A trajetória de Tom Cruise, um dos maiores nomes da história da indústria cinematográfica, é destaque de BIO Ícones, que o BIO exibe no dia 24/9, segunda-feira, às 22h. Nascido em Syracuse (Nova York) em 3 de Julho de 1962, Tom Cruise chegou a pensar em ser padre – inclusive estudou por alguns anos em um seminário franciscano em Cincinnati. Porém, depois de participar de uma peça teatral na escola, despertou para sua vocação na arte dramática. Aos dezoito anos, Tom Cruise foi para Nova York na esperança de iniciar uma carreira como ator e logo conseguiu seu primeiro papel no longa Amor sem Fim, do diretor italiano, Franco Zeffirelli.


Foto: Divulgação/BIO

Em menos de dois anos participou de mais uma produção de outro grande cineasta, Francis Ford Coppola, no clássico da década Vidas Sem Rumo (1983), embora em um papel pequeno. A partir de então, emendou uma série de blockbusters como A Lenda, Top Gun e Dias de Trovão, e viu seu nome virar sinônimo de bom desempenho nas bilheterias. Ao mesmo tempo, apostava em filmes como Rain Man (de Barry Levinson) e Nascido em 4 de Julho (de Oliver Stone), pelo qual recebeu sua primeira indicação ao Oscar e levou o Globo de Ouro de melhor ator em 1989.

Em 9 de Maio de 1987, Tom Cruise casou-se com a atriz Mimi Rogers, seis anos mais velha que ele, causando um certo ressentimento em seu público feminino. Três anos mais tarde, separou de Rogers para casar em seguida com Nicole Kidman, que havia conhecido durante as filmagens de Dias de Trovão.

Os anos 90 consolidaram a carreira do ator, que trabalhou com diretores renomados, como Sydney Pollack e Stanley Kubric. Contudo, seriam dois cineastas iniciantes na época, Cameron Crowe e Paul Thomas Anderson, que explorariam ao máximo a capacidade dramática de Tom, com Jerry Maguire e Magnolia, respectivamente, filmes que trariam o segundo e terceiro Globo de Ouro para o ator e uma segunda e terceira indicação ao Oscar. Neste momento, Tom Cruise já era o ator mais bem pago do mundo.

A década seguinte trouxe diversos escândalos, colocando-o na mira da imprensa. Seu divórcio de Nicole Kidman, seu namoro com Penélope Cruz e a ativa participação na Cientologia afetaram sua imagem. Apesar disto, os êxitos profissionais continuaram acontecendo, em filmes como Minority Report – A Nova Lei, de Steven Spielberg e o Último Samurai de Edward Zwick. A mídia voltou sua atenção mais uma vez para sua vida pessoal por conta de seu casamento com a atriz Katie Holmes, da qual se separou há poucos meses, e do nascimento de sua primeira filha biológica: Suri, em 18 de Abril de 2006. Em 2011, o ator protagonizou dois blockbusters: Missão Impossível – Protocolo Fantasma e o musical Rock of Ages.