O convidado do Provocações desta terça-feira, dia 23 de outubro, é um dos mais representativos personagens da tevê brasileira. Astolfo Barroso Pinto é o nome de batismo de Rogéria, que, há quase cinquenta anos travestida, ainda lembra-se do dia em que se vestiu de mulher pela primeira vez. No ar, a partir das 23h, na TV Cultura.

Na conversa com Antônio Abujamra, Rogéria conta que, antes de travestir-se, preocupou-se em deixar os cabelos crescerem. Irreverente, ela ostenta as longas madeixas até hoje e afirma orgulhosa: “Querida, cabelo, ou você tem, ou você não tem”.


Foto: Divulgação TV Cultura

Entretanto, ao contrário de outras histórias de homossexualidade, ela revela nunca ter brincado de boneca, ou ter apresentado alguma evidência ligada à brincadeira de menina durante a infância: “Eu era um garoto terrível”, e completa: “Jamais pensei na vida que era uma mulher”.

Rogéria brinca com os limites entre o personagem e o ator que o interpreta: “O Astolfo tem um problema: se a tábua da privada estiver levantada, ele faz xixi em pé; se estiver sentada, a Rogéria senta. O artista é Astolfo e Rogéria é tudo misturado”. Ao ser provocada, ela conclui que jamais poderia ser um transexual, porque gosta de viver um pouco das duas personalidades, incluindo ser Astolfo durante alguns momentos da vida.