Durante quatro noites, em agosto do ano passado, Beyoncé agitou o público do Roseland Ballroom, em Nova York, com sua energia aliada a uma boa mistura de pop e R&B. Inédito no A&E e destaque do dia 21 de outubro, domingo, às 23h, o Live at Roseland traz grandes sucessos da carreira da cantora e versões de músicas de seus artistas favoritos, como I wanna be where you are de Michael Jackson.

Em algumas canções, ela também fez questão de contar para o público como surgiu a ideia da letra. Em Bootylicious, por exemplo, ela revela que quis celebrar as curvas femininas. A melodia foi inspirada pelo rife de guitarra de Stevie Nicks em Edge of Seventeen. Ao entoar Independent Woman ela revela que não pretendia indicá-la como tema de As Panteras, mas seu pai encaminhou-a para os produtores que sem pestanejar a colocaram como um dos temas do filme. Entre outras, a diva ainda canta Irreplaceable, parceria com Ne-Yo, grande sucesso nas rádios à época de seu lançamento, e 1+1, durante a qual se apresenta sobre um piano envolta em fumaça e luzes vermelhas.

Depois do lançamento em DVD do show, que teve produção executiva de Beyoncé, o álbum figurou em diversas paradas, atingindo o topo da Dutch Music DVD Chart, na Holanda, além de ocupar o segundo lugar da Billboard Top Music Videos nos EUA. A edição deluxe ganhou disco de platina da RIAA (Associação Americana da Indústria Fonográfica) e da ARIA (Associação da Indústria Fonográfica Australiana).