As gravações para a segunda temporada do programa “Sem Asas” já estão em produção. O multiesportista brasileiro Luigi Cani, dono do recorde mundial de velocidade em queda livre com 552km/h, está nos Alpes Suiços com o cinegrafista alemão Sylvestre Campe, desafiando as leis da gravidade ao concluir o maior basejumping de wingsuit do mundo, no Monte Eiger. A previsão de estreia da segunda temporada de “Sem Asas” é em 2013, no OFF.

Com 3.970 metros de altitude, o Monte Eiger, localizado na região alpina de Berna, na Suiça, é temido e admirado por montanhistas de todo o mundo, muitos nunca voltaram. Para esse salto, foram usadas oito câmeras e dois helicópteros.

Para esse salto tive que ficar em um ponto muito exposto, perigoso e estreito. Se escorregar pra direita morre, se escorregar pra esquerda morre. É preciso chegar na pontinha da pedra de cascalho escorregadio e se projetar pra frente com simetria. O wingsuit ainda limita os passos e movimentos, dificultando a locomoção e o equilíbrio”, declara Luigi Cani sobre a preparação no pico do Monte Eiger.

Ainda para a segunda temporada de “Sem Asas”, Luigi Cani planeja saltos inéditos e exclusivos para o OFF no Rio de Janeiro e em São Paulo. O curitibano Luigi Cani é produtor, dublê, paraquedista, um verdadeiro multiesportista. Ao longo da carreira o atleta já realizou mais de 11 mil saltos e quebrou vários recordes mundiais, individuais e coletivos. Em “Sem Asas”, é possível acompanhar suas experiências com o wingsuit (roupa especial que une braços e pernas através de uma membrana de tecido para ganhar projeção horizontal durante a queda livre) e o basejump, onde um paraquedas amortece a queda.