O Universal Channel exibe no dia 4 de setembro, terça-feira, às 23h, o 21º e último episódio inédito da terceira temporada de The Good Wife, que conta com nova participação de Michael J. Fox (De Volta Para o Futuro) e Martha Plimpton (Atração Irresistível).

Em "Time dos Sonhos" ("The Dream Team"), sem esperar, a Lockhart/Gardner ganha um processo contra um fabricante de remédio para acne que tornou um consumidor estéril. Assim, ele receberá uma indenização maior do que a prevista anteriormente e Diane (Christine Baranski) e Alicia (Julianna Margulies) comemoram. Porém, o advogado rival – novamente Louis Canning (Michael J. Fox) – diz que vai recorrer para tentar reverter a decisão do juiz.

Mais tarde, Canning vai ao escritório para renegociar o valor da indenização, mas – como Diane não aceita – o rival pede apoio à sua própria advogada, Patti Nyholm (Martha Plimpton). Assim, eles unem forças para processar a Lockhart/Gardner em 50 milhões de dólares por fraude e acusação maliciosa.

A situação parece bastante delicada e Diane (Christine Baranski) avalia que o melhor é desistir de processar as empresas farmacêuticas em troca de Canning e Patti cancelarem o processo contra eles. A dupla, porém, não aceita, pois diz que seus clientes não querem mais ser processados pelo escritório e, sim, destruí-lo.

Enquanto isso, Eli (Alan Cumming) procura por Jackie (Mary Beth Peil), mãe de Peter (Chris Noth), para exigir que ela se desculpe com Alicia, pois precisa do apoio da esposa de seu candidato na campanha. E Alicia encontra, em meio aos pagamentos feitos por empregadores de Kalinda (Archie Panjabi), um cheque não descontado de um valor considerável que pode colocá-las em perigo depois que a advogada decide telefonar para o número indicado no papel.