostram os bastidores e trechos de shows de dois dos maiores festivais brasileiros. Os dois documentários serão exibidos na quarta-feira, dia 5.

Na quinta, dia 6, o especial apresenta “Verbase – acreditando na canção”, que traz a história da banda mineira Verbase. Com depoimentos de Tico Santa Cruz (Detonautas), Gabriel Thomaz (Autoramas), Rafael Ramos (Deck Discos), entre outros, “Acreditando na Canção” poderia ser a história de 9 entre 10 bandas do underground brasileiro. Seu subtítulo explica tudo: “Porque algumas bandas insistem em fazer disco legais que ninguém vai ouvir?

Música de trabalho, de 2003, dirigido por Daniel Dias e lançado somente em VHS, é o representante do dia 7 de setembro, data da comemoração da independência. No filme, a cena brasileira musical do começo dos anos 2000 é contada por depoimentos de Lobão, Fábio Massari, Lúcio Ribeiro e outros artistas que ralavam na cena musical alternativa do começo dos anos 2000. Com 1h30 de duração, “Música de Trabalho” começará mais cedo: 20h30.

Para o fim de semana, a série traz “Cassim & Barbária – Na Estrada, no Estúdio”, no sábado, dia 8, e “Labirinto 2011 tour”, no domingo, dia 9. Nos dois documentários, o relato das turnês norte americanas das bandas Cassim e Barbária, em 2009, e da banda paulistana Labirinto, se aventurando pelos Estados Unidos em 2011.