Em homenagem ao festival de cinema internacional do Rio de Janeiro, que reúne realizadores e atores do mundo inteiro na cidade entre 27 de setembro e 11 de outubro, o Telecine Cult exibe o Especial Festival do Rio, com sete filmes de diversas nacionalidades que se destacaram nas últimas edições do evento. De 1º a 7 de outubro, sempre às 22h, o canal exibe um longa por dia.

Aura, dirigido pelo argentino Fabián Bielinsky, abre o especial no dia 1º. O suspense conta a história de Esteban Espinosa (Ricardo Darín), um tímido taxidermista epilético com um sonho de planejar o crime perfeito. Em uma saída para caçar no bosque, ele acidentalmente mata um bandido e descobre um esquema milionário de assalto a um carro-forte. Agora, ele vai levar o plano adiante para realizar seu maior sonho.

Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes, Ventos Da Liberdade, do cineasta britânico Ken Loach, vai ao ar no dia 2. Na Irlanda de 1920, durante a luta pela independência do país, Damien (Cillian Murphy), um jovem estudante de medicina, abandona tudo para juntar-se ao irmão Teddy (Padraic Delaney), que já aderiu à luta armada. Quando tudo parece dar certo, uma negociação divide os combatentes irlandeses, inclusive os dois irmãos.

No dia 3 é a vez de Caramelo, comédia de Nadine Labaki, cineasta e atriz libanesa que, além de dirigir, atua nessa produção. Vencedor de três prêmios no Festival De San Sebastián, o filme se passa em Beirute, num salão de beleza onde cinco mulheres dividem suas dores e desejos. Layale ama um homem casado, Rima é homossexual, Nisrine é solteira e teme por ter perdido a virgindade, Jamale não quer envelhecer e Rose tem que cuidar da irmã mais velha. Seus temas prediletos são amor, sexo e homens.

O Visitante, do americano Thomas McCarthy, será exibido no dia 4. O drama conta a história de Walter Vale (Richard Jenkins), um professor universitário solitário, que finge ser co-autor de livros que sequer lê. Enviado a Nova York para participar de uma palestra, ele descobre que um casal de imigrantes ilegais está vivendo em seu imóvel. Essa desconfortável convivência poderá transformar sua vida.

Cinco Dias Sem Nora, longa de estreia da mexicana Mariana Chenillo, vai ao ar no dia 5. Na comédia dramática, José (Fernando Luján) é encarregado de cuidar do funeral de Nora (Silvia Mariscal), sua ex-mulher. Na verdade, tudo foi planejado por ela para reunir a família, já que, por questões religiosas, ela só pode ser enterrada após cinco dias. Mas, um mistério surge quando José encontra uma foto e uma carta, deixadas embaixo da cama, em que Nora aparece com um homem que ele não conhece.

No dia 6 será exibido o premiado Em Um Mundo Melhor, da dinamarquesa Susanne Bier. Vencedor do Oscar e do Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro, o filme tem como personagem central Anton (Mikael Persbrandt), que trabalha como médico em um campo de refugiados na África, enquanto sua vida familiar na Dinamarca está em decadência. Sua mulher quer o divórcio e seu filho mais velho, Elias (Markus Ryggard), sofre maus-tratos na escola. Um outro aluno passa a defender Elias e eles tornam-se grandes amigos, mas um plano de vingança coloca suas vidas em risco.

O Último Dançarino de Mao, do australiano Bruce Beresford, fecha o especial no dia 7. O drama baseado na autobiografia de Li Cunxin mostra como ele foi tirado de sua família ainda criança para se tornar um dançarino na China de Mao Tse-Tung. Após embarcar num intercâmbio para os Estados Unidos, Li ganha fama mundial, apaixona-se por uma mulher local e decide não voltar.