A Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura, e a distribuidora audiovisual Synapse fecharam acordo para distribuição exclusiva de um lote de 2,5 mil programas selecionados do acervo da FPA junto a canais de TV por assinatura no Brasil, entre os quais episódios das séries infantis Cocoricó e Castelo Rá-Tim-Bum, além de centenas de outros títulos, como Entrelinhas.

A Synapse está desenvolvendo também, em parceria com produtoras independentes, a re-contextualização de conteúdos da TV Cultura que marcaram a TV brasileira, na forma de novas séries na linha “história da TV”. Estas produções levarão ao público momentos antológicos de programas como Ensaio, MPB Especial e de outros materiais, inclusive não-musicais.

A distribuidora vê mercado no contexto da Lei 12.485 (a nova “Lei da TV Paga”) que obriga aos canais de TV por assinatura a veicularem conteúdo nacional em suas grades de programação. A empresa também poderá distribuir os conteúdos da FPA por meio de plataformas de vídeo on demand como SundayTV, iTunes e Amazon, no país e no exterior.

O objetivo principal deste contrato, segundo Julio Worcman, sócio-fundador da Synapse, “é o de promover a democratização em nível nacional do acesso às obras audiovisuais produzidas pela TV Cultura, reputadas por sua elevada qualidade técnica e artística”.

Um primeiro negócio já foi realizado pela Synapse no âmbito do novo contrato: o licenciamento da série “Qual é, bicho?”, de 26×30’, para um ciclo de exibições no canal Animal Planet, do grupo Discovery. A TV Cultura e o canal infantil Rá Tim Bum!, ambos da FPA, não exibirão a série durante o período cedido ao Animal Planet.